Ampliar imagem | Tamanho original
Seguindo a tradição dos vencedores do MoMA PS1 Young Architects Program, o plano de Andrés Jaque para "COSMO" aborda uma necessidade ecológica através de uma instalação arquitetônica. Enquanto o "Hi-Fi" de 2014 explorava o uso de tijolos orgânicos e o projeto "Wendy" de 2012 abordava a poluição atmosférica, Jaque pretende lidar com algo aparentemente muito mais político: a água. Esse artigo, originalmente publicado pela Metropolis Magazine como "The Politics of Water: Andrés Jaque on His 2015 MoMA PS1 YAP Winning Design", examina como Jaque espera transformar sua instalação em um ponto de discussão política. À primeira vista, o Janicki Omniprocessor de Bill Gates e a proposta vencedora de Jaque para o  MoMA PS1 Young Architects Program (YAP) de 2015 compartilham o mesmo objetivo - ambos abordam o problema de escassez de água no mundo, que foi potencializada por mudanças climáticas, disputas políticas e diversos outros fatores. Mas enquanto o Omniprocessor se parece com uma fábrica de cimento em miniatura, o projeto de Jaque une seu objetivo social - mudar o modo como compreendemos a infraestrutura contemporânea de água - a uma estética quase psicodélica.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar