Ampliar imagem | Tamanho original
A orla urbana da baía de Luanda tem vindo a ser continuada para a Ilha do Cabo, origem remota da cidade e, desde há muito, local de comunidade piscatória e de recreio luandense. Os novos aterros na frente interior da ilha adivinham-lhe nova urbanidade, entre vista desafogada sobre o centro da cidade. O Edifício DYEJI está situado num dos quarteirões mais centrais da Parcela 3 dos novos aterros, entre um conjunto de 57 lotes (desde o Hotel da Marinha até ao Clube Náutico), na zona de maior estreitamento da ilha. Ainda que condicionado pelo respetivo plano, responde a um programa de habitação e algum terciário, potencia a exposição visual privilegiada e, sobretudo, procura ajudar a construir a nova frente da ilha. A partir do embasamento em galeria, fluido sobre a envolvente e destinado a terciário (lojas e escritórios), geram-se 8 pisos com 28 apartamentos, cuja racionalidade funcional é rematada por frentes em fole, muito vibrantes, resultantes da sobreposição dos pisos e da capacidade expressiva dos balanços angulados da estrutura de betão-armado. Permite-se, assim, em cada piso, uma fachada muito vítrea sobre a paisagem que, ao ser distendida em terraços com brises-soleil, assegura mediação ambiental e exteriores de vivência, e acentua a expressão do edifício. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar