Ampliar imagem | Tamanho original
A cidade espanhola de Santiago de Compostela se tornou Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1985. Desde então o Conselho Municipal tem trabalhado na reabilitação de edifícios, ambos público e privados. Nos últimos anos, os espaços públicos também começaram a ser trabalhados, como praças, ruas ou parques. Mas ainda assim, existem lotes vazios na cidade, terrenos complicados sem um uso claro ou fácil acesso. Caramoniña é um desses terrenos. No caminho entre a Centro Histórico e o bairro de Almáciga, inaugurado nos anos 70. Ambos estão em pequenas colinas, mas Caramoniña também está situada no cinturão verde leste da Centro Histórico. Temos que caminhar por um estreito caminho para acessá-lo a partir do centro histórico e descer uma série de degraus a partir do outro lado; há uma diferença de quase 20 metros de altura entre as duas entradas, com seis plataformas. Além disto, há também uma série de ruínas de construções tradicionais, juntamente com edifícios de Lopez Cotelo no entorno, e de onde é possível ver o Parque Bonaval, de Álvaro Siza ao sul. O terreno descende para sua lateral oeste, com sua superfície repleta de árvores e belas vistas para o Centro Histórico. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar