Ampliar imagem | Tamanho original
O terreno, na zona de acesso, é um espaço acolhedor. As construções existentes e os muros de pedra convertem-no num lugar sombrio e confinado. Ao percorrê-lo, longitudinalmente para Oeste, a pendente é considerável, até chegar à parte mais alta, o jardim. Nesse ponto, despojado de limites, as montanhas longínquas são o único horizonte. O encargo consistia em reconverter os edifícios de uso agrícola numa casa de fim-de-semana para uma família de quatro gerações. Por essa razão, o programa habitual de uma casa unifamiliar: sala de estar, sala de jantar, cozinha e cinco quartos, é organizado de forma a que cada espaço se possa utilizar com um certo grau de intimidade e independência. É de salientar ainda a exigência de uma biblioteca. Os principais espaços da casa ocupam os antigos currais - quatro volumes pétreos e escuros, com aberturas muito pontuais, adjacentes mas sem comunicação entre eles, situados a cotas diferentes, seguindo a pendente do terreno, e orientados a Norte. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar