Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Bas Princen - Fondazione Prada

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Fachadas de espuma de alumínio: textura, porosidade e brilho

CaixaForum Sevilla / Vázquez Consuegra. Image © Jesús Granada
CaixaForum Sevilla / Vázquez Consuegra. Image © Jesús Granada

Habitualmente, os revestimentos modulares para fachadas e envoltórias fornecem soluções rápidas e eficientes, mas muitas vezes carecem de riqueza e caráter para serem repetidos infinitamente, sem entrar em relação com o projeto arquitetônico e suas distintas funções e exigências.

Estes painéis de espuma de alumínio são fabricados mediante um processo de injeção de ar no alumínio fundido, que contém uma fina dispersão de partículas cerâmicas. Essas partículas estabilizam as bolhas de ar e criam painéis que oferecem um nível interessante de detalhes e variabilidade, gerando fachadas exclusivas com diferentes níveis de textura, transparência, brilho e opacidade. Seus painéis ultraleves podem ser usados como pranchas planas, são 100% recicláveis e estão disponíveis em formatos de tamanho padrão de até 3,66 metros de comprimento, embora também existam painéis personalizados mais longos.

Alusion™. Image Cortesía de Cymat Technologies Ltd. Alusion™. Image Cortesía de Cymat Technologies Ltd. Alusion™. Image Cortesía de Cymat Technologies Ltd. Alusion™. Image Cortesía de Cymat Technologies Ltd. + 20

Herzog & de Meuron, OMA e MAD entre os 13 finalistas do “Design of the Year 2016”

O Design Museum de Londres anunciou os finalistas de 13 projetos arquitetônicos que estão sendo considerados para a edição de 2016 da prestigiosa premiação Design of the Year. Desde o protótipo da habitação sustentável da Tatiana Bilbao à Ópera Harbin de MAD Architects, a lista apresenta projetos de diversas escalas e programas, celebrando algumas das conquistas mais significantes do último ano dos arquitetos.

O prêmio, agora em seu nono ano, "celebra projetos que promovam ou que incentivem desafios, permitindo acesso, estendendo a prática de projetar ou capturando o espírito do ano". Os candidatos são selecionados em seis categorias, incluindo Arquitetura, Digital, Moda, Gráfico, Produto e Transporte. Uma exposição com projetos ocorrerá entre 24 de novembro de 2016 e 19 de fevereiro de 2017.

No ano passado, o prêmio geral de arquitetura foi concedido ao Centro de Inovações de UC de Alejandro Aravena por ser "permeável – visual, social e climaticamente eao seu ambiente".

Veja, a seguir, todos os edifícios finalistas: 

Rem Koolhaas fala sobre a Prada, preservação, arte e arquitetura

Com a abertura das galerias de arte Fondazione Prada, em maio, o OMA mostrou um lado diferente de seu trabalho, com foco na preservação e montagem ao invés da iconografia e layout esquemático - que muitos associam ao escritório. Nesta entrevista, publicada originalmente pela Metropolis Magazine como "Koolhaas Talks Prada", Rem Koolhaas explica o raciocínio por trás dessa nova abordagem e como eles tentaram evitar cair em clichês de espaços artísticos pós-industriais.

Quando a Fondazione Prada abriu suas portas para uma nova casa permanente em Milão dedicada à cultura contemporânea, não só colocou a cidade italiana firmemente na vanguarda da arte global, mas também introduziu uma nova maneira ambiciosa de pensar a relação entre arquitetura e arte. A localização - uma destilaria original de 1910 -composta por sete espaços, incluindo armazéns e três enormes cisternas de cerveja com uma qualidade industrial crua que os arquitetos, a empresa holandesa OMA, mantiveram, além de adicionar três novos edifícios feitos de vidro, concreto branco e espuma de alumínio. Um deles, o Podium, de localização central, é destinado a exposições temporárias, enquanto outro, ainda em construção, é uma torre de nove andares que vai abrigar os arquivos da fundação, instalações de arte e um restaurante. O terceiro, um teatro com uma fachada espelhada, apresenta paredes dobráveis permitindo que a construção se abra para um pátio. No total, o conjunto de edifícios fornece cerca de 11 mil metros quadrados de espaços de exposição, mais do que o dobro do novo Museu Whitney de Arte Americana. A correspondente da revista Metropolis, Catherine Shaw, visitou o local com o arquiteto ganhador do prêmio Pritzker, Rem Koolhaas, para descobrir mais sobre os desafios de criar um novo paradigma cultural.

A abordagem da OMA para os pavilhões de exposição é eclética, embora inegavelmente moderna. (Nota o detalhe da viga vertical fixada no invólucro edifício). Imagem © Bas Princen - Fondazione Prada Exposição inaugural da Fondazione a clássica série, explora questões de autenticidade e imitação na antiguidade clássica. As esculturas em tamanho natural são montadas em um sistema de pavimentação intricada projetada para a exposição e composta por mármore e alumínio escovado todos expostos ao longo das bordas. Imagem © Attilio Maranzano O salão de exposição dourado é o ponto focal central da Fondazione. Chamado de Haunted House,  as características utilitárias da estrutura são folhadas a ouro, uma extravagância ostensivamente espontânea que Koolhaas pós-racionaliza por motivos funcionalistas. O edifício eleva-se acima do resto dos espaços e armazéns ao ar livre do campus. Imagem © Bas Princen - Fondazione Prada A Fondazione engloba uma verdadeira paisagem urbana que consiste em hangares entrelaçados com novos edifícios. Eles estão sutilmente enfeitados, indicado pelas marcações alaranjadas lineares repetidas em seu exterior. Mudanças de altitude no chão variam a experiência do pedestre enquanto demarcando importantes elementos da Fondazione, como o cinema revestido com um verniz espelhado. Toques que emprestam ao complexo um assombro, quase surrealista. Imagem © Bas Princen - Fondazione Prada + 9

Rem Koolhaas sobre a Fondazione Prada, preservação e a destruição de parte de Paris

Com a inauguração do edifício da Fondazione Prada em Milão no início do mês passado, o OMA teve a chance de mostrar suas habilidades em um tópico pouco frequente no escritório: preservação. Nessa entrevista para a Kultur Spiegel, Rem Koolhaas se aprofunda no tem, explicando sua crença de que "temos que preservar a história", não apenas a arquitetura, e argumenta que a popularidade da reutilização de antigos edifícios e consequência de uma mudança de paradigma, que passou dos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade para conforto, segurança e sustentabilidade. "As dimensões e o repertório do que vale a pena preservar expandiram drasticamente", disse o arquiteto, o que significa que "não deveríamos derrubar edifícios que sejam ainda utilizáveis." Ainda assim, diz ele, isso não significa que não deveríamos derrubar e começar de novo em alguns casos." Leia a entrevista completa aqui.

Fondazione Prada / OMA

© Charlie Koolhaas - OMA © Bas Princen - Fondazione Prada © Bas Princen - Fondazione Prada © Bas Princen - Fondazione Prada + 17

Milão, Itália
  • Arquitetos: OMA
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 18900.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2015