Ampliar imagem | Tamanho original
Uma estrutura esférica de oito metros de diâmetro surge –ou talvez pousa– na laje de coberta de uma casa. Digamos que pousa e se enraíza na estrutura da casa: as vigas existentes são descascadas para que nelas sejam soldados os ferros da nova estrutura. Cria-se uma nova fundação suspensa. Sobre ela pousa o edifício. Dois anéis verticais perpendiculares entre si configuram a forma e a estrutura principal do edifício: tubos de aço de três polegadas. A parte inferior de um deles apresenta chapas soldadas que cumprem o papel de viga, e se apoiam sobre as vigas da casa existente abaixo. Sobre os dois anéis principais são soldados outros anéis formados por tubos menores: tubos de caldeira de uma polegada e meia reciclados. Dois são verticais, de mesmo diâmetro que os principais, e formando quarenta e cinco graus com eles. Outros onze são horizontais, de diâmetros diferentes, distribuídos simetricamente a partir do anel horizontal maior que marca a metade da altura total. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar