Ampliar imagem | Tamanho original
A criação de um complexo de equipamentos públicos dentro do armazém Macdonald permite realizar a ligação entre a arquitetura existente e a que esta por vir, revelando as necessidades e desenvolvimentos de uma sociedade em transformação. É também o pretexto da conexão entre os processos tradicionais e necessidades contemporâneas. O arquiteto do armazém existente, Marcel Forest, descreveu-o como uma base, conveniente para a recepção de extensões. Esta será realizada com uma estrutura leve metálica, um suporte de um grande telhado linear abrigando um conjunto de serviços públicos. Este grande telhado colocado sobre a base existente, participa do desenvolvimento de um patrimônio arquitetônico, adaptando-o a suas necessidades contemporâneas. Por suas dimensões, sua situação e seu tamanho, o edifício existente e sua extensão devem ser considerados numa escala territorial, oferecendo um horizonte, propondo uma infraestrutura. O território torna-se, portanto, o suporte do novo projeto; o existente oferece a base enquanto o telhado serve como um elemento unificador, abrigando uma sucessão de espaços e funções. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar