Ampliar imagem | Tamanho original
O Serpentine Pavilion 2017, projetado por Diébédo Francis Kéré (Arquitetura Kéré), foi inaugurado hoje em Londres. Concebido como um micro cosmos - "uma estrutura comunitária dentro dos Jardins de Kensington" - o pavilhão foi projetado para fundir conscientemente as referências culturais da cidade natal de Kéré (Gando, em Burkino Faso), com "técnicas de construção experimental". O arquiteto espera que o pavilhão, como condensador social, "se torne um farol de luz, um símbolo para narrativas e união".  Uma grande cobertura de madeira, apoiada por uma estrutura de aço escondida, foi esculpida para mimetizar a cobertura de uma árvore. Quatro entradas conduzem a um pátio central aberto, no qual o ar fresco pode circular livremente. A cobertura, ao abrigar os visitantes do calor do verão de Londres (e, felizmente, da chuva de verão) pode, em caso de chuva, encanar água em direção a um óculo "que canaliza a água da cobertura em uma cachoeira espetacular", antes de passar por um sistema de drenagem no chão "para uso posterior na irrigação do parque." Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar