Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM
Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior
© Charles Bouchaib

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de ExteriorEdifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de ExteriorEdifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de InterioresEdifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Interiores, Escada, Fachada+ 37

  • Arquitetos: RAUM
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  23555
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fotógrafo
    Fotografias :Charles Bouchaib
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  ID VERDE, Lilian, Sati, Schindler AS
Mais informaçõesMenos informações

Descrição enviada pela equipe de projeto. O distrito de Euronantes, onde o edifício em questão completa a orla norte perto da estação, contribui para a abertura do bairro de Malakoff 1 conectando-o ao distrito de Dalby, de Olivettes e ao centro histórico.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior
© Charles Bouchaib
Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior
© Charles Bouchaib

No que diz respeito ao desafio urbano, a proposta do urbanista Gérard Pénot (Atelier Ruelle) e Nantes Métropole Aménagement encontra o seu apoio no projeto arquitetônico não mais procurando vincular-se a uma centralidade metropolitana, mas construindo as peças que faltavam na cidade, sendo um centro.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Interiores, Escada, Fachada
© Charles Bouchaib

Este necessário diálogo com a cidade realiza-se a vários níveis: a nível da macrorregião, acrescido da ligação à rede ferroviária europeia, a nível da rua e a nível dos bairros.

O projeto é, portanto, integrado como uma ferramenta de conexão entre os usos propostos e a paisagem mais ampla e é construído em torno de 3 desafios principais:

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Interiores
© Charles Bouchaib

- A escala humana como referência: caminhos e usos no cerne da identidade do projeto.

- Uma arquitetura que contribui para a qualificação duradoura do distrito pela qualidade e volumes dos materiais.

- O estabelecimento de condições para uma diversidade programática: separar claramente as entidades para garantir a sua modularidade e promover intercâmbios.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior
© Charles Bouchaib

1. Uma arquitetura de caminhos. A construção de uma paisagem urbana de escala humana, que é marcada pela construção de um bairro por meio da “volumetria pedonal”, é abordada pelo projeto através de trabalhos precisos sobre a porosidade dos térreos e sobre a sua clareza.

Essa abordagem se aproxima da hodologia, que estuda a relação entre o corpo e o meio ambiente. Quando aplicada ao território, tende a definir a paisagem urbana por seus usos, rotas e caminhos.

Assim perpetua ao longo do projeto como uma grande escadaria que não só garante o potencial público das coberturas ao oferecer uma rua, mas também garante o carácter pedonal dos diferentes níveis de estacionamento.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Imagem 27 de 37
Planta - Situação
Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Imagem 28 de 37
Planta - Térreo

2. O material da cidade. A imagem e a identidade do projeto refletem-se, portanto, nos seus usos, percursos e capacidade de apropriação de fachadas.

Separadas volumetricamente, as diferentes partes do projeto se encaixam em um todo coerente ligado pela mineralidade de suas fachadas e pela variedade de materiais que oferecem.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior, Tijolo
© Charles Bouchaib

Tijolo: o volume inferior (escritórios e oficinas SNCF Réseau) e o bloco de alojamento são tratados com tijolo e são compatíveis com as diferentes necessidades específicas (e regulamentares) de cada programa: tijolo maciço trançado para as aberturas do edifício SNCF Réseau (alto nível de segurança), tijolos finos mecanicamente fixados para o bloco da torre de alojamento (regulamentos sísmicos), exoesqueleto de concreto colorido fundido para as instalações de estacionamento e concreto não polido para elementos de piso pré-fabricados (lajes alveolares protendidas, etc.)

3. Heterogeneidade coerente. A divisão dos volumes permite passar de uma situação de entrelaçamento a uma situação de continuidade, favorecendo a mistura e a hibridação de utilizações.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Interiores, Tijolo
© Charles Bouchaib

As três entidades distintas e claramente compreensíveis oferecem assim a possibilidade de uma situação de vizinhança real mutuamente benéfica.

As instalações do SNCF (sistema de trens) puderam, portanto, ser entregues com antecedência, sem interagir ou sobrepor-se ao resto do projeto. A construção dos alojamentos também foi feita de forma independente da fase dos estacionamentos.

A qualidade intrínseca de cada fragmento, ligada à possibilidade de funcionamento autônomo, permitiu o desenvolvimento de um projeto simples refletindo a imagem de Nantes: uma adaptação condizente com a vizinhança, utilizando matéria-prima nobre e duradoura com uma mistura de usos que oferecem uma relação íntima entre o homem e a paisagem urbana da cidade.

Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM - Fotografia de Exterior
© Charles Bouchaib

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Nantes, França

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Edifício de Uso Misto Block 5B / RAUM" [Block 5B / RAUM] 03 Nov 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/971201/edificio-de-uso-misto-block-5b-raum> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.