Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Simón Vélez na Bienal de Veneza 2016: 'O bambu não é um material para pobres ou ricos, é para os seres humanos'

Convidado por Alejandro Aravena, o arquiteto colombiano Simón Vélez viajou a Veneza para fazer parte da Mostra Coletiva "Reporting from the Front", composta por 88 participantes de mais de 30 países. Sua exibição apresenta o trabalho realizada em Guadua durante os últimos 10 anos, utilizando maquetes, fotografias e uma instalação que expõe no local sua exploração com o material.

"Reporting From The Front" de Aravena não é nada como a Bienal de Koolhaas de 2014 — Mas é tão boa quanto

Como diretor da Bienal de Veneza 2016, Alejandro Aravena procurou mudar as bases da arquitetura. Ao invés de um olhar introspectivo das deficiências da profissão, como Rem Koolhaas fez em 2014, o chileno, ganhador do Prêmio Pritzker deste ano, nos pede para olhar na direção oposta — para as vastas áreas do horizonte construído, que tradicionalmente ficam além da alçada da profissão: favelas urbanas, megacidades sem natureza, zonas de conflito, portos comprometidos ambientalmente, aldeias rurais distantes.

Andersen & Sigurdsson Architects’ Light Pavilion está em Exposição no Pavilhão Dinamarquês da Bienal de Veneza

Comissionado pela Fundação Dinamarquesa para a Cultura e instalações Esportivas, o projeto do Light Pavilion, de Andersen & Sigurdsson Architects’ é aberto e transparente, encorajando a participação. Com uma área de 1.200 metros quadrados, a estrutura multiuso vai abrigar uma série de atividades planejadas e espontâneas. A visão dos arquitetos era criar um espaço no qual uma multiplicidade de eventos pudessem acontecer dentro e em torno dele.

4 obras, 4 documentários, 1 arquiteto: Álvaro Siza

É impossível escaparmos à arquitetura, seja no nosso campo de visão, seja porque interagimos recorrentemente com ela. Por esse motivo, todas as ocasiões são boas para se falar da arte de construir. A jornalista Cândida Pinto aproveitou o acontecimento da Bienal de Arquitetura de Veneza para fazer exatamente isso. Mais concretamente para nos fazer pensar sobre quatro projetos de habitação social concebidos por Álvaro Siza.

Losing Myself: Por dentro do Pavilhão da Irlanda na Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

Prospect North: Por dentro do Pavilhão da Escócia na Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

Bienal de Veneza 2016: 'In Finis Terrae' por Elsa Urquijo Arquitectos

Dentro dos eventos colaterais da 15° Bienal de Arquitetura de Veneza, apresenta-se a mostra 'In finnis terrae', do escritório espanhol Elsa Urquijo Arquitectos.

Pavilhão Vara, de Pezo von Ellrichshausen's na Bienal de Veneza, é um Labirinto de Formas Circulares

O Pavilhão Vara, de Pezo von Ellrichshausen para a Bienal de Veneza 2016, é descrito pelos arquitetos como "uma série de exteriores dentro de outros exteriores". Quebrando esse mistério, o que emerge é um complexo labiríntico de círculos - dez deles - formados com aço, cimento e gesso pintados, que coletivamente criam uma série de paredes, mas sem teto, formando assim um pavilhão que é aberto aos elementos de cima. O título do pavilhão, "Vara", que conta com 324 m², refere-se a uma unidade espanhola de medição, imprecisa e obsoleta, utilizada durante a conquista do país na América para rastrear e medir cidades. Cada um dos círculos do Pavilhão Vara é um diâmetro da unidade, variando de 2 a 11.

Entrevista com os Curadores do Pavilhão Espanhol vencedor do Leão de Ouro na Bienal de Veneza 2016

Este vídeo é parte de uma parceria entre o ArchDaily e o fotógrafo espanhol Jesús Granada. O acervo de imagens de Granada da Bienal podem ser obtidas em seu site, aqui. A cobertura completa da Bienal de Veneza 2016 pode ser vista aqui.

REBOOT, 2 lecciones de arquitectura / Pavilhão do Uruguai na Bienal de Veneza 2016

"REBOOT, 2 lecciones de arquitectura" é o conceito central que representa o Pavilhão do Uruguai na Bienal de Veneza 2016. Inaugurado em 26 de maio, o espaço centra-se na arquitetura informal que é erguida por aqueles que "não tem mais ferramentas para a construção de seu espaço vital do que seus próprios corpos e seu instinto de sobrevivência". Edifícios que, seguindo a equipe responsável, funcionam como um depósito de sentido para a arquitetura que fazemos hoje em dia.

Why the FAR (Floor Area Ratio) Game?: Por dentro do Pavilhão da Coréia na Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

12 coisas que você precisa ver na Bienal de Veneza 2016

Há uma enorme intensidade de informações, conhecimentos e ideias na Bienal de Arquitetura em Veneza este ano, intitulada Reporting From the Front. Com todos os editores executivos e editores-chefe do ArchDaily Inglês, Espanhol e Português reunidos em Veneza para a abertura - além do co-fundador David Basulto e do editor James Taylor-Foster, curadores do Pavilhão Nórdico -selecionamos este ano doze das nossas exposições favoritas que devem ser visitadas.

MVRDV projeta cozinha totalmente transparente em Veneza

O escritório MVRDV projetou uma cozinha completamente transparente para o Kitchen Home Project, um evento paralelo da Bienal de Veneza deste ano que foca no habitar e no ambiente da casa. Kitchen Home Project foi iniciado por Weng Ling do Beijing Centre for the Arts (BCA), e também conta com trabalhos de Kengo Kuma e do artista Au Yeung Ying Chai, de Hong Kong. A proposta de MVRDV, intitulada "Infinity Kitchen" imagina o próximo passo no projeto de cozinhas, criando bancadas, estantes, armários e torneiras inteiramente de vidro - a metáfora é que um ambiente onde se pode ver tudo trará transparência para o alimento sendo preparado na cozinha, tornando os habitantes mais conscientes de sua alimentação.

"Selfie Automaton": Pavilhão da Romênia na Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

Pavilhão de Portugal em Veneza pelas lentes de Nicolò Galeazzi - atelier XYZ

NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo é o título da exposição portuguesa na 15ª Bienal de Arquitetura de Veneza, um pavilhão “site-específic” construído numa frente urbana que se encontra em plena regeneração física e social, dentro da cidade de Veneza, e mais especificamente na ilha de Giudecca: o Campo di Marte. A exposição reúne informações sobre quatro conjuntos residenciais projetados por Álvaro Siza: Schlesisches Tor (Berlim), Schilderswijk West (Haia), Bairro da Bouça (Porto) e o próprio Campo di Marte em Veneza.

NEIGHBOURHOOD: Where Alvaro meets Aldo / Pavilhão de Portugal na Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

Países Baixos exploram a arquitetura das missões de paz da ONU com a mostra "BLUE" em Veneza

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das exposições e instalações à mostra no evento.

@1to1Billion: Por dentro da Contribuição do Canadá para a Bienal de Veneza 2016

Como parte da cobertura do ArchDaily Brasil na Bienal de Veneza 2016, apresentamos uma série de artigos escritos pelos curadores das diferentes exposições que fazem parte de "Reporting from the Front".