Ampliar imagem | Tamanho original
Historicamente, a habilidade de desenhar à mão - seja para produzir desenhos técnicos precisos ou perspectivas expressivas - é um ponto central na profissão da arquitetura. Mas, com o lançamento e subsequente popularização de programas CAD desde o início dos anos 1980, o prestígio de desenhar à mão foi ameaçado. Hoje, com softwares de projeto e apresentação cada vez mais sofisticados - do Revit ao Rhinoceros - ganhando popularidade, a importância de desenhar à mão se tornou tema de uma discussão acalorada. Assim, queremos oferecer aos nossos leitores a chance de expressar mais abertamente suas opiniões sobre o assunto. Seria o desenho à mão um anacronismo na arquitetura do século XXI? Ou essa técnica oferece aos arquitetos um modo de explorar ideias que seria impossível através do computador? Deve-se distinguir a utilidade dos desenhos técnicos e dos croquis? Há alguma diferença entre o desenho na formação e na prática profissional? Como se dividem os arquitetos que usam o desenho à mão e os arquitetos que utilizam programas de computador? Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar