1. ArchDaily
  2. Turismo

Turismo: O mais recente de arquitetura e notícia

Ranking das Melhores Cidades do Mundo em 2018, segundo a Resonance Consultancy

Classificar cidades pode ser uma tarefa bastante arriscada. Como podemos ser objetivos e justos quando este planeta de 7,6 bilhões de habitantes nunca chegou nem perto de um consenso? Entretanto, a empresa de consultoria Resonance Consultancy assumiu este desafio com base nas opiniões que realmente importam: "moradores e turistas".

Pesquisas foram feitas com moradores locais e turistas à respeito de 23 diferentes fatores (agrupados em seis categorias - lugar, produto, programação, pessoas, prosperidade e promoção). A metodologia pretende ser de fácil compreensão para a classificação das qualidades da cidade e sua reputação. Na categoria "pessoas", por exemplo, os pesquisadores analisaram a taxa de imigração e a diversidade humana de uma cidade, incluindo o número de residentes estrangeiros. Também foi levado em consideração quantas vezes uma cidade é mencionada nas plataformas digitais como o Facebook, o Google e até o TripAdvisor. Além disso, as cidades também foram classificadas quanto à qualidade de seus bairros, marcos históricos e parques.

"Faith Estates": uma nova abordagem turística aos locais de peregrinação religiosa

Machaerus . Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser Alamadi
Machaerus . Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser Alamadi

Num momento que parece ser um conflito religioso e político cada vez maior, os estudantes de Bartlett, Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios e Nasser Alamadi, preferiram se concentrar na colaboração entre as religiões em seu projeto de conclusão de curso, intitulado Faith Estates, que descreve um novo método de turismo religioso de massa.

Dead Sea secular development. Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser AlamadiRota em direção a Machaerus. Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser AlamadiHorkania. Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser AlamadiMar Morto. Image © Akarachai Padlom, Eleftherios Sergios, Nasser Alamadi+ 19

Madri negociará com o Airbnb a regulação do aluguel turístico

A Prefeitura de Madri buscará um acordo com as empresas Airbnb e HomeAway, as principais plataformas mundiais de aluguel turístico, para regular seu funcionamento na capital espanhola. Segundo informou o Secretário de Desenvolvimento Urbano e Sustentável, José Manuel Calvo, em entrevista ao Europa Press, as habitações voltadas ao turismo já representam 25% do total da oferta hoteleira em Madri.

O plano da Prefeitura buscaria diferenciar os locadores particulares dos profissionais, e que o lucro privado se reflita nos impostos pagos. Deste modo, só poderão ser disponibilizadas habitações particulares em que o proprietário apresente um certificado que reside na mesma, descartando, assim, empresas que adquirem imóveis apenas para disponibilizar para locação no Airbnb. 

Onde está o limite entre os edifícios icônicos e a verdadeira arquitetura?

Barcelona é uma cidade cheia de ícones arquitetônicos, esplendor de uma era como quase todas as cidades europeias, o apogeu do modernismo catalão. Mas, onde está o limite entre arquitetura e esses ícones arquitetônicos? E entre arquitetura e turismo? Arquitetura e arte? Isso, se é que existe algum limite.

O espaço entre arquitetura e os meios reduziu-se a um ponto que é difícil distinguir um do outro. O poder de uma imagem tem distorcido a maneira como projetamos e fazemos arquitetura: exemplo disso é o crescimento destes chamados ícones arquitetônicos em todo o mundo.

Guia de arquitetura de Santiago: 31 lugares que todo arquiteto deve conhecer

Considerada um dos núcleos urbanos mais povoados da América Latina, a cidade de Santiago, Chile, não só se caracteriza por ser um vale com entorno montanhoso que representa um desafio arquitetônico permanente por conta de seu território sísmico, mas também por abrigar organismos administrativos, comerciais, culturais, financeiros e governamentais, apresentando-se como um bom panorama no momento de encontro social entre seus habitantes e turistas.

Santiago contempla significativos espaços que evidenciam diferentes marcos históricos que, por sua vez, determinam vestígios arquitetônicos modernos, tradicionais e contemporâneos que se destacam por expor sua história e manter de pé a cultura chilena.

A seguir, conheça uma lista de 31 lugares que todo arquiteto deve conhecer e visitar.

Guia de arquitetura da Cidade do México: 30 lugares que todo arquiteto deveria conhecer

Entre os núcleos mais populosos da América Latina e do mundo, a Cidade do México oferece uma diversidade cultural particular que é evidenciada tanto por suas tradições como por sua arquitetura. A cidade é o principal centro turístico, educativo, cultural, econômico e político do México, apresentando, assim, um enorme panorama para o encontro social entre habitantes e turistas.

Os lugares de interesse arquitetônico -- com exemplos pré-hispânicos, clássicos, modernos e contemporâneos, que vão de Juan O'Gorman e Luis Barragán a Félix Candela e David Chipperfield -- estão espalhados por toda a extensão da cidade e seus espaços públicos. Veja, a seguir, uma lista com os 30 lugares que todo arquiteto deve conhecer.

Guia de arquitetura em Córdoba: 15 lugares que todo o arquiteto deve visitar

Localizada na região central da Argentina, a histórica cidade de Córdoba é a segunda cidade mais povoada do país; o que permite considerá-la como um importante centro cultural, educativo e financeiro. Seu denso centro histórico se caracteriza pela presença do tijolo - produto da obra de Togo Díaz - e a peculiar paisagem que vincula o urbano com o natural, outorgando como resultado uma exclusiva atmosfera que nos convida a percorrer suas ruas.

A característica cultura cordobense é evidenciada no seu espaço público urbano, seus córregos naturas e suas áreas pedonais, onde é possível apreciar uma heterogênea arquitetura clássica, moderna e contemporânea. Conheça a seguir uma lista de 15 lugares que todo arquiteto deve conhecer e visitar na cidade.

A nobre simplicidade do Museu da Mineração Allmannajuvet de Peter Zumthor

© Aldo Amoretti
© Aldo Amoretti

Após documentar a Capela de Campo Bruder Klaus, o fotógrafo Aldo Amoretti mais uma vez capta a simplicidade de Peter Zumthor, desta vez com imagens de seu Museu da Mineração Allmannajuvet em Sauda, Noruega. O projeto evoca a estética das minas de zinco abandonadas do país desde o século XIX, evocando o trabalho árduo dos trabalhadores sobre a pedra áspera. O museu se localiza em uma das rotas turísticas nacionais de Noruega e foi construído a pedido do Estado como parte de um esforço para aumentar o turismo na região. Os edifícios estão implantados dentro e sobre a paisagem, oferecendo vistas do desfiladeiro ao passo que os visitantes se movem através dos interiores escuros do projeto.

As fotos de Amoretti expressam a singeleza do projeto, da escuridão das galerias interiores às esbeltas palafitas que sustentam os edifícios sobre as rochas. As estruturas do museu são suspensas e estão em equilíbrio com o clima frio e rigoroso - uma representação nobre das condições de trabalho dos mineiros que o projeto pretende transformar em memória.

© Aldo Amoretti© Aldo Amoretti© Aldo Amoretti© Aldo Amoretti+ 22

Guia de arquitetura de Buenos Aires: 24 lugares que todo arquiteto deveria visitar

Buenos Aires é uma cidade de muitas histórias e atmosferas. Os motivos para visitar sua arquitetura são inúmeros, pois a cidade é o resultado de uma complexa interação de fatores culturais que sucederam a partir de múltiplas tendências e estilos arquitetônicos. 

Além de edifícios antigos e históricos, a cidade também apresentam uma diversidade de obras de arquitetura modernas e contemporâneas. Veja, a seguir, uma lista com alguns dos lugares de Buenos Aires que todo arquiteto deveria conhecer.

Combinando habitação social e turismo para resolver a crise habitacional em Havana

A maior das ilhas do Caribe, Cuba é um crisol cultural de mais de 11 milhões de pessoas, combinando nativos Taíno e Ciboney com descendentes de colonos espanhóis e escravos africanos. Desde a revolução de 1959 liderada por Fidel Castro, o país foi o único regime comunista estável no hemisfério ocidental, com estreitos laços com a União Soviética durante a Guerra Fria e relações hostis com seu vizinho vizinho, os Estados Unidos, que há pouco tempo deu início à retomada das relações internacionais entre os dois países. Enquanto a arquitetura na capital Havana reflete a história dinâmica e rica da área, após a revolução a cidade deixou de ser prioridade e o foco do governo passou para as áreas rurais, como consequência, os edifícios da capital foram deixados a ruína desde então. Iwo Borkowicz, um dos três vencedores do Prêmio de Arquitetura de Jovens Talentos de 2016, desenvolveu um plano que poderia trazer alguma vitalidade e, mais importante, alguma sustentabilidade, de volta ao núcleo histórico da cidade.

Section of Prototype 2. Image Courtesy of Iwo BorkowiczSection of Prototype 3. Image Courtesy of Iwo BorkowiczSection of Prototype 4. Image Courtesy of Iwo BorkowiczSection of Prototype 6. Image Courtesy of Iwo Borkowicz+ 63

"Terramotourism": um documentário sobre o processo de gentrificação do centro de Lisboa

O coletivo Left Hand Rotation lançou recentemente o documentário "Terramotourism" sobre o processo de gentrificação e "turistificação" do centro de Lisboa. Segundo o grupo, o filme é "um retrato subjetivo de uma cidade e sua transformação durante os últimos 6 anos."

Brasília entre os 10 melhores destinos turísticos de arquitetura segundo o The Guardian

Brasília está entre os 10 melhores destinos turísticos de arquitetura do mundo, segundo uma lista divulgada hoje pelo jornal britânico The Guardian. A capital modernista divide a lista com as formas art déco de Miami, as edificações cubistas e art nouveau de Praga, na República Tcheca, e os edifícios construídos no estilo New Khmer em Phnom Penh, no Camboja, depois da independência do país, em 1953.

Resultados do concurso de intervenções em Machu Picchu

Este ano o Ministério da Cultura do Peru organizou o concurso de ideias para uma série de intervenções a serem realizadas no santuário histórico de Machu Picchu, buscando melhorar a infraestrutura para os trabalhadores e para os mais de 600 mil turistas que visitam anualmente a região, declarada Patrimônio Histórico da Humanidade desde 1983.

Entre os objetivos específicos do concurso, mencionava-se a criação de um centro de pesquisas, um auditório, um centro de interpretação, aumentar a capacidade dos alojamento dos trabalhadores e criar um novo acesso ao parque arqueológico.

Veja, a seguir, as propostas premiadas no concurso.

Primeiro Lugar. Cortesia de Michelle LlonaMenção Honrosa. Cortesia de FD Arquitectos + Abalosllopis ArquitectosTerceiro Lugar. Cortesia de Llosa & Cortegana + TARATA + CotidianoMenção Honrosa. Cortesia de FD Arquitectos + Abalosllopis Arquitectos+ 9

8 versões alternativas de monumentos famosos

Há muitas edificações e monumentos construídos ao redor do mundo que constituem ícones emblemáticos das cidades onde se localizam e que – sem necessariamente tê-los visitado – aparecem imediatamente em nossas mentes ao lembramos destas. O que teria acontecido se suas versões alternativas tivessem saído do papel?

Apresentamos aqui imagens de oito monumentos icônicos em suas versões alternativas; projetos reais que não chegaram a ser construídos mas que nos confundem por sua extravagancia ou, em alguns casos, por sua semelhança com o edifício que foi de fato construído. 

Casa de ponta cabeça vira atração turística na Alemanha

Uma casa na cidade de Affoldern, na Alemanha, foi construída de cabeça para baixo. Projeto de três amigos que moram na região, a ideia era criar um novo atrativo turístico. Logo na entrada, é possível observar que até a casa de passarinho obedece à nova “ordem” estabelecida.

Dentro do imóvel os ambientes e objetos também seguem esse padrão: na sala, a garrafa de refrigerante está colada ao teto. No quarto, a cama e o urso de pelúcia sobre ela parecem suspensos. A inversão causa estranhamento e a permanente sensação dos visitantes é de que algo está errado – a experiência age como um deslocamento da realidade.

© Kai Pfaffenbach / Reuters© Kai Pfaffenbach / Reuters© Kai Pfaffenbach / Reuters© Kai Pfaffenbach / Reuters+ 10

Cinema e Arquitetura: "Bye Bye Barcelona"

Hoje, Cinema e Arquitetura vai até a Espanha para apresentar-lhes o documentário "Bye Bye Barcelona", filmado, editado e dirigido por Eduardo Chibás. Nas palavras de seu diretores, "é um documentário sobre uma cidade e sua relação com o turismo, sobre a difícil convivência entre Barcelona, barcelonenses, o turismo e os turistas. É um documentário que expõe, através de alguns dos seus residentes, os graves efeitos que o turismo massivo traz. É um documentário em que é possível vê-lo inteiro, ou por capítulos e ao seu ritmo, e que não pretende outra coisa a não ser servir de contraponto a tão repetida ideia de que com o turismo ganhamos todos. Este é um documentário sobre o que perdemos".

Mais detalhes e o documentário completo, a seguir.

Portugal é eleito pelo USA Today o melhor país para turismo na Europa

O site 10Best.com, site especializado em viagens que integra o grupo de mídia do jornal USA Today - terceiro maior dos EUA em termos de circulação -, confirmou a vitória de Portugal na votação para o “top 10 Best European Countries”. A eleição é uma decisão dos leitores do USA Today e do 10Best.

A vitória de Portugal não surpreende quem acompanhou a iniciativa: o país liderava com grande vantagem a votação. Até ao momento não foi divulgado, porém, como se dividiram especificamente os votos nem o país de origem dos eleitores.

10 cidades para visitar em 2014 segundo o Lonely Planet

Como em todos os anos, os especialistas em viagens do Lonely Planet fizeram seu ranking com as 10 cidades recomendadas para visitar em 2014. Alguns dos locais escolhidos são os clássicos que reinventaram-se, outros são cidades que recentemente se tornaram destinos turísticos atraentes. No entanto, o primeiro lugar este ano é ocupado por uma cidade que nunca sai de seu posto como uma das favoritas: Paris, escolhida deste vez por seus projetos urbanos que privilegiam o pedestre e o ciclista ao invés do automóvel.