Ampliar imagem | Tamanho original
Durante o projeto, a todo momento foram seguidas duas premissas básicas. A primeira, era conseguir uma residência na qual a maior parte do programa estivesse implantada no térreo, com uma clara relação com o jardim e o entorno. A segunda, era criar uma casa respeitosa em relação ao meio ambiente, concebida sob o padrão Passivhaus, de muito baixa demanda energética, e onde fossem utilizados processos construtivos baseados na construção a seco.  A estratégia de implantação foi gerar um edifício em forma de L, fechando-se em relação às edificações vizinhas e, ao mesmo tempo, abrindo-se para o jardim, aproveitando a iluminação solar natural e as boas vistas. A solução volumétrica foi simples, com dois primas retangulares, no térreo gerou-se a planta em forma de L, e um terceiro prisma no primeiro pavimento unia os dois volumes anteriores.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar