Ampliar imagem | Tamanho original
A implantação do projeto é alinhada com o lado sul de um edifício assinado pelo arquiteto Fernando Távora. Em frente à fachada norte está prevista uma praça arborizada, com ruas que marcam as entradas do Centro Cultural. Nesta praça existirá uma inclinação que fornecerá o acesso ao nível -1. Formalmente, a construção é definida por uma forma retangular na qual uma caixa de alumínio e todos os equipamentos necessários para a função das diferentes atividades promovidas em seu interior sejam inscritas dentro de seus limites. A imagem do projeto possui a intenção de ser associada com a arquitetura naval, especialmente com o navio "Gil Eanes". Este grande pavilhão será um espaço direcionado para eventos culturais e esportivos. Os acessos principais se situam no lado norte e sul. As entradas de serviço se concentram nas demais fachadas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar