Ampliar imagem | Tamanho original
Arquitetos, bem como pintores e escultores, pensam e descrevem os espaços de forma diferente de outras pessoas, é o que aponta um novo estudo da UCL e da Universidade de Bangor. Embora a conclusão possa parecer um pouco óbvia, o estudo apresenta evidências de que a profissão escolhida por uma pessoa pode afetar a maneira como o seu cérebro opera. O estudo, intitulado Sculptors, Architects, and Painters Conceive of Depicted Spaces Differently, convidou 16 pessoas destas três profissões (arquitetura, escultura e pintura) com pelo menos 8 anos de experiência em seus campos, para serem comparadas com 16 outros participantes. A cada participante foram apresentadas três imagens, uma imagem do Google StreetView de Londres, uma pintura da Basílica de São Pedro e um ambiente surreal gerado por computador. Foram então feitas uma série de perguntas: Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar