Miran Kambič

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Quais materiais são mais fáceis de reciclar em uma construção?

A indústria da construção civil é responsável pelo consumo de cerca de 75% dos recursos naturais do planeta. Pedras, areia, ferro e outros tantos recursos finitos são retirados em enormes quantidades para suprir os mercados. Além da exploração, a grande quantidade de resíduos gerados nos canteiros de obra é algo preocupante, seja durante as obras ou em demolições e remodelações. No Brasil, por exemplo, os Resíduos da Construção Civil podem representar entre 50% e 70% da massa dos resíduos sólidos urbanos [1]. O destino dado a esses entulhos é outro fator chave, uma vez que muitas vezes são postos em caçambas que acabam indo para aterros e lixões sem um destino correto e adequado, sobrecarregando os sistemas de limpeza pública municipais e criando locais de deposição informais. 

Arquitetura eslovena contemporânea em oito projetos residenciais

A arquitetura eslovena contemporânea nasce da fusão entre tradição e modernidade, entre arquitetura e paisagem. Profundamente enraizada na cultura local, a arquitetura contemporânea eslovena emerge em meio a uma paisagem tão vasta quando pinturesca. A geografia do país moldou ao longo dos séculos uma arquitetura híbrida tanto em forma quanto em conteúdo. Como um desdobramento da arquitetura modernista produzida por alguns dos mais importantes arquitetos do país, entre eles Max Fabiani, Ivan Vurnik e Jože Plečnik, a arquitetura contemporânea eslovena procura expandir continuamente suas raízes, arraigadas profundamente a esse território.

© Miran Kambič© Matjaž Tančič & Klemen Ilovar© MIHA BRATINA© Bor Dobrin+ 11

Como projetar uma cozinha escondida

Ainda que a cozinha seja parte onipresente de quase todas as casas - e, em muitos casos, considerada um símbolo da vida doméstica - ela também pode ocupar um espaço precioso, produzir desordem visual e diminuir a estética minimalista de um ambiente residencial moderno e elegante. Para alguns proprietários, a solução é simplesmente manter a cozinha sempre limpa e organizada. Mas, para alguns arquitetos contemporâneos inovadores e seus clientes, a solução é projetar uma cozinha compacta e oculta que possa ser fechada de forma rápida e fácil, para permanecer fora de vista. Abaixo, discutimos vários exemplos de cozinhas escondidas, bem como algumas técnicas e estratégias de projetá-las.

Apartamento para Três - Rubikum / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 20

Casa de Tijolos Duplos / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ+ 27

Funcionais e simbólicas: claraboias circulares em residências e edifícios públicos

Don Bosco Church / Dans arhitekti. Image © Miran KambičTienda Selo / MNMA studio. Image © André KlotzPrivate Gymnasium Pavilion & Guest Unit / Malan Vorster Architecture Interior Design. Image © Adam LetchLitibú Bungalow / PALMA. Image © Luis Young+ 25

Durante a primeira metade do século II dC, um dos edifícios mais emblemáticos da história da arquitetura foi erguido em Roma: o Panteão de Agripa. Sua principal característica é uma cúpula de concreto arrematado em uma abertura central perfeitamente redonda. Este óculo deu início a uma série de projetos posteriores que destacaram o valor das aberturas circulares, replicadas como claraboias envidraçadas e como elementos de composição em fachadas, evoluindo, por exemplo, em direção às rosáceas detalhadas e coloridas das antigas basílicas góticas. Em todas as suas configurações, o óculo (do latim Oculus, que significa olho) apresenta-se com um simbolismo que vai além da janela tradicional: sua projeção luminosa marca graciosamente a passagem do tempo, tornando-se um marco que permite um destaque solene espaço ou elemento arquitetônico.

Os melhores projetos de arquitetura de 2020

© Shiromio Studio© Kevin Scott© Daici Ano© Jino Sam+ 102

Em nome de toda a equipe do ArchDaily, gostaríamos de agradecer seu apoio – a participação de vocês, leitoras e leitores, ajudou a tornar 2020 um ano melhor. Podemos dizer com satisfação que este ano, mais que em qualquer outro, alcançamos profissionais da arquitetura de todas as partes do mundo, contribuindo com ferramentas e inspiração para a criação de espaços melhores. 

Com mais de 5.500 obras diferentes publicadas ao longo do ano, nossa equipe de curadores tem o prazer de compartilhar esta seleção dos 100 projetos mais acessados de 2020. Esta lista representa o que há de melhor no conteúdo criado e compartilhado pela comunidade do ArchDaily nos últimos 11 meses.

Por que projetar espaços com móveis sobre rodas?

© RuetempleCourtesy of People's Architecture Office© NirutBenjabanpot, Garrett Rowland© Tanja Milbourne+ 35

Numa época em que o espaço se torna cada vez mais limitado e as pessoas passam mais tempo em casa, a flexibilidade apresenta-se como uma estratégia subutilizada nos projetos internos. Com móveis flexíveis, os residentes podem otimizar a metragem quadrada e remodelar facilmente as configurações de acordo com requisitos específicos e as necessidades de mudança. A seguir, discutimos os benefícios e variações dos móveis sobre rodas, encerrando com 7 projetos exemplificando sua aplicação prática e criativa.

Incorporando o fogo em projetos externos: dicas e exemplos para lareiras

Whidbey Island Farm Retreat / mwworks. Image © Kevin ScottFireplace for Children / Haugen/Zohar Arkitekter. Image © Jason Havneraas & Grethe FredriksenCarraig Ridge Fireplace / Young Projects. Image © Bent René SynnevågVC House / Dumay Arquitectos. Image © Ignacio Infante Cobo+ 17

Yuval Noah Harari aponta que, por volta de 300 mil anos atrás, os Homo erectus, os neandertais e os antepassados do Homo sapiens já utilizavam o fogo diariamente. Segundo o autor do best-seller internacional “Sapiens”, o fogo abriu a primeira brecha significativa entre o homem e outros animais. “Ao domesticar o fogo, os humanos ganharam controle de uma força obediente e potencialmente ilimitada.” Alguns estudiosos, inclusive, acreditam que há relação direta entre o advento do hábito de cozinhar os alimentos (possível por conta da domesticação do fogo), ao encurtamento do trato intestinal e o crescimento do cérebro humano, que permitiu que os seres humanos se desenvolvessem e criado tudo o que temos.

Chuveiros sem box: dicas e exemplos

Casa de monte / TACO taller de arquitectura contextual. Image © Leo EspinosaFagerstrom House / Claesson Koivisto Rune. Image © Åke E:son LindmanPombal / AZO. Sequeira Arquitectos Associados. Image © Nelson GarridoHouse for a Stationer / Architecture for London. Image © Christian Brailey+ 28

Sem incluir uma banheira e sem a necessidade de portas, telas ou cortinas, os chuveiros sem box ou desníveis - também chamados de walk-in - permitem aumentar visualmente o espaço ao projetar banheiros, dando a eles uma imagem limpa e reduzida ao essencial.

No entanto, algumas precauções devem ser tomadas para seu desenho. A coisa mais importante: o chuveiro não pode ser completamente aberto, mesmo que pareça à primeira vista. A maioria dos projetos incorpora um vidro temperado que evita que a água "salte" para fora do espaço do banheiro, fechando sutilmente o espaço. Quando essa divisão transparente não possui marcos, é menos provável a aparência de fungos devido ao acúmulo de água e umidade.

Lavanderia, um luxo dispensável – ou onde colocar a máquina de lavar na casa contemporânea?

Na arquitetura residencial, sempre houve espaços indispensáveis e outros que podemos ignorar. Ao projetar uma residência, nossa tarefa é basicamente configurar, conectar e integrar diferentes funções da forma mais eficaz e eficiente possível, obrigando-nos a priorizar. E embora hoje muitos apostem numa arquitetura cada vez mais fluida e indeterminada, poderíamos dizer que o dormitório, o banheiro e a cozinha são o núcleo fundamental de toda casa, permitindo o descanso, o preparo da comida e a higiene pessoal. Em seguida, surgem alguns espaços de reunião e outras áreas de serviço, e com eles possivelmente existem saguões, corredores e escadas que os conectam. Cada espaço agrega novas funções que seus moradores podem desempenhar com maior facilidade e conforto, e assim a vida começa a se desenvolver de forma mais adequada.

No entanto, menos metros quadrados no banheiro podem nos permitir ampliar a sala de estar. Ou ainda, eliminar alguns espaços aparentemente dispensáveis ​​poderia proporcionar uma agradável espaço aos seus futuros habitantes. Em um mundo superpovoado com cidades cada vez mais densas, quais funções temos descartando para dar mais espaço ao essencial? Analisamos o caso da lavanderia, que foi reduzida e integrada nas outras zonas da casa para dar o seu espaço a outras funções.

Arquitetura da reciclagem: uma jornada por fábricas e instalações de coleta

A reciclagem e reutilização de materiais continua a ganhar espaço e relevância na indústria da arquitetura e construção. Tal prática tem se firmado como uma importante alternativa aos métodos mais tradicionais de construção, oferecendo uma solução mais econômica e sustentável quando implementada de forma consciente. Além de contribuir substancialmente para a economia de recursos e matéria-prima, o estabelecimento de usinas de reciclagem também apresenta uma oportunidade para a geração de novos empregos, desde à coleta, o transporte e o processamento até a comercialização dos materiais e produtos resultantes dos processos de reciclagem. De forma complementar, estações de processamento de resíduos sólidos também podem incorporar sistemas de produção de energia, minimizando os custos operacionais e o impacto global da construção de tais edifícios.

© Ivan Brodey© Theo PeekstokCourtesy of Vaillo + Irigaray© Nikolas Koenig+ 11

Que tipos de pisos residenciais facilitam a circulação de cadeiras de rodas?

Klintholm Gods Lake Apartments / PLH Arkitekter. Image © Rozbeh ZavariHouse With Stone Patio / beef architekti. Image © Peter ČintalanHouse With Stone Patio / beef architekti. Image © Peter Čintalan© Ricardo Oliveira Alves+ 21

Uma das considerações de projeto mais importantes que os arquitetos residenciais têm a responsabilidade de abordar é a acessibilidade, assegurando que as pessoas com deficiência possam viver confortavelmente em sua própria casa sem impedimentos que bloqueiem a funcionalidade básica da casa. A acessibilidade para usuários de cadeira de rodas é uma preocupação arquitetônica particularmente importante devido a seus requisitos espaciais e materiais inalteráveis ​​e necessários. Como garantir o conforto de todos os usuários, incluindo pessoas com deficiência, é uma das obrigações essenciais de todos os arquitetos, o design para cadeirantes deve ser feito com o máximo cuidado e atenção, especialmente em ambientes residenciais. Abaixo, descrevemos uma série de estratégias para projetar pisos para circulação de cadeiras de rodas, ajudando os arquitetos a oferecer o máximo de conforto e acessibilidade

Espelhos na arquitetura: possibilidades de espaços refletidos

Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang
Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang

KAP-House / ONG&ONG Pte Ltd. Image © Derek SwalwellSi estas paredes hablasen / Serrano + Baquero Arquitectos. Image © Fernando AldaPH José Mármol / Estudio Yama. Image © Javier Agustin RojasThe Mirror Window / Kosaku Matsumoto. Image © Nobutada Omote+ 39

Os seres humanos usam espelhos desde 600 aC, empregando a rocha obsidiana altamente polida como superfície reflexiva básica. Com o tempo, as pessoas começaram a usar pequenos pedaços de ouro, prata e alumínio de maneira semelhante, tanto por suas propriedades refletivas quanto por decoração. No século I dC, as pessoas começaram a usar o vidro para fazer espelhos, mas foi apenas durante o Renascimento Europeu que os fabricantes venezianos começaram a fabricar espelhos aplicando suportes metálicos nas folhas de vidro, permanecendo o método geral mais comum hoje em dia. Desde então, os espelhos continuam a desempenhar papel decorativo e funcional na arquitetura, proporcionando uma estética moderna e limpa, apesar de suas origens antigas. Abaixo, investigamos como os espelhos são feitos, fornecemos um pouco de sua história na arquitetura e oferecemos várias dicas para arquitetos que desejam usá-los em seus projetos.

Residência para um ceramista / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic+ 22

Liubliana, Eslovênia
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, Mizarstvo Kosak, New Objects, Sustinno, Swisspearl

Residência para estadia simples / Skupaj Arhitekti + mKutin arhitektura

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 15

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  140
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Ondapress-57, RIKO Basic, Valovitka 5

Parque Central de Koper / Enota

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 33

  • Arquitetos: Enota
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  26
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Ares

Termalija Family Wellness / Enota

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 47

  • Arquitetos: Enota
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  8780
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018