Ampliar imagem | Tamanho original
Como um nativo de Burkina Faso, Francis Kere cresceu com muitos desafios e poucos recursos. Quando criança, viajava cerca de 40 quilômetros até a aldeia mais próxima para ir à escola, com má iluminação e ventilação. A experiência de tentar aprender neste ambiente opressivo o afetou tanto que quando começou a estudar arquitetura na Europa, ele decidiu reinvestir o seu conhecimento para a construção de uma nova escola na sua aldeia natal. Com o apoio de sua comunidade e recursos captados através da sua fundação Schulbausteine fuer Gando (Tijolos para Gando), Francis começou a construção da Escola Primária de Gando, seu primeiro projeto construído. O projeto da Escola Primária evoluiu a partir de uma longa lista de parâmetros, incluindo custos, clima, disponibilidade de recursos e viabilidade de construção. O sucesso do projeto se baseou em adotar e negar essas restrições, ao mesmo tempo. Para otimizar os resultados com os mínimos recursos disponíveis, uma construção híbrida de argila e lama foi levantada primeiramente. A argila é abundante na região e é tradicionalmente usada na construção de moradias. Esta técnica de construção de barro tradicional foi modificada e modernizada para criar uma construção mais robusta estruturalmente, sob a forma de tijolos. Os tijolos de argila têm a vantagem adicional de serem baratos, fáceis de produzir e também fornecem proteção térmica contra o clima quente. Apesar da sua durabilidade limitada, no entanto, as paredes devem ser protegidas contra as chuvas com uma grande telhado de zinco suspenso. Muitas casas em Burkina Faso têm essas coberturas onduladas metálicas que absorvem o calor do sol, tornando os espaços internos muito quentes. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar