Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA

Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA
Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 1 de 16
© Alin Constantin Photography

A contribuição do Reino Unido para a Expo 2020 Dubai é uma estrutura escultural de madeira que celebra a diversidade cultural e a colaboração, destacando a Grã-Bretanha como um ponto de encontro de culturas e ideias. Criado pelo artista e designer Es Devlin, o Poem Pavilion usa algoritmos avançados de aprendizado de para transformar a entrada dos visitantes em poemas coletivos. Este último pode ser lido em displays iluminadores na fachada, transformando o pavilhão na própria exposição.

Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 2 de 16Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 3 de 16Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 4 de 16Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 5 de 16+ 16

Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 3 de 16
© Alin Constantin Photography

No Pavilhão do Poema, os visitantes são convidados a doar uma palavra no “porta-voz” ao entrar no espaço central, que exibe essas contribuições em inglês e árabe, acompanhadas por uma paisagem sonora. Um algoritmo compila as palavras doadas em textos, gerando um poema coletivo a cada minuto. O modelo de aprendizado de máquina foi inicialmente treinado em textos para internet e foi adaptado ao projeto por meio de uma seleção diversificada de mais de cinco mil poemas cuidadosamente selecionados por uma equipe de curadores de poesia.

Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 16 de 16
© Alin Constantin Photography

Conhecido pelas instalações em grande escala que mesclam música, linguagem e luz, o artista e designer Es Devlin explorou pela primeira vez a ideia de poesia gerada por máquina em 2016 com o projeto Poem Portraits na Serpentine GALLERY, em resposta à ideia de propor uma escultura social.

“Os algoritmos estão entre nós, são uma parte cada vez maior da nossa cultura, sua produção é baseada no que eles são treinados e quem os treina. O pavilhão é, ao mesmo tempo, uma expressão do ideal de uma Grã-Bretanha culturalmente diversa com a qual cresci, temperada com nossa crescente consciência do papel que os algoritmos desempenham na definição do futuro de nossa cultura. ”- Es Devlin.

Localizado no bairro “Opportunity” do masterplan da Expo Dubai 2020, o pavilhão do Reino Unido foi desenvolvido em conjunto com os engenheiros estruturais Atelier One, os consultores de design ambiental Atelier Ten, os arquitetos executivos Veretec e a agência de criação Avantgarde. A estrutura é feita de madeira laminada cruzada com madeira proveniente de florestas italianas e austríacas de manejo sustentável. A própria criação do pavilhão demonstra multiculturalismo, com os elementos LED concebidos na Bélgica e produzidos na China e o algoritmo desenvolvido na Califórnia.

Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA - Imagem 13 de 16
© Alin Constantin Photography

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Cutieru, Andreea. "Pavilhão do Reino Unido na Expo 2020 Dubai é palco para poemas gerados por IA" [UK Pavilion at Expo 2020 Dubai is a Stage for AI-Generated Collective Poems] 11 Out 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/969580/pavilhao-do-reino-unido-na-expo-2020-dubai-e-palco-para-poemas-gerados-por-ia> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.