Jeroen Musch

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Sobreposto, embutido e flutuante: Quais os tipos de rodapés?

Arquitetos são conhecidos por retornarem das viagens com mais fotos de prédios do que de pessoas e terem um vocabulário com muitos jargões próprios. Claro, esses são clichês que nem sempre são verdades. Mas algo que une a maioria dos projetistas é prestar atenção em cada um dos detalhes que compõem um projeto. Seja o material que reveste a fachada, a junção entre os pisos, de que forma as portas abrem, o tipo da esquadria, como foram montadas as formas para uma concretagem, entre muitos outros. Mas um pormenor que geralmente passa despercebido para a maioria (e que faz uma diferença imensa no aspecto dos projetos de interiores) são os rodapés.

Espelhos na arquitetura: possibilidades de espaços refletidos

Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang
Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang

KAP-House / ONG&ONG Pte Ltd. Image © Derek SwalwellSi estas paredes hablasen / Serrano + Baquero Arquitectos. Image © Fernando AldaPH José Mármol / Estudio Yama. Image © Javier Agustin RojasThe Mirror Window / Kosaku Matsumoto. Image © Nobutada Omote+ 39

Os seres humanos usam espelhos desde 600 aC, empregando a rocha obsidiana altamente polida como superfície reflexiva básica. Com o tempo, as pessoas começaram a usar pequenos pedaços de ouro, prata e alumínio de maneira semelhante, tanto por suas propriedades refletivas quanto por decoração. No século I dC, as pessoas começaram a usar o vidro para fazer espelhos, mas foi apenas durante o Renascimento Europeu que os fabricantes venezianos começaram a fabricar espelhos aplicando suportes metálicos nas folhas de vidro, permanecendo o método geral mais comum hoje em dia. Desde então, os espelhos continuam a desempenhar papel decorativo e funcional na arquitetura, proporcionando uma estética moderna e limpa, apesar de suas origens antigas. Abaixo, investigamos como os espelhos são feitos, fornecemos um pouco de sua história na arquitetura e oferecemos várias dicas para arquitetos que desejam usá-los em seus projetos.

Universidade Erasmus Rotterdam / Paul de Ruiter Architects

© Sebastian van Damme© Jeroen Musch© Tim van de Velde© Jeroen Musch+ 33

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  8400
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Boomkwekerij Ebben

McDonald's em Coolsingel / mei architects and planners

© Jeroen MuschCortesia de Mei architects and planners© Ossip Van Duivenbode© Jeroen Musch+ 32

  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Glasimpex, VPT Versteeg

Residência em Almen / Barend Koolhaas

© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 22

Almen, Outro

Inscrições abertas para o "Public Library of the Year Award"

Estão abertas as inscrições para o prêmio de melhor biblioteca pública do mundo. Parte do Programa Modelo de Bibliotecas Públicas da Agência de Cultura Dinamarquesa, o prêmio busca gerar novas ideias sobre como o projeto de bibliotecas públicas pode mudar para atender as necessidades da sociedade atual. As bibliotecas que concorrem ao prêmio devem "levar em consideração o desenvolvimento digital e a cultura local" e "receber uma diversidade de grupos com uma expressão arquitetônica aberta e funcional em equilíbrio com seu entorno". Saiba mais sobre o prêmio (aqui) e inscreva seu projeto aqui. Os candidatos para o “Public Library of the Year Award” têm até 15 de junho para se inscrever.

MVRDV e Urbanismo Interno: Entrevista com Winy Maas

No final do século XX e início do XXI, uma das principais mudanças dentro das cidades ao redor do mundo tem sido o aumento do chamado "espaço público de propriedade privada", um desenvolvimento que tem atraído a atenção de muitos urbanistas e que está sendo amplamente debatido. No entanto, para a MONU Magazine, a predomínio crescente (e aceitação) de tais espaços privados de uso público nos dá a oportunidade de discutir um outro aspecto do espaço público: o urbanismo interno. Com a ascensão do shopping e as cada vez mais diversas funções exigidas pelos edifícios, como bibliotecas, por exemplo, os espaços interiores agora se assemelham a espaços públicos externos.

A entrevista a seguir é um trecho da 21° edição da MONU Magazine, em que Bernd Upmeyer e Beatriz Ramo entrevistam o fundador do MVRDV, Winy Maas, sobre o conceito de urbanismo interno na obra do escritório, em especial nos projetos Rotterdam Markthal, Glass Farm e Book Mountain.

Markthal Rotterdam. Imagem © Nico SaiehBook Mountain em Spijkenisse. Imagem © Jeroen MuschBook Mountain em Spijkenisse. Imagem © Jeroen MuschGlass Farm em Schijndel. Imagem © Jeroen Musch+ 13

Casa Espelhos, Almere / Johan Selbing + Anouk Vogel

© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 13

Almere, Outro

Villa Kogelhof / Paul de Ruiter Architects

©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch+ 17

Noord-Beveland, Países Baixos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  715
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: GIRA, Si-X

Schiecentrale 4b / Mei Architecten

© Ronald Tilleman
© Ronald Tilleman
  • Arquitetos: Mei Architecten
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  55000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2008

© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 14

Estacionamento Garagem Gnomo / Mei Architecten

© Jeroen Musch
© Jeroen Musch
  • Arquitetos: Mei Architecten
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  14500
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2011

© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 17

Noorderparkkamer / Bureau SLA & W Overtreders

©  Shinji Otani©  Shinji Otani© Jeroen Musch © Jeroen Musch + 24

Fazenda de Vidro / MVRDV

© Persbureau van Eijndhoven© Persbureau van EijndhovenCortesia de MVRDVCortesia de MVRDV+ 18

Schijndel, Outro
  • Arquitetos: MVRDV
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013

DNB Bank Headquarters / MVRDV

©  Jeroen Musch© Jiri Havran© Jiri Havran© Jiri Havran+ 17

  • Arquitetura: MVRDV
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  36500
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Randers Tegl

Centro de Artes e Teatro Pier K / Ector Hoogstad Architecten

© Kees Hummel
© Kees Hummel
Haarlemmermeer, Outro

© Kees Hummel© Jeroen Musch© Jeroen Musch© Jeroen Musch+ 15

Hestia / NEXT Architects

©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch©  Jeroen Musch+ 18

  • Arquitetos: NEXT Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  560
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2008