Ampliar imagem | Tamanho original
Foram divulgados os resultados finais da IX BIAU - Bienal Ibero Americana de Arquitetura e Urbanismo, que premiou o arquiteto venezuelano  Fruto Vivas com o Prêmio Ibero Americano, além de outras 30 aboras, 3 publicações, 2 trabalhos de pesquisa e um vídeo na categoria Videourbana. A Bienal buscou reconhecer os trabalhos dentro dos campos da arquitetura e do urbanismo que contribuíram para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Veja o resultado a seguir. Os prêmios, selecionados por um júri internacional reunido em Madri há alguns dias, configuram uma cartografia do trabalho de criação, difusão, pesquisa e ensino que está sendo realizado na América Latina, Espanha e Portugal. "A Ibero-América engloba um território enorme e extraordinariamente diverso onde vivem mais de 600 milhões de pessoas em habitats heterogêneos. Se a arquitetura e as cidades nos oferecem um retrato eloquente da riqueza cultural, das fragilidades e da energia das sociedades que as produzem, os trabalhos selecionados pelo júri da Bienal ajudam a compreender o estado atual das diferentes sociedades que compõem a Ibero-América", explicam Francisco Burgos e Ginés Garrido, coordenadores da IX BIAU.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar