Ampliar imagem | Tamanho original
Preservar a identidade do local e as características do edifício em causa deu-nos o mote para a intervenção. O espaço proposto surge como uma casa dentro da casa. Um volume “maciço” pousado no interior do espaço já existente que reage à geometria da forma inicial. A este volume é subtraída a área central resultando desta forma uma espécie de praça que separa as diferentes funções do espaço. De um lado, um volume monolítico com uma porta  central é “auditório”, do outro, um volume recortado é recepção e loja. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar