Ampliar imagem | Tamanho original
Em 2013, o Ministério da Cultura albanês concebeu um plano para reconstruir sua infraestrutura cultural, reativando edifícios históricos abandonados. O Museu de Marubi é o projeto pioneiro deste programa. O plano de criação do museu teve uma enorme repercussão nacional, devido à importância histórica de exibir, entre outros, o legado fotográfico criado por mais de um século por três gerações de fotógrafos da família Marubi. Diálogo entre tradição e modernidade O projeto do Museu Marubi visa promover um rico diálogo entre tradição e modernidade, entre o passado e o presente. O legado da tradição é evidenciado pela restauração do edifício histórico, concebido pelo famoso pintor, escultor, fotógrafo e arquiteto albanês nascido em Shkodër, Kolë Idromeno, preservando as suas qualidades espaciais e estruturais sem qualquer transformação de volume ou adição de novas divisões interiores. Conceitualmente, o edifício de Idromeno se torna um importante "objeto" da exposição a ser exibida, contemplada e visitada. Uma imagem moderna associada ao novo programa museográfico é alcançada a partir da instalação de cinco "caixas funcionais", pré-fabricadas e destacadas do edifício original, funcionando como peças de mobiliário ou elementos escultóricos. Tradição e modernidade estabelecem um diálogo em todos os cantos do edifício. No exterior do museu, um elemento de exibição funciona como um marco que indica a entrada do museu; no interior do edifício, as janelas originais e as qualidades espaciais do edifício dialogam com as caixas de exposição; e, no pátio, o antigo edifício coexiste com um novo volume moderno e escultural. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar