1. ArchDaily
  2. X Bienal Ibero Americana De Arquitetura E Urbanismo

X Bienal Ibero Americana De Arquitetura E Urbanismo: O mais recente de arquitetura e notícia

X Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo - Deslocamentos

A X Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo (X BIAU) já tem data confirmada e acontecerá entre os dias 10 e 12 de outubro deste ano em São Paulo. Um dos eventos mais prestigiados de arquitetura e urbanismo da América Latina e Península Ibérica, a BIAU traz como lema este ano "Deslocamentos".

Os deslocamentos das pessoas historicamente deram lugar a transformações das cidades e dosterritórios, nas quais não contam só os edifícios.  

Estas transformações se produzem dentro do complexo campo configurado por forças de significados muito diferentes e que vão dos movimentos das pessoas, causadas pelas migrações do meio rural às novas megalópoles, aos movimentos que supõem o abandono dos centros urbanos. A combinação dessas forças com outros movimentos, como a mudança dos modelos econômicos urbanos, traz consigo novas necessidades, como a renovação e ampliação das cidades e a ordenação integral do território.  

Publicações e vídeos selecionados para a X BIAU

O júri escolhido pela BIAU para avaliar as publicações e vídeos concorrentes, foi composto por Luis Asin (Espanha), Ricardo Carvalho (Portugal), Fernando Márquez Cecilia (Espanha), José Luis Uribe (Chile). Ao todo foram inscritos mais de 160 livros, 61 revistas e 25 obras em outras mídias.

Concurso para estudantes de arquitetura “Novas geografias - Contextos sociais e diversidade cultural”

O Concurso de Ideias para A Casa da Criança (La Casa del Niño) - parte da X Bienal Ibero Americana de Arquitetura e Urbanismo - propõe aos estudantes de Arquitetura da América Latina, Espanha e Portugal pensar sobre a relação entre arquitetura e novas formas de aprendizado. Confrontando-os com as demandas específicas que esta questão apresenta, em relação a diversos entornos geográficos e culturais, oportunidades técnicas e exigências de sustentabilidade, em áreas urbanas ou rurais, caracterizadas por situações de risco, social ou ambiental.

Desta forma, entram simultaneamente em jogo, por um lado, a necessidade de adaptar-se às exigências das novas tecnologias de comunicação e o conceito de identidade como uma alternativa ao impacto da globalização, e por outro, as relações com o contexto geográfico, rural ou urbano.