Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Noticias de Arquitetura

Noticias de Arquitetura

9 arquitetos empreendedores que desenvolveram produtos e serviços inovadores

Arquitetos adoram inovação; estão sempre em busca da última novidade em materiais e produtos que possam ser incorporados a seus projetos e ideias. Ainda assim, um campo onde raramente se inova: seu próprio negócio. Este artigo, publicado originalmente por Archipreneus como "Branching Out: 9 Architects Who Created Innovative Products," explora o mundo dos arquitetos que estão inovando de outras maneiras.

Durante décadas o modelo de negócio de arquitetura permaneceu o mesmo. Enquanto outras indústrias entravam na cada vez mais popular mentalidade das start-ups vista no setor tecnológico, os arquitetos permaneceram na ultrapassada troca de tempo por dinheiro. Em uma economia global competitiva, este modelo é altamente suscetível às mudanças no mercado imobiliário e possui opções limitadas de crescimento. Estas realidades tem incentivado alguns arquitetos a considerarem carreiras alternativas nas quais seu conjunto único de habilidades oferece uma vantagem competitiva.

Em contraste ao atual modelo de negócio da maioria dos escritórios de arquitetura, reunimos nove exemplos de arquitetos que criaram produtos e serviços inovadores. Esses empreendimentos oferecem numerosas vantagens quando se trata de crescimento de negócios, pois diferente do modelo de consultoria, a criação de produtos é altamente escalável e tem o potencial de proporcionar um fluxo contínuo de renda.

10 itinerários subterrâneos em São Paulo

Peça a uma criança que desenhe uma cidade. É provável que em meio a pessoas, árvores, casas e carros apareça também a imagem de edifícios em altura, arranha-céus, quiçá conformando até mesmo um skyline definido. A ideia de verticalidade é há muito associada ao imaginário da cidade, porém, a verticalidade é com frequência pensada apenas do chão para cima, isto é, o que se constrói a partir do empilhamento de pavimentos, deixando de lado o que acontece sob o solo que pisamos.

O subsolo é negligenciado enquanto lugar habitável, espaço de lazer ou de encontro, e lhe resta o papel de suporte para infraestruturas urbanas (transporte, esgoto etc.), porem, lugares muito interessantes podem se revelar se nos detivermos à exploração dos subterrâneos da cidade, como mostra este artigo publicado pelo site Buzzfeed sobre dez lugares subterrâneos em São Paulo que nos mostram uma face oculta da maior cidade da América do Sul.

Playgrounds internos: arquitetura lúdica em casa

O ex-presidente dos EUA, Theodore Roosevelt disse uma vez que brincar é uma necessidade fundamental - tanto que os playgrounds devem ser acessíveis a todas as crianças, assim como são as escolas.

Em países de todo o mundo, os arquitetos estão se tornando cada vez mais inovadores ao criar ambientes onde as crianças podem explorar sua imaginação.

Hoje, os playgrounds podem flutuar no oceano ou tomar a forma de um enorme e colorido crocodilo.

A seguir você verá alguns dos melhores exemplos de parques infantis ao redor do mundo que o farão desejar voltar a ser criança.

© Flickr/njcull © MONSTRUM © Wibit Sports GmbH Cortesia de Bounce Below + 24

David Chipperfield é selecionado para remodelar a Embaixada dos EUA em Londres

Segundo o Architects' Journal, o escritório David Chipperfield Architects foi selecionado através e um concurso fechado para remodelar a Embaixada dos EUA em Londres, um vez que seus ocupantes serão relocados para um novo edifício ainda em construção. O edifício existentes, projetado por Eero Saarinen em 1960, foi comprado pelo grupo Qatari Diar em 2009 e será convertido em um hotel.

Café Canastro / Álvaro Domingues

Os Canastros são estas casas esguias e arejadas onde se guardavam as espigas e se defendiam da humidade e dos ratos. Quando veio das américas, o milho provocou uma verdadeira revolução nos campos: planta exigente em calor, regas, adubos, sachas e mil cuidados para que crescesse saudável e não fosse comida pelos morcões. Por isso o gado foi estabulado; por isso se cortavam matos nos montes para que o esterco dos animais depressa se transformasse em carradas de estrume; por isso se exploravam águas para apaziguar a sede da terra. O milho era o milagre do pão, a comida para os humanos e para os animais, o grão que se podia guardar, as medas de palha para o gado; o folhelho para os colchões; a moinha para as almofadas; o carolo para o lume. O milho era um dispositivo de socialização; as levadas comunitárias da água de rega; a junta de compartes para gerir o corte dos matos no baldio; as desfolhadas e o milho-rei para os namoros; a espiga para as alminhas ou o andor de S. Lourenço ou do S. Miguel padroeiro das colheitas…

Equipe brasileira entre os 30 finalistas do concurso Bauhaus Museum

No último dia 7 de setembro foi divulgado o resultado do Concurso Internacional para o novo Museu da Bauhaus em Dessau, Alemanha. No total 815 equipes provenientes dos 5 continentes concorreram na primeira fase e dentre as 30 propostas selecionadas para a segunda fase está uma equipe brasileira, formada pelos escritórios Studio CSD, Atelier 77 e Sapu.

Os finalistas foram convidados para participar de um colóquio em Dessau em junho e deveriam então entregar suas propostas detalhadas até o final de julho em Berlim. No dia 22 de junho o arquiteto Caio Smolarek Dias, da equipe finalista, esteve em Dessau para participar do colóquio em que a organização do concurso forneceu informações mais precisas sobre os resultados esperados.

5 coisas que a arquitetura pode aprender com o movimento "Tiny House"

Com o crescimento incerto da economia global, algumas pessoas estão investindo na criatividade para melhor ocupar seus reduzidos espaços residenciais. O movimento Tiny House tem recebido adeptos de todas as partes do mundo, incentivando a construção de casas com menos de 14 metros quadrados de área útil. Lares para moradores de todas as idades, estas pequenas casas evoluíram para muito além dos estacionamentos de trailers de décadas atrás e estão se tornando uma solução muito popular para enfrentar a crise econômica, acarretando em mudanças para todo o campo da arquitetura.

Cada vez mais respeitadas - e populares, em face das desvantagens de outras tipologias - observamos algumas lições que, além de fundamentais para o movimento tiny house, são aplicáveis em toda a arquitetura. Saiba mais a seguir.

Architecture for Humanity lança campanha de rebranding

A organização sem fins lucrativos Architecture for Humanity lançou uma campanha para a renovação de sua marca e convidou o público a ajudar a criar seu novo nome. Após trabalhar na transição "de um grupo de filiais para uma rede coletivamente mobilizada e colaborativamente liderada", a nova versão da organização tem uma missão similar, mas com foco na "construção de consenso, no desenvolvimento profissional e no apoio a grupos locais para desenvolver modelos de negócio inovadores e guiar projetos humanitários." Assim, a nova AFH utilizará sua nova imagem como um chamariz, enfatizando a colaboração interdisciplinar e a incorporando qualquer interessado de fora do campo da arquitetura que possa ajudar em sua missão.

Pavilhão BIC: Uma instalação de 10000 canetas

© Julien Lanoo
© Julien Lanoo

Desde a invenção da caneta BIC em 1950, mais de 100 bilhões de exemplares foram produzidos. Agora, 10.000 dessas canetas compõem a Estrutura BIC, um pavilhão experimental construído pela equipe do AAU Anastas, Landolf Rhode-Barbarigos da Universidade de Miami e Yann Santerre para a Associação Internacional de Estruturas Espaciais (IASS) em Amsterdã.

© Julien Lanoo © Julien Lanoo © Julien Lanoo © Julien Lanoo + 10

Herzog & de Meuron divulga imagens do projeto para o novo Estádio do Chelsea

O escritório suíço Herzog & de Meuron divulgou planos para o novo estádio do Chelsea Football Club, estimado em £500 milhões. Segundo o jornal BD, as imagens e a maquete do estádio não foram oficialmente divulgadas para a imprensa, mas foram apresentadas em uma reunião de consultoria pública organizada pelo time.

Herzog & de Meuron foi contratado para trabalhar em parceria com os urbanistas do Lifschutz Davidson Sandilands em janeiro deste ano e a recente reunião pública foi a primeira oportunidade de ver como o estádio de 60 mil lugares em será quando concluído - no entanto, imagens preliminares já haviam sido divulgadas em uma consultoria em julho, quando a proposta recebeu 92% de aprovação.

DS+R divulga fotografias do novo edifício de História da Arte da Universidade de Stanford

O escritório Diller Scofidio + Renfro (DS+R) divulgou as primeiras fotografias - feitas por ninguém menos que Iwan Baan - de seu projeto para o McMurty Building na Universidade de Stanford, que será oficialmente aberto ao público no dia 6 de outubro. O edifício de 9 mil metros quadrados será inaugurado a tempo para o segundo semestre letivo de 2015 e permitirá que os alunos de Artes e História da Arte estudem juntos sob o mesmo teto. Saiba mais sobre o projeto de DS+R, a seguir.

CEBRA vence concurso para projetar complexo educacional na Rússia

O escritório dinamarquês CEBRA foi anunciado como vencedor de um concurso para projetar um complexo educacional "inteligente" em Irkutsk, Rússia. A proposta vencedora, apelidada de Smart School Meadow, atende às exigências do concurso, que buscava por uma nova tipologia de escola que combina arquitetura e paisagismo em um ambiente de aprendizado que também sirva de centro comunitário.

O projeto integra edifícios e paisagem através de um anel de estruturas individuais conectadas por uma grande cobertura. Esta possibilita que os espaços entre as edificações possam ser usados como espaços multifuncionais de aprendizagem, zonas para atividades e áreas de circulação com forte conexão com o exterior.

Courtesy of CEBRA architecture Courtesy of CEBRA architecture Courtesy of CEBRA architecture Courtesy of CEBRA architecture + 10

Dominique Perrault é laureado com o Praemium Imperiale 2015

A Japan Art Association (JAA) anunciou o arquiteto francês Dominique Perrault como vencedor do Praemium Imperiale International Arts Award 2015. Elogiado por seus projetos "muito imaginativos [ou] abstratamente mínimos", Perrault é conhecido por inserir com maestria obras inovadoras em seus contextos específicos.

“A arquitetura não deveria ser fechada em si mesma, com suas costas voltadas para o contexto", diz Perrault. "Ela deve sempre estar em ressonância com o ambiente, seja natural ou urbano. Nós arquitetos devemos sempre pensar no papel de nossos edifícios no desenho urbano e na cidade como um todo."

O prestigiado prêmio, agora em sua 27ª edição, reconhece a "excelência no desenvolvimento, promoção e progresso das artes" nos campos da arquitetura, pintura, escultura, música e teatro/cinema. Perrault faz pare agora de um seleto grupo de arquitetos laureados com o prêmio, composto por James Stirling, Tadao Ando, Alvaro Siza, Richard Rogers, Jean Nouvel, Toyo Ito, Zaha Hadid, Peter Zumthor, David Chipperfield e Jacques Herzog e Pierre de Meuron.

Os cinco laureados do Praemium Imperiale 2015 são:

Primeira casa projetada por Gaudí abrirá como museu em 2016

Projetada por Antoni Gaudi em Barcelona entre os anos 1883 e 1889 e declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2005, a casa Vicens será convertida em um museu e abrirá suas portas ao público no segundo semestre de 2016.

A atual proprietária, uma sociedade que faz parte do conglomerado financeiro Mora Banc Grup, atualmente trabalha no restauro do edifício e na coordenação museográfica e artística da exposição. "[Trata-se de] um trabalho essencial para entender sua linguagem arquitetônica única e o desenvolvimento do Art Nouveau em Barcelona", explicou em uma recente entrevista Mercedes Mora, Diretora Executiva do novo projeto catalão.

Saiba mais a seguir.

Detalhe da Casa Vicens. Imagem © Michela Simoncini [Flickr CC] Detalhe da Casa Vicens. Imagem © Ian Gampon [Flickr CC] Detalhe da Casa Vicens. Imagem © Ian Gampon [Flickr CC] Detalhe da Casa Vicens. Imagem © Ian Gampon [Flickr CC] + 5

Como fazer renders que vendam seu projeto

© PiXate Creative
© PiXate Creative

"The Rendering View," é uma nova coluna mensal do ArchDaily escrita pelo fundador da PiXate Creative, Jonn Kutyla, focada em conselhos, sugestões e discussões mais amplas sobre renderizações arquitetônicas.

Como arquiteto, você já passou incontáveis horas desenhando, modificando e aperfeiçoando o que acredita ser o melhor layout possível para um edifício. Os numerosos projetos que imaginou, desenhou e no final se tornaram um edifício finalizado, lhe deram a capacidade de visualizá-lo com uma incrível precisão. Infelizmente, seus clientes frequentemente não conseguem visualizar um espaço antes de sua construção.

A renderização 3D procura resolver este problema, representando com precisão como será um edifício em uma qualidade fotorrealista, muito antes dele existir: mas há uma grande diferença entre mostrar seu edifício e vender o conceito do edifício. Mostrar seu edifício é exatamente o que o nome implica: geralmente a câmera é afastada e a atenção se volta para o edifício como um todo. Quando a intenção é vender o conceito de um edifício, deve se focar em um pequeno aspecto deste que se mostre muito interessante.

Bauhaus Dessau anuncia os vencedores do concurso Bauhaus Museum

A Foundation Bauhaus Dessau anunciou dois vencedores de seu concurso para projetar o novo museu Bauhaus. As equipes selecionadas - Gonzalez Hinz Zabala e Young & Ayata, de Barcelona e Nova Iorque, respectivamente - tiveram suas propostas escolhidas entre 815 projetos enviados. Em seu comunicado de imprensa, a Fundação comentou que ambos os projeto "continuam a tradição da Bauhaus, embora com abordagens muito diferentes". Com o novo novo museu planejado para ser inaugurado no centenário da Bauhaus, em 2019, a Fundação disse que "começará as negociações paralelas com as duas equipes vencedoras", para fechar o contrato para o projeto final dentro dos próximos três meses.

A fundação também anunciou as equipes premiadas com o terceiro e quarto lugares no concurso, além de três menções. Saiba mais sobre os sete projetos, a seguir.

Estão abertas as inscrições para o 3º Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura

O Grupo Saint-Gobain, líder mundial em soluções para o habitat, abriu em 04 de agosto, as inscrições para o 3º Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável. A iniciativa reconhece projetos e busca conscientizar sobre a importância da sustentabilidade para o setor. Os interessados podem inscrever seus projetos no site do prêmio, até 16 de outubro de 2015.

A arquitetura da segregação

Em um recente artigo a equipe editorial do jornal The New York Times argumenta que a batalha contra a discriminação imobiliária [housing discrimination] e a segregação racial nos Estados Unidos está "longe de terminar". Isso após 50 anos da criação do Departamento Federal de Habitação e Desenvolvimento Urbano e 47 anos depois da aprovação da lei federal Fair Housing Act, que protege o vendedor ou comprador de uma propriedade de sofrer qualquer tipo de discriminação (racial, etária, de gênero etc.).

A desigualdade econômica "está atualmente aumentando em todo o país: à medida que mais famílias de minorias se encontram presas em bairros marcados pela pobreza, sem habitações, escolas ou trabalhos dignos e com poucas opções de sair dessas condições", comenta o editorial, advertindo, no entanto, que esta situação "não aconteceu por acidente".

Saiba mais a seguir.

Frank Gehry divulga imagens de seu novo projeto em "Sunset Strip", Califórnia

O escritório Gehry Partners, em parceria com Townscape Partners, divulgou planos para redefinir o "portão de entrada" da Sunset Strip, Califórnia. A estrutura de uso misto é uma das diversas alternativas propostas por Townscape para o local. Se construído, o projeto incluirá dois edifícios residenciais - um com apartamentos para aluguel e outro para compra -, além de programas de entretenimento e espaços públicos.

Abertas as inscrições para o 4º Prêmio Gypsum de Arquitetura de Interiores

De 04 a 30 de setembro de 2015, arquitetos e profissionais de design de interiores do Brasil inteiro poderão se inscrever para participar da edição deste ano do Prêmio Gypsum Drywall - Arquitetura de Interiores, promovido pela Gypsum Drywall®, empresa que completa 20 anos de atuação no Brasil em 2015. As novidades desse ano são a nova categoria para estudantes e a premiação.

Concurso "Reinvente um Clássico"

Para celebrar nosso 4° aniversário, preparamos um concurso para estimular a criatividade e imaginação dos arquitetos e futuros arquitetos brasileiros.

Você já imaginou a Casa de Vidro, de Lina Bo Bardi, com venezianas de madeira? Ou o Ministério de Educação e Saúde, de Lucio Costa, com uma fachada contínua em aço patinável perfurado? Ou que tal a FAU-USP, de Vilanova Artigas, como um bloco de vidro transparente e conexões metálicas?

Convidamos nossos leitores a deixar de lado os preconceitos e lançar voo à imaginação recriando seus Clássicos preferidos.

Preparem-se para o desafio #ReinventeUmClassico, em parceria com a HP, Editora Gustavo Gili Brasil e Torino Informática.

4 lições que os filmes da Pixar podem nos ensinar sobre arquitetura

Ao longo dos últimos 20 anos, os filmes da Pixar atraíram grandes públicos ao redor do mundo. Nas vendas de bilheteria em todo o mundo o seu primeiro filme, Toy Story (1995), alcançou a cifra de US$362 milhões, seguido por Vida de Inseto (1998) US$363 milhões, Toy Story 2 (1999) US$485 milhões, Monstros SA (2001) US$525 milhões, e Procurando Nemo (2003) a impressionante marca de US$865 milhões.[1] Faturando em alugueis de filmes e compras de DVDs, juntamente com direitos autorais para TV a cabo, parques temáticos e produtos que estampam seus personagens, a influência da Pixar em gerações de crianças e adultos em todo o mundo tem sido enorme. Em termos de impacto global, nenhum educador, autor, ou arquiteto chegou tão longe.

Enquanto o papel pioneiro da Pixar no mundo do cinema, das histórias e de animação gráfica já está bem documentado, suas conexões com a arquitetura ainda têm que ser exploradas. Um dos maiores talentos da Pixar está em sua habilidade de criar mundos arquitetônicos convincentes dentro do mundo humano que habitamos diariamente. Os mundos da Pixar podem se tornar uma nova ferramenta para incentivar o pensamento crítico sobre nosso ambiente.

Praça Mauá é reaberta no Rio de Janeiro

Praça Mauá, Rio de Janeiro. Image via bafafa.com.br
Praça Mauá, Rio de Janeiro. Image via bafafa.com.br

Neste domingo, 6 de setembro, foi reinaugurada no Rio de Janeiro a Praça Mauá, após quatro anos de obras de remodelação. Localizada na região central da cidade, próximo à orla, a praça teve sua área ampliada seis vezes com a derrubada do elevado da Perimetral, atingindo cerca de 25 mil metros quadrados e chegando quase até o mar da Baía de Guanabara.

A Praça é o primeiro projeto a ser inaugurado na nova Orla do Conde, uma faixa de terra que se estende por 3,5 quilômetros, entre o Armazém 8 do Cais do Porto e a Praça da Misericórdia, e conta com 27 centros culturais e museus.

4 anos de ArchDaily Brasil

Queridos leitores e leitoras,

É com imenso orgulho que queremos compartilhar com vocês que hoje completamos 4 anos de atividades!

Diariamente, em distintas partes do Brasil e do mundo, nossa equipe trabalha com todo amor e dedicação para levar até vocês o mais rápido possível todas as notícias e o melhor da arquitetura brasileira e mundial. São mais de 10 publicações diárias, entre projetos, notícias, eventos e concursos selecionados especialmente para nossos leitores. Estamos felizes e somos apaixonados pelo que fazemos de melhor: compartilhar inspiração e conhecimento com profissionais e estudantes de arquitetura e urbanismo.

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.