Ampliar imagem | Tamanho original
No dia 22 de julho (quarta-feira) tem início o ciclo de encontros do Projeto USINA 25 - Arquitetura como prática política. Neste primeiro encontro, realizado em parceria com o Instituto Pólis, os arquitetos José Baravelli e Mário Braga apresentarão um panorama a respeito do cooperativismo habitacional uruguaio e dos primeiros mutirões autogeridos no Brasil. A conversa será mediada pela militante do movimento de moradia Evaniza Rodrigues. Como em outros países da América Latina, as iniciativas politicamente mais avançadas de habitação popular no Brasil tiveram como referência a produção das cooperativas de habitação implantadas em Montevidéu e outras cidades do Uruguai a partir da década de 1970. O debate a respeito desta produção na São Paulo de 2015 e na celebração dos 25 anos da USINA precisa retomar os pontos mais relevantes destas experiências cooperativas em confronto com os desafios atuais do nosso espaço urbano. Se as cooperativas uruguaias legaram o ideal autogestionário para a habitação social latinoamericana, qual a sua atualidade diante da consolidação da autoconstrução e o crescimento da produção empresarial nas periferias brasileiras? Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar