1. ArchDaily
  2. Arranha Céus

Arranha Céus: O mais recente de arquitetura e notícia

15 Razões porquê 2018 foi o ano dos arranha-céus

O CTBUH, Conselho de Edifícios Altos e Habitat Urbano, divulgou sua retrospectiva de 2018, que mostra como este foi o ano para os edifícios em altura. O período foi recorde de construção, com 18 edifícios super altos (aqueles com mais de 300 metros de altura) e outros 143 edifícios com até 200 metros de altura, construídos em todo o mundo.

Para quantificar em que medida a arquitetura atingiu os céus este ano, o CTBUH estima que se todos os edifícios em altura concluídos em 2018 fossem empilhados, ultrapassariam a extensão da ilha de Manhattan, cerca de 21,6 quilômetros.

Arranha-céus de 2018: alternativas ao arquétipo da torre de vidro

© Viktor Sukharukov
© Viktor Sukharukov

Seja como um objeto isolado ou parte de um conjunto de edifícios, arranha-céus são ícones excêntricos que habitam os principais centros urbanos do planeta. Uma metáfora da modernidade, do sucesso e da riqueza, arranha-céus são sinônimos da arquitetura das mais vibrantes cidades do mundo como Nova Iorque, Dubai e Singapura.

Cada vez mais altas e onipresentes nos quatro cantos do mundo, ainda há muito para se descobrir e explorar sobre estas estruturas. O ano de 2018 nos apresentou novas abordagens, tecnologias e localizações para a tipologia arquitetônica mais celebrada dos tempos modernos. Passando por novos materiais e formas, os projetos de edifícios em altura começaram a abordar aspectos que vão muito além da simples eficiência e altura, propondo superar novos desafios e explorando novas formas. A seguir apresentaremos alguns dos projetos mais inovadores e as principais tendências em projetos de arranha-céus apresentados ao longo deste ano:

Cortesia de Plompmozes© Rafael de la-Hoz Arquitectos© Virgile Simon BertrandCortesia de Zaha Hadid Architects+ 13

EID Architecture projeta arranha-céu torcido em Fuzhou, na China

Os arquitetos do EID Architecture foram selecionados como um dos dois finalistas de um concurso internacional para projetar uma torre de 518 metros de altura em Fuzhou, na China. Localizada em um valioso terreno na orla do rio em Fuzhou, a Shimao North Riverfront Tower se tornará a peça central de um novo distrito de negócios da cidade. O projeto explora o que significam as torres super altas atualmente. Em contraste com outros edifícios em altura, a ideia deste marco é integrar arquitetura e engenharia para alcançar um nível de eficiência elevado.

Shimao Fuzhou Tower. Image Courtesy of EID ArchitectureShimao Fuzhou Tower. Image Courtesy of EID ArchitectureShimao Fuzhou Tower. Image Courtesy of EID ArchitectureShimao Fuzhou Tower. Image Courtesy of EID Architecture+ 23

Arquitectonica divulga imagens de uma torre de piscinas em Los Angeles

Arquitectonica, escritório com sede em Miami, revelou novas imagens de sua proposta para uma torre de 53 pavimentos no centro de Los Angeles. O edifício poderia ser destinado a duas diferentes finalidades: um condomínio residencial ou um hotel. A cidade de Los Angeles e seu departamento de Planejamento Urbano, publicaram um relatório de impacto ambiental sobre a torre de 240 metros de altura com piscinas em balanço. A torre projetada pelo Arquitectonica é um dos muitos empreendimentos idealizados em torno da Pershing Square.

Torre.  Cortesia de ArquitectonicaTorre.  Cortesia de ArquitectonicaTorre.  Cortesia de ArquitectonicaTorre.  Cortesia de Arquitectonica+ 5

Guia de bolso da arquitetura Art Déco de Nova Iorque

Empire State Building / Shreve, Lamb & Harmon
Empire State Building / Shreve, Lamb & Harmon

Em um estado de permanente transitoriedade arquitetônica, a cidade de Nova Iorque continua recebendo novos arranha-céus a cada dia que passa. Historicamente impulsionada pela prosperidade financeira aliada à demanda por espaço comercial, a única maneira de continuar a construir foi explorando a verticalidade. O mapa mais recente da Blue Crow Media, "Art Deco New York Map", exibe mais de sessenta edifícios da época, celebrando a natureza eclética da arquitetura Art Déco tão profundamente enraizada na história da cidade.

Radio City Music Hall / Edward Durell Stone and Donald Deskey© Jason Woods / Blue Crow MediaNew School for Social Research Auditorium / Joseph UrbanBrooklyn Public Library / Alfred Morton Githens and Francis Keally+ 9

100 Anos de mudanças no horizonte de Nova Iorque: 1920 - 2020

Manhattan é conhecida por seu horizonte icônico, repleto de arranha-céus, torres e algumas das arquiteturas mais impressionantes do mundo. Mas nem sempre foi assim; levou centenas de anos para que Nova Iorque se tornasse a cidade mundialmente famosa que é hoje.

Elizabeth de Portzamparc vence concurso em Taiwan com proposta de arranha-céu como um "bairro vertical"

Cortesia de Elizabeth de Portzamparc Architecte
Cortesia de Elizabeth de Portzamparc Architecte

Elizabeth de Portzamparc foi selecionada como vencedora de um concurso internacional para o projeto do novo Centro de Operação de Inteligência Taichung em Taichung, Taiwan. Concebido como um "bairro vertical interconectado", a torre cresce a partir de uma série de terraços na base que se transformam em fachada.

Visto como uma extensão da cidade, os cinco níveis do embasamento serão acessíveis ao público, oferecendo uma variedade de opções de comércio e restaurantes, bem como o acesso ao Centro Cultural Digital de 24 mil metros quadrados. Esses espaços serão conectados por uma série de "ruas verticais" semelhantes a uma fita, passando por espaços amplos e cheios de luz e conectando-se a espaços verdes no telhado.

Cortesia de Elizabeth de Portzamparc ArchitecteCortesia de Elizabeth de Portzamparc ArchitecteCortesia de Elizabeth de Portzamparc ArchitecteCortesia de Elizabeth de Portzamparc Architecte+ 13

Timelapse mostra o mais novo arranha-céu de Herzog & de Meuron em Nova Iorque

O escritório Herzog & de Meuron concluiu a construção de seu mais recente projeto, um arranha-céus residencial de luxo localizado na 56 Leonard Street, em Nova Iorque. Concebido como um empilhamento de residências unifamiliares, o edifício é o mais alto do bairro Tribeca. Com sua silhueta alta e delgada, o 56 Leonard Street é o mais recente de uma série de arranha-céus contemporâneos que pontuam o horizonte de Manhattan.

Zaha Hadid Architects divulga projeto de arranha-céu de uso misto em Nova Iorque

Um arranha-céu de uso misto de 420 metros de altura, projetado por Zaha Hadid Architects, pode ser a próxima megaestrutura a ocupar o centro de Manhattan. Localizado no 666 Fifth Avenue entre as 52nd e 53rd Street, o projeto foi comissionado pela empresa Kushner Properties que, juntamente com a Vornado Realty Trustatualmente, é co-proprietária do edifício existente no local.

Com um custo estimado em US$ 12 bilhões, a empresa está atualmente negociando um acordo bilionário com a holding chinesa Anbang Insurance Group para financiar o projeto. Se os planos para comprar o prédio tiverem êxito, a Kushner dará início à construção da torre projetada por ZHA, que contará com unidades residenciais, um hotel de onze pavimentos e uma base comercial de 9 pavimentos.

2016 é um ano recorde para edifícios altos

Em seu relatório anual, o Tall Building Year in Review de 2016, o Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH) anunciou que o ano de 2016 teve a conclusão de 128 edifícios de 200 metros ou mais. Esse número supera o recorde anterior de 114 obras completas estabelecido em 2015. Dezoito desses edifícios tornaram-se os mais altos em suas cidades, país ou região, e dez ganharam a designação de super altos, com mais de 300 metros de altura.

Guangzhou CTF Finance Centre. Cortesia de K11 New World DevelopmentNingbo Bank of China. Cortesia de Ningbo Eastern New City DevelopmentWarsaw Spire. Cortesia de UNK GhelamcoShenzhen CFC Changfu. Image © Cheng Chen+ 13

As curiosas histórias por trás de 10 icônicos arranha-céus

Enquanto houver edifícios, a humanidade continuará a procura por construir o seu caminho para o céu. De pirâmides de pedra aos arranha-céus de aço, sucessivas gerações de arquitetos criaram maneiras cada vez mais inovadoras de aumentar os limites verticais da arquitetura. Seja em pedra ou aço, cada tentativa de atingir alturas sem precedentes representou um vasto empreendimento em termos de materiais e trabalho - e quanto mais complexo o projeto, maior a chance das coisas darem errado.

Ryugyong Hotel. Image © José Tomás FrancoRobot Building. Image © José Tomás FrancoCCTV Headquarters. Image © José Tomás FrancoCayan Tower. Image © José Tomás Franco+ 21

Nova "cola" molecular pode contribuir para edificações em madeira ainda mais altas

O segredo para uma engenharia da madeira resistente o bastante para suportar arranha-céus pode estar na interação entre moléculas dez mil vezes menores que um fio de cabelo.

