Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Arranha Céus

Arranha Céus: O mais recente de arquitetura e notícia

Edifícios cobertos com árvores são realmente tão ecológicos como pretendem ser?

Estariam os edifícios cobertos de vegetação realmente alinhados com os princípios de ecologia e sustentabilidade, ou são apenas marketing? Esta é a questão levantada por Kurt Kohlstedt em seu ensaio Renderings vs. Reality: The Improbable Rise of Tree-Covered Skyscrapers, publicado pela 99% Invisible. O autor aponta que projetos que fazem uso de vegetação estão em alta por uma infinidade de razões - a aparência de sustentabilidade, melhor qualidade do ar e das vistas, atrair mais investimentos etc. - mas também nota que a maior parte desses conceitos nunca sairão do papel ou da virtualidade. Para tantos motivos pelos quais estes edifícios se tornaram populares, há tantos argumentos que sugerem que eles não podem ser construídos, incluindo obstáculos técnicos de construção, sistema de irrigação muito complexos e a própria adaptação das árvores ao ambiente.

ODA divulga projeto de arranha-céu em Manhattan

Inspirado na recente tendência de arranha-céus super esbeltos que domina o mercado residencial de luxo de Manhattan, o escritório ODA New York propôs um projeto para a 303 East 44th Street descrito por eles mesmos como "uma nova realidade urbana" para a cidade. Ao tomar o modelo de uma torre de dimensões modestas e esticá-la verticalmente, o escritório inseriu jardins escultóricos nos vazios criados entre os níveis, criando uma torre que combina as vantagens de viver na cidade com os benefícios espaciais da casa no subúrbio.

© Moso Studio © Moso Studio © Moso Studio © Moso Studio + 17

eVolo divulga os vencedores da "2016 Skyscraper Competition "

O concurso, agora em seu 11º ano, da eVolo Magazine divulgou os vencedores do 2016 Skyscraper Competition: três prêmios principais e 21 menções honrosas entre 489 inscrições. A premiação explora anualmente a vanguarda de construções de arranha-céus "em meio a novidades de tecnologia, materiais, programas, estética e organização espacial". Dentre os vencedores deste ano, há um projeto que propõe uma megaestrutura aterrada pelo perímetro do Central Parque, um arranha-céu que atua como um centro para drones em futuras aplicações comerciais e uma torre que aproveita o clima da Islândia como local ideal para servidores de dados.

PLP divulga planos de construir o edifício mais alto do Delta do Rio das Pérolas

A companhia britânica PLP revelou seu projeto para um grande complexo no coração do Delta do Rio Pérola, na China. O Plano Diretor abrange quatro edifícios: a Plataforma de Artes Contemporâneas, a Torre Lizhi Park, o Saguão e o Nexus - um edifício de escritórios e torre de hotel com 600 metros de altura, que será o ponto central do plano diretor e o arranha-céu mais alto da região.

Render de Visão Exterior. Imagem © Luxigon Render de Visão Exterior Noturna. Imagem © Luxigon Render de Visão Área. Cortesia de PLP Architecture Render de Visão Exterior. Cortesia de PLP Architecture + 20

Comunidade exige a revisão do projeto de Renzo Piano para novo arranha-céu em Londres

Manifestações exigiram que a incorporadora Sellar Property Group reveja os planos para o arranha-céu de Renzo Piano na região de Paddington, em Londres. O edifício tem sido criticado por moradores locais e pela instituição Historic England por "bloquear vistas" da capital e por estar "fora de contexto".

"O skyline de Londres é único, icônico e amado. Ele deve ser gerido sensivelmente e com o planejamento adequado", comentou ao The Guardian o diretor executivo da Historic England, Duncan Wilson. "Edifícios em altura podem ser emocionantes e úteis, mas se forem mal projetados, ou estiverem no lugar errado, podem prejudicar nossas cidades. Acreditamos que a revisão dos planos para Paddington Place levará em consideração seu caráter único."

Foster + Partners inicia a construção de arranha-céu em Dubai

Foi inciada a construção do mais recente projeto de Foster + Partners em Dubai, uma torre de escritórios e comércios localizada no Centro Financeiro Internacional da cidade. Conhecido como "ICD Brookfield Place", o arranha-céu tem conclusão prevista para 2018.

"O início da construção do ICD Brookfield Place marca a próxima fase de um dos empreendimentos mais prestigiados no distrito financeiro de Dubai." 

Projeto do 2 World Trade Center é congelado após a retirada da Fox

Duas grandes corporações, a 21st Century Fox e a News Corp, voltaram atrás em seus planos de se relocar no arranha-céu 2 World Trade Center, projetado pelo BIG. O 2WTC foi anunciado em meados do ano passado, após ter vazado a notícia de que o escritório dinamarquês substituiria Foster + Partners no projeto da torre. Segundo uma reportagem do Wall Street Journal, as duas companhias televisivas decidiram por não ocupar o novo edifício devido aos altos custos relativos à mudança; elas planejam permanecer em suas respectivas sedes em Midtown até, pelo menos, 2025.

O projeto permanecerá congelado até que uma nova companhia âncora seja encontrada. 

SOM: "A engenharia da arquitetura"

Com 80 anos em experiência em unir arquitetura e engenharia, o escritório Skidmore, Owings & Merrill continuam a construir grandes obras hoje em dia, particularmente arranha-céus enormes, chamados de "superaltos". 

Chega a 100 o número de edifícios "super altos" no mundo

Após a recente conclusão do 432 Park Avenue em Nova Iorque, o Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH) anunciou que agora soma uma centena o número de edifícios "super altos" (com mais de 300 metros) no mundo. A maioria destes arranha-céus se localizam na Ásia e no Oriente Médio, refletindo as tendências da construção civil que surgiram na última década. Dubai lidera o ranking com 18 edifícios super altos, ao passo que Nova Iorque caiu para a segunda colocação.

