Ampliar imagem | Tamanho original
Nos últimos anos, as prioridades de mobilidade dos habitantes dos EUA apresentaram notórias mudanças, sobretudo entre os jovens. Se antes, a opção quase unânime de deslocamento era o automóvel, agora as opções incluem caminhadas, bicicletas ou o transporte coletivo, segundo apontam pesquisas recentes.  Esta diferença de prioridade dos modos de transporte resultou em diversos benefícios para os habitantes, mas também para a cidade, seja em termos econômicos ou sociais.  Com efeito, em um estudo realizado em 2014 pela organização Smart Growth America, dedicada à promoção de lugares habitáveis, em conjunto com a Escola de Negócios e o Centro de Imóveis e Análises Urbanas, ambos da Universidade George Washington, foi definido o perfil de 30 áreas metropolitanas, classificadas de acordo com o quão peatonais são e como isso influencia seu desenvolvimento comercial, o nível educacional de quem habita esses locais e o desempenho econômico da região.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar