Ketsiree Wongwan

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Patom Orgânico / NITAPROW

© Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  + 21

  • Arquitetos: NITAPROW
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  110
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2016
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Chuda Intertrade, Corner 43 Decor, Siammaithaidecor and Son

Como a energia solar funciona?

Antes restrita a estações espaciais e satélites, a energia fotovoltaica vem ganhando espaço e tornando-se uma opção cada vez mais viável. Diariamente, o sol libera uma enorme quantidade de energia no planeta Terra, muito mais do que toda a população consome. Deixar de aproveitar essa fonte sustentável, renovável e inesgotável para gerar energia elétrica é quase um contra senso, sobretudo se levarmos em conta todo o impacto ambiental e social das outras formas de geração de energia. Mas a tecnologia para criar energia elétrica a partir do sol não é tão simples e ainda apresenta algumas pequenas limitações, sobretudo de preço. A ideia desse artigo é explicar alguns conceitos básicos sobre o processo e evidenciar o que é importante levar em conta ao projetar um sistema solar.

Jenson-DeLeeuw NZE House / Paul Lukez Architecture. Image © Greg PremruAustrian Embassy Bangkok / HOLODECK architects. Image © Ketsiree WongwanHackney Backhouse / Guttfield Architecture. Image © Will ScottCortesia de Flickr / LillyAndersen via University of British Columbia+ 6

Café Patom / NITAPROW

© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan+ 21

  • Arquitetos: NITAPROW
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  150
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: 3M, ATON, Aluinch, Corner 43 Decor, IRDEC, +4

Dormitórios infantis: como projetar um ambiente saudável para o sono

Apartamento Acqua Verano / Bohrer Arquitetura. Image © Fellipe LimaRequalificação de residência projetada por Zanine Caldas / PKB Arquitetura. Image © Andre NazarethApartamento Taquinho / Lez Arquitetura. Image © Júlia TótoliBlue and Glue / HAO Design. Image © Hey! Cheese+ 43

Muitos fatores influenciam no bem-estar das pessoas, mas poucos tem um poder tão grande quanto a qualidade do sono. Adultos passam, em média, um terço de seu dia (e de sua vida) dormindo. No caso das crianças pequenas essa proporção é ainda maior. De acordo com um estudo publicado pela OMS em 2019, bebês (de 4 a 11 meses) devem dormir entre 12 e 16 horas/dia; e crianças até 4 anos devem dormir entre 10 e 13 horas/dia.

Um sono de qualidade atua diretamente no desenvolvimento cerebral da criança, principalmente durante sua primeira e segunda infância (do nascimento até os 12 anos). Durante o período de descanso o corpo libera os hormônios necessários para o crescimento e aprendizado, e isso relaciona-se diretamente ao desenvolvimento físico, motor, emocional e cognitivo. É sabido também que o ambiente onde se dorme interfere na qualidade desse sono, e alguns aspectos importantes devem ser considerados na hora de projetar espaços de dormir para crianças e bebês.

Abrigo Infantil da Fundação Cruz Vermelha na Tailândia / Plan Architect

© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan+ 54

  • Arquitetos: Plan Architect
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  5700
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Bluescope, COTTO, SCG, TOA, WILLY

Jardim de Infância Playville / NITAPROW

© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan+ 20

  • Arquitetos: NITAPROW
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  266
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: 3M, Adobe, Aluinch, AutoDesk, BIW, +9

Cozinhas monocromáticas: 3 estratégias projetuais com uma única cor

Apartamento em Korydallos / Plaini and Karahalios Architects. Image © Nikos PapageorgiouApartamento Tetrys 607 / CR2 Arquitetura. Image © Cris FarhatResidencia Jade / E/L Studio. Image © Pepper WatkinsApartamento em Korydallos / Plaini and Karahalios Architects. Image © Nikos Papageorgiou+ 29

Um ambiente monocromático é um espaço em que a maioria de seus elementos é de uma única cor. E, embora seja muito comum as cores escolhidas serem em preto e branco, devido à sua neutralidade, é possível usar qualquer paleta de cores, aproveitando seus infinitos tons, subtons ou matrizes.

Banheiros coletivos para crianças: O que considerar ao projetar?

Kindergarden in Chroscice / PORTKindergarden between Palms in Los Alcazares / Cor & AsociadosChildren Hospital EKH / IF (Integrated Field)Beelieve Preeschool of Life / EstudioFernandaOrozco+ 14

É bastante comum usar o termo acessibilidade ao projetar espaços para pessoas com necessidades especiais ou para idosos. No entanto, para garantir um design universal eficaz para as crianças, é imprescindível conhecer e focar em suas necessidades específicas, com base em ergonomia, segurança, iluminação natural e artificial, cores e acessórios. Neste artigo, abordaremos os parâmetros mais importantes a serem considerados ao especificar dimensões e materiais em banheiros coletivos para crianças pequenas.

