Ampliar imagem | Tamanho original
O abandono de técnicas construtivas tradicionais no Equador e a substituição destas por materiais industrializados de baixas prestações substituiu em poucas décadas os conhecimentos construtivos acumulados e evoluídos durante séculos, substituindo modelos perfeitamente adaptados à realidade climática, construtiva, econômica e social da implantação de modelos em muitos casos inabitáveis de uma altíssima pegada ecológica. O projeto pretende a construção de um protótipo com uma pegada ecológica mínima mediante utilização de materiais naturais de procedência local e drástica redução da demanda energética mediante a utilização de isolamento térmico natural em toda a envolvente e o desenvolvimento de estratégias de captação solar por efeito estufa adaptadas às latitudes equatoriais. Apesar de um sistema construtivo leve, é possível dotar o edifício de um isolamento térmico e uma inércia térmica suficiente, mediante o uso do encapsulado de pedra polida, capaz de armazenar a energia captada pelo efeito estuda e estabilizar a temperatura interior diante da enorme variabilidade climática diária de Quito. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar