Ampliar imagem | Tamanho original
A medida que a população de Seul crescia rapidamente, os blocos de apartamentos converteram-se em algo comum na paisagem. O fotógrafo Manuel Alvarez Diestro passou 6 meses explorando as novas populações da cidade, com o objetivo de 'revelar, em términos visuais, a natureza expansiva da urbanização e a transformação da paisagem através da construção destes novos projetos de moradia em escala massiva'. Após a separação do Japão em 1945, as pessoas de todas as partes do país migraram a Seul. As autoridades municipais não estavam preparadas para enfrentar tal êxodo rural o que originou os primeiros assentamentos ilegais urbanos junto as quatro portas da cidade. Em meados da década de 60, as autoridades destruíram os bairros pobres e desenvolveram um plano coerente que contou com 21 comunidades autônomas, de densidade média, fora dos limites urbanos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar