Rasmus Hjortshõj

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Carbono incorporado nos materiais de construção: O que é e como calcular

Qualquer atividade humana impacta de alguma forma o meio ambiente. Algumas menos, outras muito mais. Segundo o United Nations Environment Programme (Unep), o setor da construção é responsável por até 30% de todas as emissões de gases que contribuem ao efeito estufa. Atividades como mineração, processamento, transporte, operação de indústria e combinação de produtos químicos resultam na liberação de gases como o CO2, CH4, N2O, O3, halocarbonos e vapor d’ água. Estes, quando lançados na atmosfera, absorvem uma parte dos raios do sol e os redistribuem em forma de radiação na atmosfera, aquecendo o planeta. Com uma quantidade desenfreada de gases sendo lançados cotidianamente, essa camada é engrossada, fazendo com que a radiação solar entre e não consiga sair do planeta, acarretando em impactos quase incalculáveis para a humanidade, como desertificação, derretimento das geladeiras, escassez de água, tempestades, furacões, inundações, alterações de ecossistemas, redução da biodiversidade.

Como arquitetos, uma das nossas maiores preocupações deveria ser de que forma é possível diminuir as emissões de carbono incorporados nas construções. Conseguir mensurar, quantificar e qualificar os impactos é um primeiro caminho. 

Materiais que deram forma às casas, interiores e edifícios públicos mais icônicos de 2020

É difícil começar qualquer texto de retrospectiva de 2020 sem cair em clichês. O ano de 2020 nos ensinou, a duras penas, que a humanidade pode ser mais frágil do que imaginávamos. O mundo tem enfrentado um inimigo invisível que alterou o cotidiano de todos. Por outro lado, os edifícios são compostos por materiais, que têm peso, cheiro, textura e custos. Eles dependem de recursos naturais, processos de produção, mão-de-obra, transporte etc. Ainda é muito cedo para dizer como a crise causada pela Covid-19 mudará o mundo e, mais especificamente, a arquitetura. Mas será que nossa percepção do que é boa arquitetura mudou durante este ano? E nossa relação com a tectônica das construções se alterou com todas os impedimentos que tivemos? 

Fôrmas de bambu em projetos de concreto aparente

Casa de los Árboles / Vo Trong Nghia Architects. Image © Hiroyuki Oki
Casa de los Árboles / Vo Trong Nghia Architects. Image © Hiroyuki Oki

Embora o concreto seja um dos sistemas construtivos mais utilizados no mundo todo, seja por sua durabilidade, maleabilidade e/ou resistência às intempéries, não devemos esquecer que a industria do concreto é uma das maiores emissoras de CO2 relacionas à industria da construção civil. Por este motivo, ao longo dos últimos anos, muitos arquitetos e arquitetas passar a experimentar novas possibilidades para tratar de otimizar seu rendimento, apropriando-se de todas as suas vantagens técnicas e buscando resolver alguns de suas desvantagens ambientais. Como resultado disso, alguns projetistas passaram a explorar a possibilidade de substituir as tradicionais fôrmas de madeira por materiais mais sustentáveis como o bambu, uma planta que cresce em abundância em quase todas as partes do mundo e que, com um baixo impacto ambiental, permite obter acabamentos aparentes com texturas de grande qualidade.

Hotel The Tiiing / Nic Brunsdon. Image © Ben Hosking Centro de Observación de Pandas / BIG. Image © Rasmus HjortshojIglesia Semilla / O Studio Architects. Image © Iwan BaanVivienda y Galería Daeyang / Steven Holl Architects. Image © Iwan Baan+ 21

Natureza construída: quando a arquitetura desafia a escala humana

Ir além da escala humana não é novidade. Por séculos, construtores, engenheiros e arquitetos têm criado edifícios monumentais para marcar a espiritualidade ou o poder político. Palácios, edifícios governamentais ou templos sempre atraíram a admiração e reverência das pessoas, alimentando a ainda não totalmente compreensível obsessão por construções em grande escala.

Hoje em dia, algumas das maiores e mais impressionantes estruturas estão menos relacionadas a funções religiosas ou governamentais e parecem estar se voltando para programas mais culturais. Além disso, na maioria das vezes, as estruturas são abertamente releituras da natureza.

© Tianpei Zeng© Kai WangCortesia de THAD© Rasmus Hjortshoj+ 20

Biofília: trazendo a natureza para dentro de casa

Um bom projeto de interiores começa com o mapeamento das demandas específicas de seus possíveis usuários. Conscientes das necessidades físicas, psicológicas e emocionais das pessoas, os projetistas buscam desenvolver soluções espaciais específicas que possam impactar positivamente na vida destas pessoas, promovendo qualidade de vida, segurança e bem-estar. Uma das principais tendências no design de interiores contemporâneo é a biofilia, uma abordagem holística que surge da observação e incorporação da natureza ao design.

© Scott Burrows Photography© Iwan BaanCortesia de COOKFOX Architects© Rasmus Hjortshoj+ 8

Assista ao vivo às palestras do World Architecture Festival 2019

Acompanhe a décima segunda edição do World Architecture Festival através da transmissão ao vivo do ArchDaily. Maior programa de premiações de arquitetura do mundo, o WAF reunirá este ano mais de dois mil arquitetos e designers em Amsterdã para três dias de conferências, prêmios e exposições, entre 4 e 6 de dezembro. Acompanhe nossas transmissões ao vivo do Facebook.

© Rasmus HjortshojCortesia de JKMM Architects, WAFCortesia de Mecanoo Architecten, WAF© Safdie Architects, WAF+ 5

Centro de Observação de Pandas / BIG

© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj+ 18

Frederiksberg, Dinamarca
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2450
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

18 Projetos de arquitetura voltados para crianças

A arquitetura para crianças não necessariamente se reflete em brincadeiras para eles. No caso dos jardins infantis, parques e escolas, o processo projetual é realizado por adultos, no entanto, os fiéis usuários são as crianças. Portanto, os arquitetos têm a responsabilidade de garantir que o entorno construído ofereça a oportunidade de brincar, explorar e aprender no espaço físico.

Com isso em mente, apresentamos 18 espaços projetados especialmente para crianças - ambientes que talvez possam inspirar aos futuros Fosters, Hadids e Le Corbusiers.

18 Projetos de arquitetura voltados para crianças© Rasmus Hjortshøj© Philippe Ruault© Koji Fujii / Nacasa & Partners Inc.+ 90

Usina de energia e centro de recreação urbana CopenHill / BIG

© Laurian Ghinitoiu© Soren Aagaard© Rasmus Hjortshoj© Dragoer Luftfoto+ 19

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  41000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

CopenHill: a usina de energia com uma pista de esqui na cobertura projetada pelo BIG

Após quase uma década em construção, a usina de geração de energia a partir de resíduos CopenHill, imaginada pela primeira vez pelo Bjarke Ingels Group, foi finalmente inaugurada em Copenhague. O ArchDaily cobriu inicialmente o projeto do BIG em janeiro de 2011, mas a usina incluiria posteriormente ideias hedonísticas do primeiro gerador de anéis de vapor do mundo e o financiamento coletivo através do Kickstarter. Hoje, o projeto cumpriu muitas de suas promessas e a CopenHill permanece como um zeitgeist arquitetônico moderno, refletindo a própria evolução do BIG.

© Justin Hummerston© Laurian Ghinitoiu© Soren Aagaard© Dragoer Luftfoto+ 14

Em foco: Bjarke Ingels

O arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, frequentemente citado como um dos mais inspiradores de sua era, completa hoje 45 anos. Com uma idade em que muitos arquitetos estão apenas começando a se estabelecer na prática profissional, Ingels já venceu inúmeros concursos e alcançou um nível de respeito e fama que é rato no campo da arquitetura. Sua obra encarna um incomum otimismo que é, ao mesmo tempo, lúdico, prático e acessível. 

Os melhores projetos de arquitetura do mundo em 2019, eleitos pela Time

A lista World's Greatest Places 2019 da revista Time reúne os 100 melhores destinos no mundo para visitar, se hospedar, comer e beber. Selecionados pela equipe global de redatores e correspondentes da revista, os lugares foram avaliados segundo critérios de qualidade, originalidade, inovação, sustentabilidade e influência.

Dentre os lugares selecionados pela Time, reunimos a seguir os projetos de arquitetura que já foram publicados no ArchDaily. Conheça-os a seguir.

Game Streetmekka Aalborg / JAJA Architects

© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj+ 48

  • Arquitetos: JAJA Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2500
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Unisport

Torre de Observação do Camp Adventure / EFFEKT

© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj+ 34

  • Arquitetos: EFFEKT
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

Centro educacional em forma de vórtice projetado pelo BIG é inaugurado nas Ilhas Faroe

O centro de educação em forma de vórtice do Bjarke Ingels Group foi inaugurado nas Ilhas Faroe. A Faculdade Glasir Tórshavn combina três instituições sob o mesmo teto em uma área de mais de 19.000 metros quadrados. Feito para saudar a paisagem das Ilhas Faroe, o projeto inclui a Escola de Ensino Médio, a Faculdade Técnica de Tórshavn e a Faculdade de Negócios das Ilhas Faroe. O desenho apresenta fachadas de vidro que juntas formam a massa circular do edifício.

Faculdade Glasir Tórshavn. Imagem © Rasmus HjortshojFaculdade Glasir Tórshavn. Imagem © Rasmus HjortshojFaculdade Glasir Tórshavn. Imagem © Rasmus HjortshojFaculdade Glasir Tórshavn. Imagem © Rasmus Hjortshoj+ 10

Faculdade Glasir Tórshavn / BIG

© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj© Rasmus Hjortshoj+ 35

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  19200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018