Como projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncional

© Haruo Mikami© Joana Franca© Ketsiree Wongwan© Hey! Cheese+ 27

As ilhas são parte essencial do layout das cozinhas mais amplas, aumentando o espaço de bancada, armazenamento e o espaço para comer, além de oferecer um ponto focal para a área da cozinha. Servindo uma variedade de funções, elas podem ser projetadas de maneiras diferentes, com algumas banquetas ou cadeiras incorporadas, pias, gavetas ou até máquinas de lavar louça e microondas. Para determinar quais elementos incluir e como organizá-los, os arquitetos devem determinar o objetivo principal ou o foco para a ilha. Servirá principalmente como uma bancada para tomar café da manhã, um espaço para entreter convidados, uma extensão da cozinha ou como alguma outra coisa? E, com essa função em mente, como deve melhorar o fluxo de trabalho da cozinha em relação ao restante da área? Essas considerações, combinadas com os requisitos básicos de acessibilidade, exigem que o projeto da ilha seja cuidadosamente pensado. Abaixo, enumeramos alguns dos fatores essenciais do design da ilha de cozinha.

Resort Mason / VaSLab Architecture

© Wara Suttiwan© Wara Suttiwan© Spaceshift Studio© Spaceshift Studio+ 20

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  9039
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoCAD, Daikin, Empire Granite, Grohe, Mitsubishi Electric, +5

Hospital Infantil EKH / IF (Integrated Field)

© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan© Ketsiree Wongwan+ 43

  • Arquitetos: IF (Integrated Field)
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  6000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: BSG Glass, EDL, Iris Ceramica, K2J, Nrdc, +2

Escritório IDIN / IDIN Architects

© Spaceshift Studio© Spaceshift Studio© Spaceshift Studio© Spaceshift Studio+ 60

  • Arquitetos: IDIN Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  785
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: American Standard, D Modern Form, Lamptitude, Pammastic, Vista

Casa KA / IDIN Architects

© Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  © Ketsiree Wongwan  + 40

Pak Chong, Tailândia
  • Arquitetos: IDIN Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  240
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014

Arquitetura e cor: uma seleção de projetos que usam o tom Pantone 2020

Torres de Satélite / Luis Barragán. Image © Usuario de Flickr: piccachCentro de Visitantes en el Río Niyang / Standardarchitecture + Zhaoyang Architects. Image © Chen SuCentro de Desarrollo Infantil en Chesapeake / Elliott + Associates Architects. Image © Scott McDonald - Hedrich BlessingPuente High Trestle Trail / RDG Planning & Design. Image © Iris22 Productions+ 12

Como acontece anualmente, o Pantone Color Institute™ anunciou a cor do ano. Para 2020, foi eleito o PANTONE 19-4052 Classic Blue, um tom que "inspira calma, confiança e conexão" para o processo de transição em direção a uma nova era. Descrita como "atemporal e durável", a cor faz lembrar o céu ao pôr do sol e "ajuda a focar os pensamentos".

Como as cores influenciam a Arquitetura

Assim como as cores de uma pintura ou de uma fotografia abstrata podem despertar um certo humor, as cores de um edifício ou sala podem influenciar profundamente a sensação das pessoas que o usam. Fisiologicamente, diversos estudos mostraram que a luz azul retarda a produção de melatonina, mantendo as pessoas mais alertas ou acordadas mesmo à noite. Psicologicamente, as pessoas associam determinadas cores a sentimentos por conta de símbolos culturais e experiências vividas - por exemplo, elas podem perceber a cor vermelha como ameaçadora ou assustadora por causa de sua conexão com o sangue.

No geral, a maneira como uma sala é pintada pode ter efeitos complexos sobre como seus usuários se sentem, ao mesmo tempo que uma fachada pode ser percebida de maneiras dramaticamente diferentes, dependendo de como são suas cores. Abaixo, resumimos as associações emocionais de todas as cores, avaliando seus efeitos diferentes à medida que cada uma é usada no espaço arquitetônico.

Design Wing / Coordination Asia. Image © Coordination AsiaHotel Encanto Acapulco / Miguel Angel Aragonés. Image © MAAFamily Box Qingdao / Crossboundaries. Image © Xia ZhiLe Soufflet / NatureHumaine. Image © Adrien Williams+ 52

36 Escritórios de arquitetura do Sul Global que você precisa conhecer

© Zhou Ruogu/Savoye Photographe
© Zhou Ruogu/Savoye Photographe

Os países que fazem parte do chamado Sul Global sofreram muitas transformações em suas cidades nos últimos anos devido, sobretudo, ao rápido crescimento dos centros urbanos e aos já conhecidos desafios econômicos e sociais característicos dos países "em desenvolvimento". O crescimento urbano, o desenvolvimento sustentável, a qualidade de vida, a saúde nas cidades e o desenvolvimento de sua própria identidade cultural são algumas das questões com as quais as arquiteturas locais tiveram - e ainda terão - que lidar.

Alguns jovens profissionais da arquitetura entenderam a importância de projetar tendo em vista seu próprio território, conferindo a essa arquitetura uma identidade claramente local. Ao desenvolverem novas tipologias e usarem seus próprios recursos materiais, apresentam soluções inovadoras, específicas para o local e, acima de tudo, essencialmente contemporâneas no sentido de se pensar o futuro da arquitetura e do planeta como um todo.

© Fernando Guerra | FG+SG© Tomás Rodríguez© Fernando Schapochnik© Maurice Ascani+ 38