Shanghai Tower é concluída e se torna o segundo edifício mais alto do mundo

O escritório Gensler concluiu recentemente e construção da Shanghai Tower, segundo arranha-céu mais alto do mundo e o maior da China, segundo o The Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH). Com 632 metros de altura, este é o terceiro edifício no mundo a ultrapassar os 600 metros de altura.

Zaha Hadid apresenta seu primeiro arranha-céu em Melbourne

O escritório Zaha Hadid Architects se uniu ao Plus Architecture para projetar sua primeira torre em Melbourne, Austrália. O arranha-céu de 53 pavimentos de uso misto foi projetado como uma série de "vasos empilhados" apoiados por uma "elegante colunata de pilares escultóricos e curvados" que "incorporam e emulam os melhores exemplos da arquitetura histórica" da região.

Arranha-céu de Mark Foster Gage leva a arquitetura gótica a um outro nível

Este não é o típico arranha-céu nova-iorquino. Mark Foster Gage foi contratado para projetar uma torre de luxo de 447 metros de altura em Manhattan. Descrito pela Skyscraper City como o "elo perdido entre a Beaux Arts, o Art Déco, o expressionismo, Gaudí, o modernismo e a arquitetura contemporânea" o estranho projeto ostenta uma fachada esculpida envolvida pelos balcões das 91 unidades residenciais.

"Penso que muitos dos edifícios em altura sendo construídos em Nova Iorque são virtualmente desprovidos de projeto arquitetônico - são apenas caxas altas revestidas por cortinas de vidro. Isto não é projeto", comentou Gage.

Divulgadas as imagens do segundo maior arranha-céu de Londres

O escritório Eric Parry Architects apresentou o projeto do '1 Undershaft', um arranha-céus corporativo de 73 pavimentos localizado no coração financeiro de Londres. Com 294,6 metros de altura, o edifício competirá com os 306 metros do The Shard de Renzo Piano.

Encomendada pela companhia de Singapura Aroland Holdings, a torre terá 90 mil metros quadrados de espaço interno, incorporará "nova praça pública em sua base" e terá a galeria pública mais alta de Londres. 

Nova coleção da LEGO® permite recriar skylines icônicos

Nova Iorque. Imagem © LEGO®
Nova Iorque. Imagem © LEGO®

Veneza, Berlim e Nova Iorque são as primeiras cidades da nova coleção Architecture Skyline da LEGO®. Diferentemente da série de edifícios, a nova coleção permite recriar skylines famosos com até cinco dos edifícios mais icônicos de cada cidade.

O skyline de Nova Iorque será representado pelo One World Trade Center, o Empire State Building, o Chrysler Building, a Estátua da Liberdade e o Flatiron Building. Veneza  terá reproduzida em miniatura a Ponte Rialto, a Basílica de São Marcos, o Campanário de São Marcos, São Teodoro e o Leão de São Marcos e a Ponte dos Suspiros. Berlim, por sua vez, será representada pelo Reichstag, o Obelisco da Vitória, a Torre da Deutsche Bahn, a Torre Berlin TV e o Brandenburger Tor. 

O novo skyline de Nova Iorque (luz do sol não incluída)

Com o galopante crescimento vertical do skyline de Nova Iorque, a Fast Company diz que até 2020 não haverá mais luz do sol nas ruas de Manhattan (a menos que você possa comprar uma cobertura). Trinta e quatro arranha-céus de mais de 200 metros estão atualmente sendo construídos ou projetados e se somarão aos 41 já existentes. Isso pode parecer muito, mas a Fast Company também destaca que Londres tem 230 novas torres com mais de vinte pavimentos prestes a serem construídas. Veja a ilustração "The New New York Skyline", produzida pelo National Geographic, para entender melhor como será Nova Iorque na próxima década.

BIG divulga projeto de arranha-céu próximo ao High Line

A página New York Yimby divulgou recentemente o mais novo arranha-céu projetado pelo escritório BIG em Nova Iorque: o 76 11th Avenue. Planejada para um dos maiores terrenos localizados ao longo do High Line, a proposta de quase 75 mil metros quadrados é composta por duas torres sobre uma base que será ocupada por espaços comerciais, uma galeria e um hotel. Erguendo-se 90 metros de altura a leste e 120 metros a oeste, as torres são dividias por um "corte diagonal" que atravessa o terreno e potencializa as vistas para o High Line.

Projeto "Copenhagen Gateway" de Steven Holl será finalmente construído

O escritório Steven Holl Architects está prestes a iniciar a construção de um projeto que está há quase oito anos em andamento. O ambicioso empreendimento "Copenhagen Gate" terá sua construção inciada no próximo ano, segundo a Fast Company, após ter sido paralisado em 2008. O projeto conta com duas torres assimétricas - Gate L e Gate M - conectadas por uma passarela peatonal e uma pista para bicicletas suspensa 64 metros acima do porto.

SHoP projeta primeiro grande arranha-céu do Brooklyn

A primeira imagem daquele que será o maior edifício do Brooklyn foi divulgada. Projetado pelo escritório SHoP Architects, o arranha-céu de 300 metros de altura terá uma proporção bastante vertical, (12:1 em fachada), tornando-se uma das torres mais esbeltas de Nova Iorque.

"340 Flatbush", como é conhecido, está sendo desenvolvida pela companhia JDS. Quando for concluído, no início de 2019, segundo previsões, o edifício contará com mais de 43 mil metros quadrados de área residencial distribuídos em 550 unidades e cerca de 13 mil metros quadrados disponíveis para uso comercial.