Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Urban Design

Urban Design: O mais recente de arquitetura e notícia

Gjennomsikte / Kollaboratoriet

© Feileacán McCormick © Feileacán McCormick © Anna Andrea Vik Aniksdal © Feileacán McCormick + 28

Porsgrunn, Noruega
  • Arquitetos: Kollaboratoriet
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  24
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013

Domplatz / hohensinn architektur

© Paul Ott photografiert
© Paul Ott photografiert
  • Arquitetos: hohensinn architektur
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  7100
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2009

© Paul Ott photografiert © Paul Ott photografiert © Paul Ott photografiert © Paul Ott photografiert + 19

Sede CREA-PB / MAPA

© Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti + 16

Campina Grande, Brasil
  • Arquitetos: MAPA
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  780
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

Banheiros Ecotransportáveis / SJ2A

© Jomar Bragança © Jomar Bragança © Jomar Bragança © Jomar Bragança + 16

Proposta para o Acesso da Universidade de Ciência e Tecnologia de Shenzhen / penda

Intitulada "Betwen earth and sky" (Entre terra e céu), esta proposta para o novo acesso da Universidade de Ciência e Tecnologia de Shenzhen, feita pelo escritório penda, é uma metáfora dos contrastes formais de se desenhar um marco icônico em um campus. O projeto para a escultura que demarca a entrada da Universidade é uma conexão de dois opostos: as partes inferiores, fluidas, conectam o portal ao relevo suavemente acidentado da paisagem ao fundo, enquanto que a malha de luzes incorporada à escultura pode ser interpretada como uma conexão com o universo - um contraste entre a terra e o céu. Mais imagens e a descrição dos arquitetos na sequência.

'Redesenhando Detroit: Uma nova visão para um lugar icônico' Proposta Vencedora / Davide Marchetti Architetto

Cortesia de Davide Marchetti Architetto
Cortesia de Davide Marchetti Architetto

Davide Marchetti Architetto compartilhou com a gente sua proposta vencedora do primeiro lugar, entitulada ‘Minicity Detroit’, no concurso Redesenhando Detroit: Uma nova visão para um lugar icônico. Utilizando o tecido urbano do entorno como um gerador de uma nova visão da cidade, seu conceito responde diretamente ao terreno e sua inserção na cidade através da forma física existente e a história para o terreno. Mais imagens e descrição do arquiteto na continuação.

Piazza Gae Aulenti / AECOM

© AECOM / Robb Williamson © AECOM / Robb Williamson © Claudio Zappia © AECOM / Robb Williamson + 16

Milão, Itália
  • Arquitetos: AECOM
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

Proposta de Plano Diretor para Madla-Revheim / MVRDV + Space Group

MVRDV e Space Group compõem uma das três equipes que foram convidadas a apresentar uma proposta de planejamento para a cidade norueguesa de Madla-Revheim, a principal área de desenvolvimento fora de Stavanger. O objetivo desta comissão é desenvolver um modelo de crescimento sustentável, sistemas de transporte e estruturas construídas como partes de um todo. Nesta proposta, MVRDV e Space Group propõem concentrar 4 mil unidades de habitação no entorno do local de 780 hectares, preservando o coração do desenvolvimento de espaços públicos verdes, programas públicos e instalações desportivas.

HOBRO – Proposta Vencedora do Concurso 'Uma Cidade Encontra Seu Lago' / Holscher Arkitekter

HOBRO - uma cidade encontra seu lago é a proposta vencedora do Primeiro Lugar do Escritório Holscher Arkitekter, que tem como objetivo amarrar o centro histórico de Hobro à sua área portuária. A filosofia por trás da estratégia é que espaços urbanos e paisagísticos são criados primeiro, a partir daí as ruas e por último, os edifícios. Os arquitetos desejam criar uma margem robusta para um desenvolvimento urbano duradouro. Uma estratégia que permite o plano urbano ser exercercido e ser experimentado como concluído em todas as fases do desenvolvimento. Mais imagens e descrição dos arquitetos após a continuação.

Plano prevê reutilização do Passado Industrial de Pittsburgh para reunir a cidade e seus cidadãos.

Com a criação do High Line em NYC e as recentes notícias sobre o Bloomingdale Trail de Chicago, está cada vez mais claro que as "vias verdes" são uma nova e poderosa força no planejamento urbano, que tem o potencial de mudar a maneira como funcionam cidades ao redor do mundo. Um novo projeto em Pittsburgh pretende aproveitar essas oportunidades, uma vez que a história industrial da cidade deixou sua forte marca na forma de enferrujadas instalações industriais às margens do rio. Uma proposta de Saski Associates prevê a reutilização destes espaços para criar um cinturão verde, amarrando a cidade de maneira mais próxima. Através da adição de rotas de transporte de pedestres, bicicletas e VLT, e criando uma infinidade de espaços verdes, espera-se explorar o potencial, até então desapercebido, de se tornar uma cidade que tem espaços de qualidade às margens do rio, ao mesmo tempo que se incentiva a proximidade geográfica e social entre as comunidades.

