Ampliar imagem | Tamanho original
Com a desintegração do núcleo familiar tradicional como fixação espacial dominante no século XX, uma nova tipologia para uma vida em família é necessária para uma cidade depois de sua expansão. A casa pátio re-concebe o morar metropolitano de baixa densidade concentrando a residência unifamiliar em uma casa pátio. Através da utilização de um terreno marginal e reduzindo a casa convencional em 1/3, esta casa patrocina formas mais coletivas e ecológicas de vida sem sacrificar a necessidade de privacidade da vida cotidiana. Essa nova organização, uma constelação horizontal de espaços, que variam do individual ao coletivo, ao passo que estende o ambiente externo para dentro da casa e o expande socialmente. Aqui atividades co-habitacionais podem ser forjadas entre as famílias de várias gerações e amigos, ao passo que cumpre com as novas exigências da tendência de envelhecimento da população. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar