Ampliar imagem | Tamanho original
O Jardim Oito Décimos é um museu de arte dedicado às artes e ofícios, que também pode ser usado como local para conferências nas horas vagas. Possui café, biblioteca, escritórios, hotel, assim como um restaurante, salas de estudo e salas de xadrez. É um micro complexo cultural. O Jardim Oito Décimos era originalmente um centro comercial de dois andares numa esquina triangular, com um salão circular de quatro andares acima. O acesso à entrada se dá a partir do espaço aberto da esquina. Os outros dois lados do edifício abrigam a associação do bairro e lojas ao longo da rua. Esperamos que o edifício possa revelar o espírito de Xangai, que é cheio de vida. Assim, seus espaços, que totalizam 2.000 metros quadrados, deveriam ser variados, mas também conectados entre si. Não queríamos o minimalismo obsessivo, nem um cenário exagerado e pouco integrado. Usamos antíteses para conceber o espaço: o jardim externo representa a complexidade, e dentro do edifício, por outro lado, há a simplicidade. Mas as simplicidades são um pouco diferentes. O museu de arte deveria ser robusto e poderoso, mas as salas de estudo e o restaurante ao lado deveriam ser aconchegantes e agradáveis. Os escritórios comuns no terceiro andar um pouco mais rústicos, enquanto o hotel no quarto andar apresentaria um pouco mais de elegância. As pessoas deveriam sentir facilmente uma espiritualidade nesses locais. Na cobertura, homenageamos o antigo jardim literário ao colocar ali um jardim com vegetação. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar