Ampliar imagem | Tamanho original
A cidade de Granada se configura historicamente em uma confluência do rio Genil e Darro, ambos lados da colina de Alhambra e estendendo seu crescimento através do vale e das planícies do norte. A sudeste da cidade, onde está pára,está a Sierra Nevada e o bairro de Lancha del Genil. Aí está o Centro Social que tem como vocação ser o espaço comum em que se desenvolve a vida do bairro, um lugar de confluência de atividades, híbrido entre o fora e o dentro, espaço ambíguo em que se cruzam linhas de força e que o vazio cobra o valor próprio. Esta obra, portanto, não se concebe como um edifício, mas como um nó, tanto por seu programa, espaços de relação por excelência, como pela forma em que amarra o lugar articulando dois níveis topográficos, de situações diversas. O solar, de forma trapezoidal e em uma encosta ao lado do Santuário da Virgem de Fátima, apresenta uma caída de cinco metros. O projeto resolve uma borda, encontro entre a montanha e o urbano, adaptando-se a topografia para resolver o programa requerido de uma forma simples, flexível e racional. A disposição do construído se ajusta ao perímetro como muro de contenção para minimizar sua presença no pavimento superior, transformando também em espaço público, mirante, o protagonista da cena urbana. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar