Conheça os curadores do pavilhão brasileiro na 16a Bienal de Veneza em 2018

A Fundação Bienal de São Paulo nomeou as arquitetas Laura González Fierro e Sol Camacho e os arquitetos Gabriel Kozlowski e Marcelo Maia Rosa como curadores da representação brasileira na próxima edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que será inaugurada no sábado, 26 de maio e ocorrerá até o domingo, 25 de novembro de 2018. Selecionado pela Fundação Bienal de São Paulo, o coletivo irá apresentar Muros de Ar, exposição que explora a questão da transposição de fronteiras materiais e imateriais do Brasil e de sua arquitetura.

Tatiana Bilbao: Criar espaços relevantes significa melhorar a vida de alguém

No segundo vídeo da série Time-Space-Existence da PLANE-SITE, a arquiteta mexicana Tatiana Bilbao compartilha sua visão de como a arquitetura deve ser projetada com a experiência do usuário em mente, e não em função de qualidades estéticas autônomas. No vídeo, ela comenta que os arquitetos devem, em certa medida, deixar de lado suas intenções artísticas para focar em uma abordagem mais prática, visando atender as necessidades das pessoas. Fala também sobre como a arquitetura se separou, nos últimos cinquenta anos, de seu objetivo maior devido à influência do capitalismo.

Stadium, liderado por Alejandra Celedón, representará o Chile na Bienal de Veneza 2018

Em 29 de setembro de 1979, 40 mil famílias de toda Santiago preencheram as arquibancadas do Estádio Nacional, não para um evento esportivo ou cultural, mas para assinar os documentos que os transformariam em proprietários. Esse fato é o ponto de partida de Stadium, proposta vencedora do pavilhão chileno na Bienal de Veneza de 2018.

Arata Isozaki fala sobre "ma", o conceito japonês do "espaço entre"

Veja o estúdio do arquiteto e teórico japonês Arata Isozaki no primeiro vídeo da série Time-Space-Existence, produzida pela PLANE-SITE. Neste vídeo inaugural, Isozaki discute o conceito japonês do espaço e do tempo que existe entre as coisas, chamado "ma". Especialmente inspiradora é a recusa de Isozaki em permanecer em um estilo arquitetônico único; o arquiteto descreve como cada um de seus projetos apresenta uma solução específica nascida a partir do contexto do projeto.

Pavilhão da Irlanda na Bienal de Veneza 2018 explora o espaço do mercado nas cidades

O Ministério Irlandês da Cultura e do Patrimônio anunciou o "mercado" como tema do Pavilhão da Irlanda na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. Uma equipe de curadores - incluindo Laurence Lord (AP + E), Orla Murphy (Custom), Jeffrey Bolhuis (AP + E), Jo Anne Butler (Culturstruction), Tara Kennedy (Culturstruction) e Miriam Delaney (DIT) - apresentará uma exposição que explora o espaço comum das cidades comerciais do país.

Pavilhão da Turquia na Bienal de Veneza 2018 promoverá uma série de workshops de estudantes

Após organizar uma chamada aberta, o comitê de seleção coordenado pela Fundação de Cultura e Artes de Istambul (İKSV) elegeu Vardiya (O Desvio) como tema do Pavilhão da Turquia na Bienal de Arquitetura de Veneza 2018. Com curadoria de Kerem Piker, a exposição propõe "uma organização espacial para reuniões, encontros e produção arquitetônica."

Pavilhão de Israel na Bienal de Veneza 2018 explora o "status quo" nos espaços sagrados

O Ministério da Cultura israelense divulgou In Statu Quo: Architecture of Negotiation como o tema do Pavilhão de Israel na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. Na exposição, os arquitetos Ifat Finkelman, Deborah Pinto Fdeda, Oren Sagiv e curador Tania Coen-Uzzielli examinarão "o mecanismo complexo do 'status quo' em lugares sagrados compartilhados entre Israel e Palestina, que funciona como um sistema informal - controverso e frágil - de coexistência entre rivais."

Pavilhão da Letônia na Bienal de Veneza 2018 aborda a evolução dos edifícios de apartamentos

Após a realização de um concurso, o Ministério da Cultura da Letônia anunciou Together and Apart: 100 Years of Living como o tema do Pavilhão da Letônia na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. A urbanista Evelīna Ozola, o arquiteto Matīss Groskaufmanis, a cenógrafa Anda Skrējānem e a Diretora do New Theatre Institute da Letônia, Gundega Laiviņa, abordarão os "momentos decisivos nas ideologias dos últimos cem anos", apresentando formas em que "projetos arquitetônicos e de blocos residenciais incorporaram diferentes visões sobre viver junto e construir uma nação."

Caruso St. John transformará o pavilhão britânico na Bienal de Veneza 2018 em um palco de discussão política

O Conselho Britânico divulgou o projeto Island como tema do Pavilhão Britânico na Bienal de Arquitetura de Veneza 2018. A exposição, idealizada por Adam Caruso, Peter St. John (Caruso St. John) e Marcus Taylor, propõe o engajamento "com os temas políticos atuais" e foi definida a partir de uma chamada aberta que buscava ideias com referência na peça A Tempestade de Shakespeare.

Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer

Het Nieuwe Instituut (HNI) anunciou WORK, BODY, LEISURE como o tema do Pavilhão Holandês na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. Entendido como "um esforço de pesquisa colaborativo por uma rede nacional e internacional", Marina Otero Verzier, chefe do Departamento de Pesquisa da HNI e membro da After Belonging Agency, equipe de curadoria da Trienal de Arquitetura de Oslo de 2016, atuará como mediadora criativa de uma série de contribuições colaborativas, agrupando a experiência de "arquitetos, designers, instituições de conhecimento e setor privado".

Studio Gang e Diller Scofidio + Renfro entre os selecionados para o Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza 2018

A equipe de curadores do Pavilhão dos EUA na Bienal de Arquitetura de Veneza 2018 divulgou uma lista com sete arquitetos responsáveis pelas principais exposições do pavilhão. Composto por arquitetos, paisagistas, artistas e designers, o grupo produzirá respostas ao tema Dimensões da Cidadania, explorando "o significado da cidadania como um conjunto de direitos e responsabilidades na interseção de afiliações legais, políticas, econômicas e sociais."

Anunciados os curadores e o tema do Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza 2018

O Departamento de Estado dos Estados Unidos divulgou os arquitetos e instituições responsáveis pela curadoria do Pavilhão dos EUA na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018.

Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento

Em uma conferência de imprensa convocada hoje na sede da Biennale em Ca 'Giustinian, em Veneza, na Itália, Yvonne Farrell e Shelley McNamara — do escritório Grafton Architects — revelaram o tema da Bienal de Arquitetura de Veneza 2018: Freespace. De acordo com as curadoras, a próxima edição celebrará "generosidade e reflexão", e "um desejo de se engajar".

RCR Arquitectes projetará o pavilhão catalão da Bienal de Veneza 2018

O escritório RCR Arquitectes, laureado com o Prêmio Pritzker deste ano, será o responsável pelo projeto do pavilhão catalão na Bienal de Veneza de 2018, segundo informou Santi Vila, conselheiro de Cultura da Catalunha, durante a inauguração da Bienal de Arte de Veneza deste ano.

Yvonne Farrell e Shelley McNamara nomeadas Diretoras da Bienal de Veneza 2018

BREAKING: Atualizaremos assim que mais informações estiverem disponíveis.