Dennis Gilbert/View

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Acústica mal projetada em salas de aula prejudica o desempenho e o bem estar dos alunos e professores

Poucas coisas irritam mais que a exposição a ruídos excessivos, por longos períodos de tempo ou a incapacidade de entender o que precisamos ouvir. Seja uma obra próxima, o tráfego de uma rodovia, o ar condicionado ou o vizinho aprendendo saxofone, pesquisas mostram que ruídos podem contribuir para doenças cardiovasculares, aumento de pressão, dores de cabeça, alterações hormonais, distúrbios no sono, redução no desempenho físico e mental e a redução do bem-estar. Por outro lado, em um ambiente acusticamente "confortável", além de ouvirmos o que desejamos, nos concentramos melhor e nos sentimos mais calmos.

A preocupação com a criação de ambientes acusticamente confortáveis é geralmente relegada a cinemas, salas de concertos e estúdios de gravação. Mas é particularmente importante em ambientes de aprendizado, como salas de aulas, já que influencia diretamente na relação ensino-aprendizagem. O desconforto acústico pode prejudicar o processo de aquisição de conhecimento, interferindo na atenção e piorando a comunicação entre aluno e professor.

The Threshold, The Secondary School / Paralelo Colectivo. Image © Luis BarandiaránSandal Magna Community Primary School / Sarah Wigglesworth Architects. Image © Mark Hadden PhotographySandringham Primary School / Walters & Cohen. Image © Dennis Gilbert / VIEWSonia Delaunay School / ADEN architectes. Image © Sergio Grazia+ 9

Centro de Ensino da Kingston University / Grafton Architects

© Ed Reeve
© Ed Reeve

© Ed Reeve© Ed Reeve© Dennis Gilbert / VIEW© Ed Reeve+ 42

  • Arquitetos: Grafton Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  9400
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

Fachadas recicláveis e duradouras: 20 edifícios revestidos em zinco

O zinco é um elemento natural extraído do minério. É a sigla ZN, que aparece na temida Tabela Periódica, aquela que tanto nos atormentava nas aulas de química. Através de um processo metalúrgico para a queima das impurezas, a redução do óxido de zinco e o refino, ele assume uma aparência muito mais amigável, que são as chapas, bobinas e rolos utilizados na construção civil. A principal característica deste material é sua maleabilidade, que permite que seja trabalhado facilmente, permitindo revestir complexas formas em fachadas e coberturas das construções.