Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais

Cabanas de Primavera em Tangshan / MONOARCHI

Cabanas de Primavera em Tangshan / MONOARCHI

Cortesia de MONOARCHICortesia de MONOARCHICortesia de MONOARCHICortesia de MONOARCHI+ 35

Nanjing, China
  • Arquitetos: MONOARCHI
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  220
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2021
  • Arquitetos Principais:Keming Wang, Xiaochao Song
  • Equipe De Projeto:Xueying Gao, Xiao LU, Yining Gao, Alvin Pranata, Qiyu Chen, Sam Tang
  • Cliente:Nanjing Tangshan Yujingbanshanju Hotel
  • Construção:CROWNHOMES
  • Cidade:Nanjing
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

Descrição enviada pela equipe de projeto. MONOARCHI concluiu quatro cabanas com águas termais na porção sudeste da Montanha Tangshan em Nanjing, China. O terreno de 5.000m² fica em uma colina entre pedras, destacando-se como uma ilha solitária da floresta. De acordo com as características geomórficas do terreno, o arquiteto escolheu os quatro locais distintos para posicionar as quatro cabanas, desde o esconderijo na floresta, até a transição gradual para o terreno com pedras.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

O arquiteto manteve o relevo original e a vegetação existente e considerou a interação entre o volume e o ambiente envolvente. Sobre as diferentes localizações das cabanas e a admiração pela natureza, o arquiteto criou duas formas interessantes completamente distintas. Passando por arbustos soltos, o caminho de tábuas do local contorna a selva e as pedras, às vezes encontra árvores isoladas e rochas estranhas, e as supera simplesmente abrindo buracos. O caminho sinuoso conecta as quatro cabanas independentes como o veio de uma folha.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Planta Geral
Planta Geral

Uma das cabanas é inspirada nas vinhas que circulam nas florestas. Os espaços dentro dela - a sala, o quarto e o banheiro são definidos pelo vazio que a natureza oferece. A ponte coberta, formada por escorregadores e degraus, atravessa o estreito vão entre as árvores, seja suave ou íngreme, envolvendo as três salas principais em um volume completo.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

As enormes janelas de vidro de cada cômodo rompem a fachada, voltadas para diferentes ângulos e alturas, revelando os distintos personagens dos espaços internos quando em contato com a natureza: é possível contemplar a paisagem de montanhas distantes ou admirar as plantas silvestres. Ao redor do volume, é possível caminhar até o terraço e tocar nas folhas novas das árvores. O formato ondulado circunda um pátio irregular, e uma piscina de águas termais de 5m² se abre ao lado das árvores preservadas, um lugar para vivenciar a paisagem e o calor gerado pela natureza. A fachada voltada para o pátio é totalmente transparente, apreciando a bela vista da piscina.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

As outras duas cabanas estão emaranhadas nas rochas. As pedras planas são usadas como base, enquanto as falésias acentuadas rompem a ligação direta entre os espaços funcionais, digerindo a silhueta da cabana nas ramificações naturais. A escala de cada ramo é definida por funções, o quarto e a sala estão voltados para a natureza, enquanto o banheiro é visualmente bloqueado pelo lado de fora.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

As duas cabanas são projetadas de formas diferentes devido aos contextos: uma está escondida entre as rochas e o bosque, suas janelas são abertas para vistas mais próximas; a outra está exposta acima das rochas, encostada a uma árvore e enormes penhascos rochosos.  Nela, criou-se uma claraboia para o usuário olhar para o céu estrelado à noite. A sala de estar e o espaço envolvente, delimitado pelas rochas, são pavimentados com pedra esbranquiçada. Lá é possível experimentar a alegria da textura áspera da natureza e a delicadeza dos materiais feitos pelo homem.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

O espaço interno é a extensão exterior. O chanfro arredondado e o próprio carvalho esfumaça a fronteira entre o solo, a parede e o telhado. O mobiliário principal continua as curvas livres e desempenha um papel importante no interior.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

As quatro cabanas compartilham formas semelhantes, mas expressam atitudes diferentes em relação à natureza com seus materiais distintos: as duas cabanas no bosque usam madeira carbonizada como a pele, escondendo-se da vegetação luxuriante; as outras duas ficam expostas nas pedras e na orla do bosque, entortando-se com madeiras originais e se costurando no ambiente natural.

Cortesia de MONOARCHI
Cortesia de MONOARCHI

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Tangshan, Nanjing, Jiangsu, China

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Cabanas de Primavera em Tangshan / MONOARCHI" [Spring Huts in Tangshan / MONOARCHI] 01 Out 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/969438/cabanas-de-primavera-em-tangshan-monoarchi> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.