Ampliar imagem | Tamanho original
No terreno proposto para a construção de um Edifício do Tribunal, o ambiente urbano é irrelevante e só a encosta íngreme descendente em direção ao noroeste e sua visão clara do horizonte nos conduzem para começar a gênese do projeto. Estas condições topográficas e a definição de um terreno com  45 m de profundidade, com ruas laterais descendentes até 3,60 tornam possível a criação de um plano horizontal a partir da futura estrada principal no limite superior, entre a estação rodoviária e o edifício projetado, por um lado, formalizando o espaço urbano antecedente a um espaço público com acesso a esta área, e por outro lado, a criação de uma área debaixo de um piso semi-enterrado, servida por uma estrada recém-criada com estacionamento, funcionando como movimento interno na trama. A composição volumétrica é definida pelo seu funcionamento interno, assim, apresentam-se muitas composições diferentes de fachadas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar