Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Medellín

Medellín: O mais recente de arquitetura e notícia

Colégio Camilo Mora Carrasquilla / FP arquitectura + Mauricio Montoya

Cortesia de FP Oficina de Arquitectura © Fundación Argos © Fundación Argos © Fundación Argos + 36

Medellin, Colômbia

Escola Antonio Derka / Obranegra Arquitectos

© Sergio Gómez © Alejandro Arango © Alfonso Posada © Sergio Gómez + 31

Medellin, Colômbia
  • Arquitetos: Obranegra Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 7500.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2008

Equipes do México e Colômbia obtêm prêmios máximos no Holcim Awards América Latina

Há alguns dias foram anunciados em Medellín os 12 projetos ganhadores do Holcim Awards 2014 para América Latina. Como todos os anos, a Fundação Holcim premiou o desenvolvimento de respostas multidisciplinares diante dos desafios que enfrentam o desenho e a construção sustentável. Um parque público que está localizado sobre uma série de reservatórios na Colômbia, um centro de madeira em meio a selva tropical na Costa Rica e uma escola no México, ganharam, respectivamente, ouro, prata e bronze.

Um júri de especialistas internacionais, liderados por Bruno Stagno (Costa Rica), selecionou os ganhadores com base em alguns critérios de construção sustentável, enfatizando a arquitetura de qualidade, seu nível de aplicabilidade em outros locais e seu desempenho meio ambiental, social e econômico. O projeto que ganhou o prêmio máximo consiste na construção de um parque público para Medellín, cujo desenvolvimento relaciona aspectos sociais com requerimentos técnicos.

Veja a lista completa dos ganhadores latino-americanos e os vídeos dos projetos mais importantes, a seguir. 

OURO: Unidades de Vida Articulada, UVA (Colômbia) / Mario Camargo e Luis Tombé. Imagem Cortesia da Fundação Holcim BRONZE: Escola Pedagógica (México) / Julio Amezcua e Francisco Pardo. Imagem Cortesia da Fundação Holcim PRATA: Plataforma Arboreal (Costa Rica) / Román Cordero e Izbeth Mendoza. Imagem Cortesia de Fundação da Holcim PRATA: Plataforma Arboreal (Costa Rica) / Román Cordero e Izbeth Mendoza. Imagem Cortesia de Fundação da Holcim + 45

Vídeo: Vista aérea de Medellín durante o Fórum Urbano Mundial 2014

Durante a sétima edição do Fórum Urbano Mundial - que ocorreu entre os dias 5 e 11 de abril em Medellín, Colômbia - representantes de diversos países e organizações discutiram estratégias para alcançar um desenvolvimento urbano equilibrado para as cidades do futuro. Este vídeo foi gravado durante um voo de helicóptero sobre Medellín, mostrando a história de uma cidade que passou por um rápido processo de urbanização e onde, apesar de persistir a desigualdade, uma série de projetos recentes têm fomentado mudanças significativas no ambiente urbano.

Igualdade territorial em Medellín - EDU como motor de transformação

Apresentamos o livro “Equidad territorial en Medellín. La Empresa de Desarrollo Urbano como motor de la transformación urbana” (Igualdade territorial em Medellín. A Empresa de Desenvolvimento Urbano como motor da transformação urbana), escrito pela EDU (Empresa de Desenvolvimento Urbano) juntamente com o BID (Banco Internacional de Desenvolvimento), baseado no Fórum MUndial Urbano WUF7, que aconteceu em Medellín e foi palco para a cidade revisar, analisar e debater a respeito de sua transformação nos últimos anos. Através de conteúdos teóricos e projetos, o livro inclui uma seleção de projetos idealizados, projetados e executados pela EDU através de seu Taller de Diseño.

Mais detalhes sobre o livro.

Primeiro Lugar no concurso internacional para o Parque do Rio em Medellín

Latitud Taller de Arquitectura y Ciudad venceu o primeiro lugar no Concurso Público Internacional de Anteprojeto Urbanístico, Paisagístico, Arquitetônico e seus estudos complementares do Parque do Rio, na cidade de Medellin. Este concurso tem como objetivo integrar a cidade com o rio, a área de intervenção é definida em função da propriedade pública disponível ao longo dos principais eixos viários e da retirada de água determinada para ambas as margens.

Aqui apresentamos as imagens oficiais e descrição dos arquitetos da proposta "Parque Botânico do Rio Medellín" - você também pode rever a proposta do Segundo Lugar aqui.

Os avanços e desafios de Medellín e sua região metropolitana para uma mobilidade mais sustentável

Este texto procura destacar alguns elementos sobre os quais Medellín e sua área metropolitana vêm trabalhando nos últimos anos na busca de uma mobilidade mais sustentável. Também são indicadas algumas tarefas que ainda precisam ser melhor desenvolvidas.

Medellin está em processo de consolidação de um grande sistema de infraestrutura e gestão da mobilidade. Este é o resultado de um complexo trabalho inter-institicional, multimodal e urbano que tem priorizado a eficiência energética de veículos e de novas tecnologias de informação. No entanto, apesar de alguns progressos, novas iniciativas públicas e privadas precisam ser implementadas para complementar as já existentes.

Jardim de Infância Moravia / Alejandro Restrepo Montoya + Javier Castañeda Acero

© Sergio Gómez © Juan Felipe Gómez Tobón © Sergio Gómez © Vásquez Villegas Fotografía + 34

Vídeo: Projeto Parque Botânico Rio Medellín, Colômbia

Neste ano o município Medellín lançou um concurso público internacional para revitalizar o Rio Medellín. Há alguns dias a proposta vencedora para o anteprojeto arquitetônico, paisagístico e urbano - do escritório Latitud Taller de Arquitectura y Ciudad - foi anunciada. O projeto procura regenerar as áreas adjacentes ao rio para que este volte a conectar a cidade através de novos espaços públicos.

O projeto se baseou em quatro estratégias: estabelecer o rio como eixo ambiental de Medellín, incluir os riachos, integrar os vazios verdes à rede ecológica da cidade e reciclar os espaços abandonados que apresentam potencial. Com estes eixos, a empresa tem como objetivo que os riachos que desembocam no rio convertam-se em novos caminhos e que convirjam transversalmente no rio, juntando-se às áreas verdes de Medellín.

Top 8 das "Smart Cities" na América Latina

Neste artigo da Fast Company, Boyd Cohen nos apresenta uma lista das oito cidades na América Latina que estão a frente para se converterem em centros urbanos da inovação e que utilizam a tecnologia e política cívica para criar uma vida melhor para seus cidadãos. Utilizando dados de domínio público e suas próprias referências para avaliar o quão inteligente é uma cidade, Cohen desenvolveu este ranking no qual admite ter encontrado algumas surpresas.

As cidades brasileiras presentes no Top 8 são Rio de Janeiro e Curitiba, classificadas no 5º e 6º lugar, respectivamente. Para descobrir o que cada cidade fez para merecer sua classificação, leia o artigo completo aqui.

Boa arquitetura é suficiente para construir cidades melhores? O caso de Medellín.

Há alguns dias tivemos a oportunidade de assistir uma conferência com o ex-prefeito de Medellín e atual governador de Antioquía, Sergio Fajardo, que falou durante o seminário "Cidade e Governo: da Confusão à Solução". Durante sua gestão como prefeito de Medellín a delinquência diminuiu e desde então a cidade se transformou em um polo de inovação e turismo. Para muitos arquitetos, esta cidade é um exemplo de como a redefinição da arquitetura e a recuperação do espaço público podem melhorar significativamente a qualidade de vida de seus habitantes, a ponto de diminuir os índices de criminalidade. Entretanto, foi grande minha surpresa - ou decepção - ao ler as declarações de Fajardo a respeito: "A mudança da cidade foi política, não arquitetônica".

Cidades para Pessoas: transformando lugares subutilizados em espaços públicos

Começamos com uma premissa fundamental: edifícios ocupam apenas uma fração de terra nas cidades. Tão importante quanto estruturas físicas são os espaços públicos entre elas.

Em muitas cidades estes espaços têm sido desconsiderados. Hoje, entretanto, estamos testemunhando experimentações e inovações ousadas em cidades por todo o mundo: cidades reutilizando e reimaginando espaços antes subutilizados para melhorar comunidades e transformar vidas.

Casa UB / Alejandro Restrepo Montoya + Camilo Andrés Mejía Bravo + Andrés Felipe Mesa Trujillo

Cortesia de Alejandro Restrepo Montoya Cortesia de Alejandro Restrepo Montoya Cortesia de Alejandro Restrepo Montoya © Sergio Gómez + 48

Medellin, Colômbia

Casa RV / Alejandro Restrepo Montoya + Camilo Andrés Mejía Bravo + Andrés Felipe Mesa Trujillo

© Sergio Gómez © Sergio Gómez © Sergio Gómez © Sergio Gómez + 30

Medellin, Colômbia

Entrevista com Eduardo Souto de Moura sobre seu mais recente prêmio

A equipe ArchDaily teve a oportunidade de falar com o arquiteto português vencedor do Prêmio Pritzker Eduardo Souto de Moura, no momento que (juntamente com a Autoridade do Metrô do Porto) recebeu o Prêmio Veronica Rudge Green de Desenho Urbano na Graduate School of Design da Universidade de Harvard, no início deste mês. Seu projeto para o sistema de metrô da cidade do Porto recebeu grandes elogios do júri, cujo membro Rahul Mehrotra explicou que o projeto "mostra generosidade com a esfera pública, incomum nos projetos de infraestrutura contemporâneos." Após receber o prêmio, o diretor da Porto Metro agradeceu a Souto de Moura por seus esforços nesta "revolução urbana" e citou Porto como um destino onde as pessoas procuram com entusiasmo pela arquitetura de Souto de Moura e seu amigo, o arquiteto Alvaro Siza.

O Prêmio Veronica Rudge Green, em sua 11ª edição, também foi concedido ao Projeto de Integração Urbana Nordeste em Medellín, Colômbia. Uma exposição na Graduate School of Design, em cartaz até 13 de outubro, celebra as ideias, táticas e estratégias destes projetos.

Souto de Moura passou algum tempo conosco descrevendo os desafios e recompensas de se trabalhar no projeto das 60 novas estações de metrô construídas em apenas 10 anos no sensível tecido urbano da cidade do Porto, Patrimônio Mundial da UNESCO.

ArchDaily: Qual a sua opinião sobre prêmios de arquitetura?

Prêmio Veronica Rudge Green de Desenho Urbano anuncia os vencedores de 2013

A Escola de Design de Harvard anunciou os vencedores do 11º Prêmio Veronica Rudge Green de Desenho Urbano: Eduardo Souto de Moura e sua obra do Metro do Porto, Portugal; e o Projeto de Integração Urbana Nordeste em Medellín, Colômbia.

Ao comentar sobre a importância dos dois projetos vencedores, o membro do júri Micahel Sorkin disse: "Se há lições de desenho urbano a serem tomadas de Medellín e Porto, penso que a maior lição tem a ver com a ruptura da segregação entre as disciplinas no campo do projeto. Historicamente entendemos que paisagismo fica em um lugar, arquitetura em outro e desenho urbano em outro ainda, com as três disciplinas em constante conflito a respeito de seus direitos e abrangências. Uma das coisas revolucionárias a respeito de Medellín é que distinguir entre estas disciplinas não é mais tarefa possível."

Mais sobre os projetos vencedores, cortesia da Escola de Design de Harvard:

Casa Las Palmas / Carlos Molina

© Carlos Tobon © Carlos Tobon © Carlos Tobon © Carlos Tobon + 24

Medellín, Colômbia

Restaurant IlForno / Plasma Diseño

Courtesy of PLASMA NODO Courtesy of PLASMA NODO Courtesy of PLASMA NODO Courtesy of PLASMA NODO + 41