Ampliar imagem | Tamanho original
Entre as cidades de Ilhéus e Itacaré, a exuberante e nativa Mata Atlântica e o mar de palmeiras dominam a paisagem. A área é uma reserva florestal protegida por entidades como a Unesco e o Ibama , sendo um alvo de severas restrições construtivas. De forma a tornar a intervenção possível para acomodar o programa de um resort, os edifícios foram distribuídos da seguinte maneira: um clube com um restaurante e salas de lazer, um spa, 16 chalés e um distrito de serviço. Ao invés de escravizar a natureza, as construções dramatizam ainda mais a paisagem, enquadrando e revelando contornos e cenários não usuais. O projeto da sede do clube e dos chalés seguem os princípios do modernismo – e é nesta arquitetura de concreto que o contraponto à natureza surge. A sede do clube do resort é um pavilhão com projeções que criam terraços e espaços de transição entre interior e exterior. Já os chalés possuem área entre 80 e 150 metros quadrados, orientados em direção ao mar. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar