David Franck

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Espelhos na arquitetura: possibilidades de espaços refletidos

Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang
Mirror Garden / ARCHSTUDIO. Image © Ning Wang

KAP-House / ONG&ONG Pte Ltd. Image © Derek SwalwellSi estas paredes hablasen / Serrano + Baquero Arquitectos. Image © Fernando AldaPH José Mármol / Estudio Yama. Image © Javier Agustin RojasThe Mirror Window / Kosaku Matsumoto. Image © Nobutada Omote+ 39

Os seres humanos usam espelhos desde 600 aC, empregando a rocha obsidiana altamente polida como superfície reflexiva básica. Com o tempo, as pessoas começaram a usar pequenos pedaços de ouro, prata e alumínio de maneira semelhante, tanto por suas propriedades refletivas quanto por decoração. No século I dC, as pessoas começaram a usar o vidro para fazer espelhos, mas foi apenas durante o Renascimento Europeu que os fabricantes venezianos começaram a fabricar espelhos aplicando suportes metálicos nas folhas de vidro, permanecendo o método geral mais comum hoje em dia. Desde então, os espelhos continuam a desempenhar papel decorativo e funcional na arquitetura, proporcionando uma estética moderna e limpa, apesar de suas origens antigas. Abaixo, investigamos como os espelhos são feitos, fornecemos um pouco de sua história na arquitetura e oferecemos várias dicas para arquitetos que desejam usá-los em seus projetos.

Chuveiros sem box: dicas e exemplos

Sem incluir uma banheira e sem a necessidade de portas, telas ou cortinas, os chuveiros sem box ou desníveis - também chamados de walk-in - permitem aumentar visualmente o espaço ao projetar banheiros, dando a eles uma imagem limpa e reduzida ao essencial.

No entanto, algumas precauções devem ser tomadas para seu desenho. A coisa mais importante: o chuveiro não pode ser completamente aberto, mesmo que pareça à primeira vista. A maioria dos projetos incorpora um vidro temperado que evita que a água "salte" para fora do espaço do banheiro, fechando sutilmente o espaço. Quando essa divisão transparente não possui marcos, é menos provável a aparência de fungos devido ao acúmulo de água e umidade.

Casa de monte / TACO taller de arquitectura contextual. Image © Leo EspinosaFagerstrom House / Claesson Koivisto Rune. Image © Åke E:son LindmanAUTOHAUS / Matt Fajkus Architecture. Image © Charles Davis SmithPombal / AZO. Sequeira Arquitectos Associados. Image © Nelson Garrido+ 28

Casa Morgana / J. Mayer H

© David Franck© David Franck© David Franck© David Franck+ 22

  • Arquitetos: J. Mayer H
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

Residências BF30 / Bottega + Ehrhardt Architekten

© David Franck© David Franck© David Franck© David Franck+ 30

Casa Dupli / J. Mayer H. Architects

© David Franck© David Franck© David Franck© David Franck+ 34

Ludwigsburg, Alemanha
  • Arquitetos: J. MAYER H. Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  6900
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2008
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Tuchschmid

Fábrica HAWE Kaufbeuren / Barkow Leibinger

© David Franck© David Franck© David Franck© David Franck+ 31

  • Arquitetos: Frank Barkow, Regine Leibinger
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  50039
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014