Ampliar imagem | Tamanho original
Hoje seria o 83º aniversário de João Filgueiras Lima, o Lelé. Para celebrar, inauguramos hoje com o Hospital de Taguatinga nossa seção dos Clássicos da Arquitetura de 2015 com uma série de projetos do arquiteto, que serão apresentados nas próximas semanas. O edifício é uma barra alongada construído a partir de um sistema pré-fabricado de concreto armado. Longitudinalmente é definido por uma seqüência de pórticos centrais cujas mísulas apoiam vigas. Esse sistema configura a circulação principal do edifício. Caixas vazadas estruturais constituem as fachadas mais extensas. São unidas estruturalmente e separadas verticalmente por uma viga de bordo contínua moldada in loco. No sentido transversal, lajes tubadas vinculam-se àquela viga de bordo e se apoiam nas vigas dos pórticos centrais. As lajes transversais têm um metro e dez centímetros de largura. Cada grupo de três lajes totaliza três metros e trinta centímetros de largura e correspondem a um módulo de fachada. Esse módulo pode ser subdividido em quatro partes iguais, das quais três correspondem à caixa vazada e uma, à faixa vertical de fechamento em concreto armado que configura a separação entre duas caixas e que contém janela basculante de duas folhas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar