NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Resfriar os interiores será o desafio arquitetônico do futuro

De acordo com a ONU, mais de 7.000 eventos climáticos extremos foram registrados desde 2000. Apenas em 2020, incêndios florestais assolaram a Austrália e a costa oeste dos Estados Unidos; A Sibéria registrou altas temperaturas recordes, atingindo 37 graus Celsius, assim como Dallas ou Houston; e globalmente, este setembro foi o mais quente já registrado no mundo. À medida que os efeitos da crise climática se manifestam dessas formas cada vez mais terríveis, é prerrogativa da indústria da construção - atualmente responsável por 39% das emissões globais de gases de efeito estufa - fazer a sua parte, comprometendo-se com mudanças genuínas e abrangentes em sua abordagem à sustentabilidade.

Um dos aspectos mais desafiadores dessa mudança será atender às crescentes demandas de resfriamento de uma maneira ecologicamente correta. O resfriamento é inatamente mais difícil do que o aquecimento: qualquer forma de energia pode se transformar em calor, e nossos corpos e máquinas geram calor naturalmente, mesmo na ausência de sistemas de aquecimento ativos. O resfriamento não se beneficia igualmente da geração espontânea, tornando-o frequentemente mais difícil, mais caro ou menos eficiente de implementar. O aquecimento global e seus efeitos de aquecimento muito tangíveis apenas exacerbam essa realidade, intensificando uma demanda já acelerada por sistemas de refrigeração artificial. Do jeito que estão, muitos desses sistemas requerem grandes quantidades de eletricidade e dependem fortemente de combustíveis fósseis para funcionar. O setor de construção deve encontrar maneiras de atender à crescente demanda por refrigeração que, simultaneamente, elimina esses efeitos insustentáveis.

A beleza do mármore em interiores e fachadas

Das esculturas de Michelangelo, às estruturas dos templos gregos, interiores de castelos, palácios e chegando ao icônico Pavilhão de Barcelona de Mies van der Rohe, quando abordamos a história da arquitetura e escultura, é inevitável falarmos do mármore. Originado a partir de uma reação química do calcário quando exposto a pressão e temperaturas muito altas durante milhares de anos, este nobre material é uma rocha metamórfica geralmente encontrada em regiões onde houve atividade vulcânica. Sua extração, por si só, já é um espetáculo.

Casa Groenlândia / Triptyque. Image © Pedro KokCasa Groenlândia / Triptyque. Image © Pedro KokBent dan Light / BK Interior Design & Architectural Planning. Image © Mario WibowoHaight / MNMA studio. Image © Fran Parente+ 30

Arquitetura no México: projetos para entender o território de Veracruz

CANCHA / Rozana Montiel | Estudio de Arquitectura. Image © Sandra PereznietoEstação de Bombeiros BOCA / Taller DIEZ 05. Image © Luis GordoaForo Boca / Rojkind Arquitectos. Image © Jaime NavarroCasa Ivanna / OBRA BLANCA. Image © Adrián Llaguno / Documentación Arquitectónica+ 27

Veracruz é um estado localizado na região leste do México, limitado geograficamente pelos estados de Tamaulipas, Tabasco, Chiapas, Oaxaca, Puebla, Hidalgo e San Luis Potosí, fazendo frente com o Golfo do México. Conta com 71 820 km² de superfície e é o terceiro estado mais populoso do país.

Casa Zicatela / Taller de Arquitectura X / Alberto Kalach

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 17

Brisas de Zicatela, México

Arquitetura mexicana: projetos para entender o território de Sinaloa

Jardim Botânico / Tatiana Bilbao S.C.. Image © Iwan BaanCarpa Olivera / Colectivo Urbano. Image © Onnis LuqueDepartamentos Condesa / MZMX taller de arquitectura. Image © Marcos BetanzosHotelito Claussen / EPArquitectos. Image © César Béjar+ 13

Sinaloa é um estado localizado na região noroeste do México, limitado geograficamente pelos estados de Sonora, Chihuahua, Durango, Nayarti e a oeste com o Golfo da Califórnia e o Mar de Cortés. Com mais de 58 mil quilômetros quadrados de área, é o estado agrícola mias importante do país. 

Mobiliário integrado à arquitetura: 10 projetos com tijolo

Algumas arquitetas e arquitetos conseguem propor interações entre as diferentes escalas dos projetos, atuando em uma multiplicidade de campos que vão da cidade ao detalhe dos acabamentos, passando pela escala do edifício. Embora, em muitos casos, a seleção do mobiliário que vai complementar um projeto – isto é, os elementos que acabarão por interagir com a escala humana – costuma ser relegada a uma etapa pós-construção, seu desenho nem sempre é considerado um problema secundário.

Conheça os vencedores da Bienal Pan-Americana de Arquitetura de Quito 2020

Estudio Iturbide – Taller Mauricio Rocha + Gabriela Carrillo, Rafael Carrillo, Gerson Huerto, Pavel Escobedo, Esterlina Campuzano, Elizabeth Waites, Enrique Ibarra, México.. Image © Rafael Gamo
Estudio Iturbide – Taller Mauricio Rocha + Gabriela Carrillo, Rafael Carrillo, Gerson Huerto, Pavel Escobedo, Esterlina Campuzano, Elizabeth Waites, Enrique Ibarra, México.. Image © Rafael Gamo

A XXI Bienal Pan-Americana de Arquitetura de Quito (BAQ2020) anunciou os projetos vencedores desta edição durante a transmissão online de encerramento do evento.

Arquitetura mexicana: projetos para conhecer o território de Tepoztlán

Lounge MA / Cadaval & Solà-Morales. Imagem © Sandra PereznietoBungaló LMM / Cadaval & Solà-Morales. Imagem © Sandra PereznietoCasa Albino Ortega / Rozana Montiel | Estudio de Arquitectura. Imagem © Sandra PereznietoLounge Tepoztlan / Cadaval & Solà-Morales. Imagem © Sandra Pereznieto+ 12

Tepoztlán é uma região localizada no estado de Morelos, no centro-sul do México, limitada geograficamente pelos estados de Guerrero, Puebla, o Estado do México e a Cidade do México. Possui 242.646 km² de área e é um dos 111 povoados catalogados pelo governo que recebem incentivos para impulsionar o turismo patrimonial e ecológico. 

Parque Plaza Satélite projetado por Sordo Madaleno é inaugurado na Cidade do México

Parque Plaza Satélite projetado por Sordo Madaleno é inaugurado na Cidade do MéxicoParque Plaza Satélite projetado por Sordo Madaleno é inaugurado na Cidade do México© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 20

Na última quinta-feira, 5 de novembro, na Cidade do México, foi inaugurado um novo espaço que compõe o Parque Plaza Satélite, originalmente de 1971, com as obras de remodelação e ampliação iniciadas há dois anos, respondendo a novas formas de usar e habitar o espaço. O projeto Parque Plaza Satélite, a cargo do escritório mexicano Sordo Madaleno Arquitectos, surge como continuação desta expansão para consolidar uma nova visão onde o comércio se posiciona como um veículo para a criação de espaços verdes e ao ar livre em favor da comunidade.

A cidade na escala humana: espaços públicos com e sem pessoas

Durante os primeiros dias de quarentena em diferentes cidades do mundo pudemos ver ruas, praças e parques desertos. Uma das coisas mais desejadas em tempos pré-pandêmicos era a vida pública dos espaços urbanos. Nesse sentido, reunimos uma série de fotografias que ajudam a compreender a importância da presença humana aos espaços públicos das cidades. 

Arquitetura mexicana: projetos para entender o território de Puebla

Quinta Gaby / Taller Tlaiye. Image © Yoshihiro KoitaniEdificio Amani / Archetonic. Image © Yoshihiro KoitaniMuseo Internacional del Barroco / Toyo Ito. Image © Patrick López JaimesMIRA / Dionne Arquitectos + Metarquitectura + JAR Jaspeado Arquitectos + Adaptable. Image Cortesía de Dionne Arquitectos+ 41

O estado de Puebla localiza-se na região do planalto central mexicano, fazendo fronteira com os estados vizinhos de Tlaxcala, Hidalgo, Veracruz, Oaxaca, Guerrero, Morelos e Estado do México. Com mais de 34 mil km² de superfície, Puebla é um dos estados mais densamente povoados do país. A capital, que empresta o seu nome ao estado, é uma das cidades não litorâneas mais visitadas em todo território nacional, atraindo milhares de turistas todos os anos.

Centros da juventude: lugares para o desenvolvimento físico, social e emocional

© Jakob Gate
© Jakob Gate

Centros da Juventude são estruturas concebidas para proporcionar um ambiente protegido, seguro e informal para a comunidade jovem. São espaços voltados à promover a interação e inclusão social além de disponibilizar uma série de programas e atividades extracurriculares. Ao permitir aos jovens a oportunidade de se engajar em diferentes atividades recreativas e culturais, esses espaços os ajudam a desenvolver suas próprias habilidades físicas, sociais, emocionais e cognitivas, além de estimular o convívio e a colaboração entre indivíduos de diferentes grupos.

Retiro JapoNeza / Fausto Terán

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 33

  • Arquitetos: Fausto Terán
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  450
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, CASTEL, Cemex, Comex, Interceramic, +1

Archigram e a distopia da habitação em pequena escala

"Paraísos Siniestros". Image © Jorge TaboadaUn Cuarto Más / ANTNA. Image © Jaime NavarroUna pequeña casa australiana / CABN. Image Cortesía de CABN© Deutsches Architekturmuseum+ 8

Até os dias de hoje, não se sabe bem ao certo às origens do movimento “tiny” na arquitetura. Entretanto, se formos olhar mais à fundo a história da arquitetura e como nossos modos de vida foram se transformando ao longo do tempo, é possível encontrar algumas pistas sobre as bases e os princípios deste movimento, o qual vem ganhado força dia após dia, questionando os nossos excessos e promovendo um estilo de vida mais flexível e minimalista.

Edifício Argáez / Taller de Arquitectura X - Alberto Kalach

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 23

Cidade do México, México

Capela da Santa Cruz / Taller de Arquitectura X / Alberto Kalach + Roberto Silva

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 19

Jojutla de Juárez, México

Templo Magen David / Cherem Arquitectos

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Enrique Macías© Enrique Macías+ 24

Cidade do México, México
  • Arquitetos: Cherem Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  4110
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: ATRA, Ali Glass, Alis, Stones Piedras Naturales, Verolegno, +1

Edifício Herencia Progresiva / Manada Architectural Boundaries

© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro© Jaime Navarro+ 35

Cidade do México, México