Um novo estudo realizado por pesquisadores das universidades de Warwick e Cambridge resolveu um mistério de longa data de como os principais polímeros das células vegetais se conectam para formar materiais resistentes como madeira e a palha. Recriando esta "cola" em laboratório, os engenheiros podem produzir novos materiais à base de madeira que ultrapassam suas capacidades estruturais atuais.

Londres aprova a construção do arranha-céu de 73 pavimentos de Eric Parry Architects

O projeto 1 Undershaft de Eric Parry Architects recebeu aprovação do Comitê de Planejamento de Londres, que permitirá que a torre de 73 pavimentos se torne o edifício mais alto do Distrito Financeiro da capital britânica e o segundo edifício mais alto do Reino Unido, atrás apenas do The Shard. .

© DBOX para Eric Parry Architects© DBOX para Eric Parry Architects© DBOX para Eric Parry Architects© DBOX para Eric Parry Architects+ 5

A torre de madeira mais alta: Proposta conceitual de Perkins + Will para River Beech Tower

Cortesia de River Beech Tower
Cortesia de River Beech Tower

Como parte de um masterplan ao longo do Rio Chicago, a Torre Beech River é um arranha-céu residencial que, se construído, será a mais alta construção de madeira existente. A equipe por trás do projeto consiste do escritório de arquitetura Perkins + Will, engenheiros da Thornton Tomasetti e a Universidade de Cambridge. Atualmente um empreendimento conceitual acadêmico e profissional, a equipe pontua que ele poderia ser realizado potencialmente nas fases finais de implantação do masterplan.

Nova Iorque 2030: uma hipótese de futuro para Manhattan

Cortesia de VISUALHOUSE
Cortesia de VISUALHOUSE

Em quatorze anos, o skyline de Nova Iorque será muito diferente de hoje. Com o surgimento de dezenas de novos projetos na cidade, o estúdio Visualhouse - especializado em imagens fotorrealistas - divulgou uma imagem de Nova Iorque em 2030. "Esta imagem mostra quem é quem na arquitetura moderna - com edifícios projetados por Jean Nouvel, Rafael Vinoly, Bjarke Ingels Group, SOM, Foster + Partners e Kohn Pedersen Fox, para citar apenas alguns ", disse Rob Herrick, CEO e fundador da Visualhouse. "Como essas obras-primas modernas se encaixam no horizonte, este será o legado para os nova-iorquinos em 2030 e além."

56 Leonard Street de Herzog & de Meuron pelas lentes de Paul Clemence

O fotógrafo Paul Clemence do ARCHI-PHOTO compartilhou conosco imagens do projeto 56 Leonard Street de Herzog & de Meuron. Perto de ser concluída, a torre de 60 pavimentos será o edifício mais alto de Tribeca quando for inaugurada. A ideia por trás do projeto consiste em romper com a monotonia dos típicos edifícios em altura através de uma articulação variada proporcionada pelo empilhamento de residências unifamiliares. Pavimentos desalinhados criam cantos, balanços e balcões distintos que oferecem aos apartamentos um caráter singular. Pensado de dentro para fora, os cômodos pixelados são arranjados de modo que a base da torre responda às condições da rua e seu volume vertical se funda com o céu.

Veja a série completa de fotos, a seguir.

© Paul Clemence© Paul Clemence© Paul Clemence© Paul Clemence+ 46

BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West

O VIA 57 West, do BIG, foi escolhido unanimemente como o vencedor do 2016 International Highrise Award (IHA) como o arranha-céu mais inovador do mundo.

Como um dos prêmios arquitetônicos mais importantes do mundo para edifícios altos, ele é apresentado pelo Deutsches Architekturmuseum (DAM) a cada dois anos e entregue ao projeto que melhor exemplifica os critérios de projetos orientados para o futuro, funcionalidade, tecnologia de construção inovadora, integração em esquemas de desenvolvimento urbano, sustentabilidade e eficiência de custo.

© Kirsten Bucher© Kirsten Bucher© Kirsten Bucher© Kirsten Bucher+ 12

Espetáculo de luzes marca a abertura do maior edifício da Tailândia, por Büro Ole Scheeren

O edifício mais alto da Tailândia, o MahaNakhon, foi aberto ao público em um evento que contou com espetáculo de luzes que destacou a forma "pixelada" da construção de 314 metros de altura. Projetado pelo Büro Ole Scheeren, o arranha-céu de 77 pavimentos contém um hotel, espaços comerciais, bares, restaurantes e um mirante, além de 200 unidades residenciais com vista para o skyline de Bangkok. A aparência distinta do edifício é resultado de uma escavação pixelada espiral ascendente, que cria "uma arquitetura que envolve e protege seus residentes ao passo que revela sua vida interna."

Veja, a seguir, algumas imagens do edifício concluído.