Ampliar imagem | Tamanho original
O terreno da Casa Osler fica na extremidade do plano piloto de Brasília, na ponta de um dos braços do Lago Paranoá. A casa é um comentário poético sobre a arquitetura moderna, sobretudo o modernismo brasileiro, a partir de uma releitura contemporânea dos materiais e das técnicas construtivas. A planta da casa Osler é estruturada a partir de um volume térreo, um volume suspenso e um deck com piscina externo. A caixa de concreto e madeira que repousa sobre o solo abriga a suíte principal, um dormitório, um banheiro, uma área de serviços e a garagem. Os brises verticais de madeira filtram a luz e podem ser abertos inteiramente, diluindo a relação entre o interior do exterior. O volume superior, apoiado no volume térreo de um lado e sobre pilotis de outro, tem a sala de estar, a cozinha (toda resolvida com móveis baixos) e um pequeno escritório. A caixa superior cria uma área de sombra e sobre o prisma térreo, como extensão da sala, há um solário. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar