1. ArchDaily
  2. Tóquio

Tóquio: O mais recente de arquitetura e notícia

Designer russo cria souvenirs de alumínio de ícones da arquitetura de todo o mundo

O designer russo Konstantin Kolesov criou uma coleção de souvenirs que celebra monumentos arquitetônicos icônicos de todo o mundo. A Jsouv Collection é composta por 15 peças que representam ícones de Nova Iorque, Londres, Tóquio, Dubai, entre outras. Feito a partir de alumínio sólido, as lembranças são acompanhadas por uma base de nogueira gravada com um emblema 2D da cidade. A coleção conta com uma campanha de financiamento coletivo no site Indiegogo, e oferece também camisetas com estampas dos marcos arquitetônicos.

Cortesia de Konstantin KolesovCortesia de Konstantin KolesovCortesia de Konstantin KolesovCortesia de Konstantin Kolesov+ 14

Aquarelas registram a vida das fachadas comerciais de Tóquio

© Mateusz Urbanowicz
© Mateusz Urbanowicz

Um símbolo renomado do mundo moderno, Tóquio é uma cidade comumente associada a luzes brilhantes, tecnologia inovadora e edifícios elegantes. Assim, quando o artista polonês Mateusz Urbanowicz se mudou para Tóquio, ficou surpreso com o número de antigas lojas de arquitetura eclética que continuavam funcionando na cidade.

"Quando me mudei para Tóquio, há mais de 3 anos, fiquei realmente surpreso ao encontrar, em minhas caminhadas, tantas lojas ainda em funcionamento em edifícios realmente velhos", explica Urbanowicz. "Diferentemente de Kobe, onde o terremoto destruiu muitas dessas antigas casas e lojas do centro, em Tóquio elas ainda sobrevivem".

Inspirado pela resistência dos edifícios e suas características arquitetônicas únicas, Urbanowicz começou a documentar as fachadas em uma série de ilustrações de aquarela, registrando todo o processo através de vídeos.

Imagem © Mateusz UrbanowiczImagem © Mateusz UrbanowiczImagem © Mateusz UrbanowiczImagem © Mateusz Urbanowicz+ 7

Anunciados os vencedores do concurso para Cemitério Vertical em Tóquio

O instituto de pesquisa arquitetônica arch out loud anunciou os vencedores do concurso internacional e aberto para um Cemitério Vertical em Tóquio, que buscava soluções para a crescente questão dos sepultamentos na cidade de Tóquio.

Sediado no distrito de Shinjuku, em Tóquio, o concurso desafiou arquitetos e designers a desenvolverem propostas para um cemitério vertical que explorasse a relação entre a vida e a morte na cidade, levando em conta a identidade cultural que está ligada à morte.

Das 460 propostas que representam 54 países e seis continentes, um vencedor e três finalistas foram selecionados por um júri, que incluiu David Adjaye, Tom Wiscombe, Alison Killing e outros mais.

Os vencedores do concurso foram:

Museu Sumida Hokusai de Kazuyo Sejima, pelas lentes de Vincent Hecht

Nesta série fotográfica, Vincent Hecht direciona suas lentes para o recém-inaugurado Museu Sumida Hokusai, projetado por Kazuyo Sejima, Pritzker de 2010 e sócia do escritório SANAA. Localizado no bairro de Sumida, em Tókio, a estrutura angular de quatro pavimentos abriga uma coleção de mais de 1.800 obras de renomado pintor Katsushika Hokusai, que viveu em Sumida há mais de 200 anos.

© Vincent Hecht© Vincent Hecht© Vincent Hecht© Vincent Hecht+ 21

Estádio Nacional de Tóquio de Kengo Kuma começa a ser construído

Foi iniciada a construção do projeto de Kengo Kuma para o Estádio Olímpico Nacional de Tóquio 2020, um ano após a proposta ter sido selecionada para substituir o projeto original de Zaha Hadid e três anos e meio antes da cerimônia de abertura do evento em 24 de julho de 2020.

Anunciados os vencedores do concurso Tokyo Pop Lab

Por Stella Cinzia, Leonardo Ramondetti, Marco Lagamba e Francesco Montesoro. Cortesia de Bee Breeders
Por Stella Cinzia, Leonardo Ramondetti, Marco Lagamba e Francesco Montesoro. Cortesia de Bee Breeders

As descrições detalhadas dos vencedores do Bee Breeders Tokyo Pop Lab foram lançadas. O edital do concurso solicitava um novo programa para estudar e produzir meios de cultura pop em Tóquio. Desenhando de uma ampla gama de história da cultura pop internacional, os participantes foram incentivados a investigar a migração e a evolução da cultura pop em todo o mundo ao longo do tempo, e examinar a relação entre cultura e arquitetura.

Ao desafiar as tipologias estabelecidas da cultura pop, as propostas exibiram uma ampla gama de ideologias. As submissões bem sucedidas foram escolhidas por suas representações nuançadas de cultura pop, representação clara e agendas coerentes para o programa do novo laboratório.

Dê uma olhada nos vencedores no concurso Tokyo Pop Lab a seguir.

Por Stella Cinzia, Leonardo Ramondetti, Marco Lagamba e Francesco Montesoro. Cortesia de Bee BreedersPor Stella Cinzia, Leonardo Ramondetti, Marco Lagamba e Francesco Montesoro. Cortesia de Bee BreedersPor Alina Kvirkveliya e Sacha Gengler. Cortesia de Bee BreedersPor Attilio de Palma, Andrea Longo e Enrico Nicli. Cortesia de Bee Breeders+ 38

Copenhague é eleita a cidade mais habitável do mundo pela Metropolis Magazine

A Metropolis Magazine acaba de divulgar seu ranking 2016 das cidades mais habitáveis do mundo. Reconhecendo que o que torna uma cidade "habitável" pode, por vezes, ser subjetivo, a equipe da Metropolis enfatiza que ao criar a lista, "focaram em tópicos que estão no cerne da Metropolis - habitação, transporte, sustentabilidade e cultura". Entre os resultados deste ano, Toronto, primeiro lugar da lista de 2015, caiu para a nona posição e Copenhague, quarta colocada no ano passado, passou para o topo da lista, seguida por Berlim e Helsinki.

Divulgadas novas imagens dos pavilhões do HOUSE VISION Tóquio após a abertura do evento

Novas imagens do HOUSE VISION Tóquio 2016 foram divulgadas desde que o evento foi inaugurado ao público há algumas semanas. O tema deste ano, "Co-Dividual: Dividir e Conectar / Separar e Juntar", explora como a arquitetura pode criar novas conexões entre os indivíduos e como as habitações japonesas podem adaptar variações culturais através de implementações tecnológicas.

A exposição deste ano irá apresentar projetos residenciais de renomados arquitetos japoneses, como Sou Fujimoto, Kengo Kuma, Shigeru Ban e Atelier Bow-Wow, cada um deles em parceria com alguma grande companhia que os auxiliará a implementar novas estratégias em projetos habitacionais.

Confira, a seguir, as imagens do evento e dos pavilhões.

HOUSE VISION Tóquio retorna este ano para expor 12 propostas residenciais

Após o sucesso do primeiro HOUSE VISION Tóquio em 2013, a exposição está programada para voltar novamente neste verão sob o tema de "Co-Dividual: Dividir e Conectar / Separar e Juntar". Mais uma vez com curadoria deKenya Hara, designer e diretor criativo da marca Muji, o evento de um mês de duração tem o objetivo de "pensar como criar novas conexões entre indivíduos", bem como construir a partir dos tópicos explorados pela edição anterior, definindo como as habitações japonesas poderiam se adaptar à recentes mudanças demográficas, tecnológicas e culturais e a visão da casa como a intersecção entre indústrias.

A exposição deste ano irá apresentar projetos residenciais de renomados arquitetos japoneses, como Sou Fujimoto, Kengo Kuma, Shigeru Ban e Atelier Bow-Wow. As casas serão construídas em escala real, permitindo que os visitantes do evento experimentem e reflitam inteiramente sobre cada projeto.

Cortesia de HOUSE VISION 2016 TOKYO EXHIBITIONCortesia de HOUSE VISION 2016 TOKYO EXHIBITIONCortesia de HOUSE VISION 2016 TOKYO EXHIBITIONCortesia de HOUSE VISION 2016 TOKYO EXHIBITION+ 29

Reforma da Estação Tóquio Yaesu / JAHN

© Rainer Viertlbock© Rainer Viertlbock© Rainer Viertlbock© Rainer Viertlbock+ 13

  • Arquitetos: JAHN
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  346
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

OMA divulga projeto de arranha-céu em Tóquio

O escritório OMA divulgou recentemente o projeto de seu primeiro arranha-céu em Tóquio. Uma torre com fachada frontal torcida, o edifício incorpora um parque elevado e um acesso para a nova estação da linha de metrô Hibiya, em um projeto que une hotel, escritórios e estabelecimentos comerciais.

Casas geminadas em Takaban / Niji Architects

Tóquio, Japão
  • Arquitetos: Niji Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  73
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014

© Niji Photo © Niji Photo © Niji Photo © Niji Photo + 23

Escola Infantil SM / HIBINOSEKKEI + Youji no Shiro

© Studio Bauhaus
© Studio Bauhaus

© Studio Bauhaus© Studio Bauhaus© Studio Bauhaus© Studio Bauhaus+ 15

Kengo Kuma nega acusações de cópia do projeto de Zaha Hadid para o Estádio Nacional de Tóquio

A notícia mais recente em relação ao Estádio Nacional de Tóquio diz respeito a Kengo Kuma e sua resposta contra as alegações de Zaha Hadid sobre as "similaridades" dos dois projetos, insistindo que seu "conceito é completamente diferente". Segundo o Architects' Journal, o arquiteto japonês concorda que há algumas similaridades naturais devido à legislação e ao entorno, no entanto, o projeto e conceito atuis são radicalmente diferentes.

"Acredito que o projeto de Zaha Hadid era excelente, com uma forma única que demonstrava sua filosofia", comentou Kuma em uma conferência de imprensa. "Quando consideramos que o projeto está sendo criado no mesmo terreno, com as mesmas diretrizes e sob a mesma legislação, é natural e quase automático que surgirão algumas similaridades."

"E apesar dos detalhes técnicos serem similares, o  conceito e o projeto são completamente diferentes", acrescentou. 

NOIE - Casa Cooperativa / YUUA Architects & Associates

  • Arquitetos: YUUA Architects & Associates
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  796
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

© SOBAJIMA Toshihiro © SOBAJIMA Toshihiro NOIE K. Imagem © SOBAJIMA Toshihiro Complexo NOIE . Imagem © SOBAJIMA Toshihiro + 31

Kengo Kuma vence concurso para o novo Estádio Nacional de Tóquio

O escritório Kengo Kuma & Associates foi selecionado para substituir Zaha Hadid Architects no projeto do novo Estádio Nacional de Tóquio, principal equipamento das Olimpíadas de Tóquio 2020. A proposta de Kuma foi divulgada juntamente com outro projeto, de Toyo Ito, após a proposta original de Zaha Hadid ter sido descartada este ano. Segundo o The Japan Times, o projeto de Kuma venceu por pouco o de Ito baseado em nove critérios de seleção do Conselho Desportivo do Japão, tendo recebido 610 pontos contra 602 de seu rival. Respondendo às questões de escala e custo que fizeram cair a proposta de Hadid, o novo projeto terá menos de 50 metros de altura e custará ¥153 bilhões, comparados aos 70 metros e ¥252 bilhões do esquema recusado.

Floresta de Bambu / Vo Trong Nghia Architects

© Yoshifumi Moriya© Yoshifumi Moriya© Yoshifumi Moriya© Yoshifumi Moriya+ 16

  • Arquitetos: VTN Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  97
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

Zaha Hadid desiste da segunda licitação para o Estádio Olímpico de Tóquio

Apenas duas semanas após o Conselho Japonês de Esportes ter lançado a segunda chamada de propostas para o Novo Estádio Nacional, Zaha Hadid Architects e o escritório parceiro Nikken Sekkei, se retiraram do concurso.

"É decepcionante que os dois anos de trabalho e investimento no projeto existente para um novo Estádio Nacional do Japão não possam mais ser desenvolvidos para atender às novas exigências deste novo concurso", comentou ZHA em um comunicado de imprensa.