Marcel van der Burg

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Passaportes de materiais: como dados incorporados podem transformar a arquitetura e o design

Muitas vezes, os edifícios acabam como lixo no final de seu ciclo de vida. Como o ambiente construído pode se mover em direção a uma economia circular e, por sua vez, re-imaginar como os materiais valiosos são rastreados e reciclados? Procurando resolver este problema, os "passaportes de materiais" são uma ideia que envolve repensar como os materiais são recuperados, durante a reforma e demolição, para reutilização. O resultado é que, quando um prédio está pronto para ser demolido, ele se torna um banco de armazenamento de materiais úteis.

BlueCity. Imagem © Frank HanswijkAlliander HQ / RAU architects. Imagem © Marcel van der BurgTriodos Bank / RAU Architects. Imagem © Bert RietbergTriodos Bank / RAU Architects. Imagem © Bert Rietberg+ 7

Cinema Nouveau: a arquitetura dos cinemas

O Cinema espelha a arquitetura. Enquanto a pandemia de Covid-19 fecha os cinemas em todo o mundo por meses, a indústria olha para o futuro com o objetivo de repensar a experiência de ir ao cinema. Décadas atrás, em 1920, à medida que as multidões se aglomeravam no cinema após a pandemia de 1918, a indústria se transformava ao responder a novos modos de assistir a filmes juntos.

© Marcus Wend© Pedro Napolitano PrataCourtesy of SYNDICATE Architects© José Hevia+ 13

Edifício Residencial Pontsteiger / Arons en Gelauff architecten

© Jeroen Musch© Ossip van Duivenbode© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 40

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  64000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Hibex, Koninklijke Tichelaar

Conforto olfativo na arquitetura e o impacto dos odores no bem-estar

Programas de culinária nunca foram tão populares no mundo. Sejam eles de receitas, reality shows ou documentários, o escritor Michael Pollan aponta que não é incomum passarmos mais tempo assistindo do que preparando nossa própria comida. Isso é um fenômeno bastante curioso, já que nos resta apenas imaginar os cheiros e gostos do outro lado da tela, como os apresentadores gostam de nos lembrar frequentemente. Ao mesmo tempo, quando assistimos algo sobre a Idade Média, rios poluídos ou desastres nucleares, ficamos aliviados de ainda não existir uma tecnologia para transmitir os cheiros. De fato, ao tratarmos de odores (e mais especificamente os maus), sabemos o quão desagradável é estar em um espaço que não cheira bem. Mais especificamente em edificações, quais são as principais fontes e de que forma isso pode afetar nossa saúde e bem-estar?

Dia Mundial da Arquitetura: projetando para o futuro do habitat humano

O Dia Mundial da Arquitetura, comemorado na primeira segunda-feira de outubro, foi instituído pela Union International des Architects (UIA) em 2005 para “lembrar ao mundo de sua responsabilidade coletiva em relação ao futuro do habitat humano” e, não por acaso, coincide com Dia Mundial do Habitat da ONU.

Efeito Borboleta: 4 dicas que permitem que o projeto arquitetônico ajude a combater problemas globais

Em um mundo majoritariamente urbano, que constantemente precisa lidar com questões complexas como geração de resíduos sólidos, desabastecimento de água, desastres naturais, poluição atmosférica, e mesmo com a disseminação de doenças, é impossível ignorar o impacto das atividades humanas no meio ambiente. A mudança climática é dos maiores desafios do nosso tempo e torna-se urgente buscar formas de, ao menos, desacelerar esse processo dramático. Para contribuir efetivamente nisso, nossos hábitos de produção, consumo e construção terão de ser modificados, ou a degradação do meio ambiente e mudanças climáticas continuarão diminuindo a qualidade e a duração de nossa vida e das gerações futuras.

Mesmo parecendo inatingíveis e distantes, as diversas questões de ineficiências e desperdícios estão muito mais próximos do que podemos imaginar e presentes nos edifícios que usamos no cotidiano. Como arquitetos, essa questão é ainda mais amplificada, pois lidamos com decisões projetuais e especificação de materiais diariamente. Em outras palavras, nossas decisões realmente têm um impacto em nível global. Como podemos usar o 'efeito borboleta' para um futuro saudável para o nosso mundo?

Materiais e novas tecnologias de construção: os 10 artigos mais lidos em 2019

Estar atualizado com as novas tecnologias, entender quais as melhores soluções e detalhes para determinados projetos, ter o conhecimento de quais produtos há no mercado e o que está por vir nos próximos anos. Temos observado que esses temas despertam grande interesse em arquitetos, estudantes e os amantes de arquitetura que entram no site todos os dias. 2019 foi o ano em que o ArchDaily começou a focar mais fortemente na parte de Materials, que abrange produtos, técnicas construtivas e materiais em geral. Com o ano chegando ao fim, selecionamos os artigos da seção mais vistos em cada mês, para tentar entender o que os une e o que devemos continuar investindo nos próximos anos. Veja mais a seguir!

A Guy, his Bulldog, a Vegetable Garden, and the Home they Share / HUSOS. Image © José HeviaCourtesy of Kast© Artekvia Shutterstock+ 14

O que é Madeira Laminada Colada (MLC ou Glulam)?

A madeira laminada colada (MLC), também conhecida como Glulam (por seu nome inglês 'Glued Laminated Timber'), é um material estrutural fabricado através da união de segmentos individuais de madeira, colados com adesivos industriais (geralmente adesivos de resina de melamina ou poliuretano). As peças resultantes oferecem alta durabilidade e resistência à umidade, podendo vencer grandes vãos e conformar formas únicas.

Shane Homes YMCA at Rocky Ridge / GEC Architecture. Image © Adam MorkThe Roof House / MILODAMALO. Image © Ilya IvanovCasey Key Guest House / Sweet Sparkman Architects. Image © George CottWooden House / MAATworks. Image © Marcel van der Burg+ 15

Residência Azul / BETA office for architecture and the city

© Marcel van der Burg
© Marcel van der Burg

© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg+ 18

Amsterdã, Países Baixos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  264
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Sto

Arquitetura escolar: 70 exemplos em plantas e cortes

Escolas e instituições de ensino são estruturas complexas de projetar. Elas devem oferecer uma diversidade de espaços para aprendizado, mas também considerar atividades esportivas e recreacionais. Além de possuírem, geralmente, grandes dimensões, o maior desafio no projeto de edifícios escolares é conceber espaços que fomentem apropriações positivas pelas crianças. A seguir, compilamos 70 projetos escolares acompanhados de seus desenhos que podem servir de inspiração para seus próximos projetos educacionais.

V12K03 / Pasel.Kuenzel Architects

© Marcel van der Burg   © Marcel van der Burg   © Marcel van der Burg   © Marcel van der Burg   + 13

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  180
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Reynaers Aluminium, Woodwave

NL architects e XVW architectuur vencem o Mies van der Rohe Award 2017 com o projeto deFlat

Em cerimônia hoje em Bruxelas, a Comissão Europeia e a la Fundació Mies van der Rohe anunciaram os vencedores do Prêmio de Arquitetura Contemporânea da União Europeia – Prêmio Mies van der Rohe 2017.

O projeto vencedor desta edição é o deFlat Kleiburg em Amsterdã, Países Baixos, dos escritórios NL architects e XVW architectuur para o cliente Kondor WesselsVastgoed. DeFlat é uma proposta de renovação de um dos maiores edifícios de apartamentos dos Países Baixos - o edifício Kleiburg, um enorme bloco curvo com 500 unidades localizado no bairro de Bijlmermeer. O consórcio DeFlat salvou o edifício da demolição, convertendo-o em um klusflat, o que quer dizer que os próprios moradores são responsáveis pela renovação de seus apartamentos.

O Prêmio Arquiteto Emergente 2017 foi concedido ao MSA/V+ pela obra NAVEZ – 5 unidades de habitação social na entrada norte de Bruxelas, um projeto habitacional que cumpre a dupla exigência das autoridades locais de representar a ideia de revalorização urbana com um marco referencial na entrada da cidade, e proporcionar apartamentos modelo para famílias numerosas. O cliente do projeto é o município de Schaerbeek.

deFlat / NL Architects + XVW architectuur

© Stijn Poelstra  © Marcel van der Burg   © Stijn Poelstra  © Marcel van der Burg   + 72

Amsterdam-Zuidoost, Países Baixos
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2016
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: BUVA, De Mors, Etex Colombia

Sede Alliander / RAU architects

© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg+ 17

  • Arquitetos: RAU architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  21852
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: CSM Structures, Ceno Tec, De Groot Vroomshoop, De Groot en Visser, De Vorm

Casa de Chá 'Tuin van Noord' / GAAGA

© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg+ 18

  • Arquitetos: GAAGA
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

Botel / MMX architecten + Jord den Hollander

© Marcel van der BurgCortesia de MMX architecten + Jord den HollanderCortesia de MMX architecten + Jord den HollanderCortesia de MMX architecten + Jord den Hollander+ 31

Amsterdã, Países Baixos

Casa Listras / GAAGA

© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg+ 27

  • Arquitetos: GAAGA
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

Laan van Spartaan / DP6 architectuurstudio

© Marcel van der Burg
© Marcel van der Burg

© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg© Marcel van der Burg+ 10