Mais imagens e descrição dos arquitetos na continuação…

Re-Think Athens Competition Entry / ABM Arquitectos

Cortesia de of ABM Arquitectos
Cortesia de of ABM Arquitectos

A idéia principal da ABM Arquitectos em sua proposta para a Re-Think Athens, finalista na competição, é unir os dois parques locados nos limites da intervenção (Pedion Areos e Lotos Likavitou) compondo uma massa verde que se estende por toda a extensão da intervenção. Ao fazê-lo os arquitetos esperam retomar a arborização de uma área que costumava ser uma zona verde na periferia dos antigos muros atenienses além de criar uma circulação verde que une a velha e nova cidade. Mais imagens e descrição dos arquitetos após o intervalo.

Urban Coffee Farm and Brew Bar / HASSELL

Descrição enviada pela equipe de projeto. Projetado para o Festival da Comida e Vinho de Melbourne 2013, o Urban Coffee Farm And Brew Bar do grupo HASSEL joga com elementos de intriga e de surpresa, criando uma paisagem inesperada em um ambiente familiar urbano. O projeto dos arquitetos traz uma selva de pés de café na beira de um distrito central de negócios.

Mais segurança requer melhores espaços públicos

Copenhagen, Superkilen
Copenhagen, Superkilen

É possível que um bom espaço público induza o comportamento social e possa fazer uma cidade mais segura? É possível contribuir com um problema tão complexo e urgente de diferentes perspectivas disciplinares? Algumas pessoas argumentam que arrumando  rapidamente as "janelas quebradas" e repensando as ruas são as melhores políticas preventivas.

Em 1969, Philip Zimbardo, professor na Universidade de Stanford, realizou um experimento no âmbito de suas pesquisas em psicologia social. Ele colocou um carro não licenciado com o capô levantado em uma rua negligenciada no bairro do Bronx, em Nova Iorque, e um carro similar em um bairro rico de Palo Alto, Califórnia. O carro no Bronx foi atacado em menos de dez minutos. Seu aparente estado de abandono permitiu o ataque. O carro de Palo Alto não foi tocado por mais de uma semana. Foi então que Zimbardo resolveu quebrar a janela do carro. Quase imediatamente, transeuntes começaram a pegar coisas do carro. Em algumas horas, o carro estava completamente danificado. Em ambos os casos, muitos dos que atacaram os carros não pareciam ser pessoas perigosas. Esse experimento levou os professores de Harvard George Kelling e James Wilson a desenvolver em 1982 a Teoria das Janelas Quebradas: "Se uma janela quebrada é deixada sem reparos, as pessoas concluirão que ninguém liga para ele e que não há ninguém o vigiando. Então mais janelas serão quebradas e a falta de controle se espalhará dos edifícios para as ruas, mandando um sinal que 'vale tudo' e que não há autoridade".

Seguindo isso Kelling foi contratado – muito antes que Rudy Giuliani e a sua Política de Tolerância Zero - pela Acessoria do Metro de Nova York, onde reinavam a insegurança e o crime. Seu primeiro desafio foi convencer o prefeito progressista da cidade, o democrata Ed Koch, que a solução não era reforçar o policiamento e fazer mais prisões, mas sim limpar e sistematicamente prevenir pixações no interior e no exterior dos vagões, garantir que todos pagassem seus bilhetes e erradicar a vadiagem no metro. Apesar das críticas, a transformação do Metro de Nova York começou através de símbolos concretos e detalhes que foram bastante visíveis e que re-estabeleceram ordem e autoridade. Até o célebre designer Massimo Vignelli, autor da sinalização, decidiu inverter as cores dos pôsters para tipografia branca sobre fundo preto para desencorajar as pixações. Hoje é um modelo de espaço público seguro e eficiente, além de um emblema que os nova-iorquinos não estão dispostos a se comprometerem novamente.

A idéia é simples mas poderosa: os maus hábitos se espalham rapidamente, mas os bons hábitos, com força e continuidade, podem desbancar os ruins. Como muitas coisas ao nosso redor estão em um estado crítico graças à nossa indiferença aos primeiros sinais de que algo não está certo? Quantas janelas quebradas nós vemos cada dia? Isso tem relação com a marcação de limites e a extinção dos maus hábitos com estratégias situacionais e preventivas que envolvem não só as autoridades mas também a comunidade na resolução de problemas através de participação ativa. É também o fato de revindicar o papel do Estado na regulação e controle de uma área onde interesses gerais sempre devem ter prioridade, pequenos ou grandes, com ou sem justificação. Em contraste ao que muitos clamam como perspectivas libertárias errôneas, coexistência democrática no domínio público requer a restrição de liberdades individuais para maximizar o bom uso e o disfruto coletivo dos espaços públicos

The Green Village / PT Bambu

Cortesia de Suxy © Jimbawan © Agung Dwi © Rio Helmi + 32

  • Arquitetos: IBUKU
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  18700
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2010