Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza explora a construção em madeira na arquitetura americana

Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza explora a construção em madeira na arquitetura americana

Intitulado "American Framing", o pavilhão dos Estados Unidos na 17ª Exposição Internacional de Arquitetura - La Biennale di Venezia, explorará a onipresença e o poder criativo da estrutura de madeira na arquitetura americana, um elemento construtivo esquecido. Com curadoria de Paul Andersen e Paul Preissner, a exposição estará em exibição no Giardini della Biennale de 22 de maio a 21 de novembro de 2021.

San Francisco refúgio de terremoto, 1906. Imagem Cortesia de San Francisco History CenterWar housing in Erie, Pennsylvania, 1941. Photo by Al Palmer.. Image via Library of CongressChicago Lumberyard, 1870. Fotógrafo desconhecido. Imagem Cortesia de Chicago History MuseumConstrução Noturna, Reno, 1977. Imagem © Lewis Batlz+ 10

Os arquitetos e professores associados Paul Andersen e Paul Preissner foram selecionados para organizar e fazer a curadoria do American Framing. O pavilhão foi encomendado por Paul Preissner e pela University of Illinois at Chicago, com a colaboração do U.S. Department of State’s Bureau of Educational and Cultural Affairs. A instalação site-specific na fachada do pavilhão, junto com fotografias, maquetes e móveis adaptáveis ao local, animará a entrada do pavilhão neoclássico e destacará um elemento arquitetônico que tem sido frequentemente esquecido ao longo dos anos.

Paul Andersen e Paul Preissner, 2015. Imagem © Chris Strong
Paul Andersen e Paul Preissner, 2015. Imagem © Chris Strong

Queremos trabalhar com um tema particularmente americano e abrir novas possibilidades para a arquitetura. A exposição fará uma retrospectiva da história da estrutura de madeira e especulará sobre como os edifícios podem ser diferentes se restringirmos ou exagerarmos o próprio sistema. Como arquitetos e educadores praticantes, frequentemente exploramos como a arquitetura comum pode ser uma plataforma para novas ideias e discursos. - Paul Andersen

Pilhas de madeira serrada, Seattle Cedar Manufacturing Plant, Ballard, 1958. imagem Cortesia de PEMCO Webster & Stevens Collection, Museum of History & Industry, Seattle
Pilhas de madeira serrada, Seattle Cedar Manufacturing Plant, Ballard, 1958. imagem Cortesia de PEMCO Webster & Stevens Collection, Museum of History & Industry, Seattle

A exposição mostrará a arquitetura com estrutura de madeira, um sistema de construção muito comum nos Estados Unidos e uma das contribuições mais importantes para a prática da construção. Do lado de fora do pavilhão, os visitantes podem experimentar a estrutura de madeira das obras em grande escala exibidas. Os visitantes entrarão no espaço por meio de uma instalação projetada pelos dois curadores, acompanhada por móveis projetados por alunos da UIC em colaboração com o corpo docente da UIC School of Architecture.

Janela, 2020. Imagem © Chris Strong
Janela, 2020. Imagem © Chris Strong

Dentro do pavilhão, os visitantes aprenderão sobre as pessoas, o trabalho e a história da estrutura em madeira por meio de fotografias e modelos arquitetônicos. Daniel Shea e Chris Strong foram contratados para trabalhar em séries de fotos que exibem diferentes elementos de construção em madeira. Shea desenvolverá uma série de fotografias que documentam florestas de abetos e pinheiros onde crescem árvores com potencial madeireiro, e Strong se concentrará em materiais estruturais e nas pessoas que trabalham em torno de fábricas, lojas e locais de construção. Para além das fotografias, uma seleção de maquetes de edifícios criadas por alunos da UIC irá traçar a história da estrutura em madeira, percorrendo o seu desenvolvimento através de vários momentos sociais e culturais do século XX.

Guia do Carpinteiro e Construtor de Audel © 1923. Imagem Cortesia de Pavilion of the United States at the 17th International Architecture Exhibition – La Biennale di Venezia.
Guia do Carpinteiro e Construtor de Audel © 1923. Imagem Cortesia de Pavilion of the United States at the 17th International Architecture Exhibition – La Biennale di Venezia.

Como em outros trabalhos realizados na Escola, a proposta da UIC para o Pavilhão dos EUA intensifica e desvia um elemento ou sistema padrão como forma de refazer o mundo de forma surpreendente, mas plausível. - Robert Somol, Diretor da Escola de Arquitetura da UIC

American Framing

Cortesia de EUA. National Archives and Records Administration
Cortesia de EUA. National Archives and Records Administration

Paul Andersen e Paul Preissner

Paul Andersen é arquiteto, autor e professor universitário. Atualmente é professor associado da Universidade de Illinois em Chicago e lecionou na UIC School of Architecture, na Harvard University Graduate School of Design, no Cornell University Department of Architecture e na Universidad Torcuato Di Tella. Ele é o diretor do Independent Architecture, um premiado escritório de arquitetura com sede em Denver que se concentra em formas, repetição e cultura pop na arquitetura. A Bienal não será seu primeiro projeto de curadoria, já que foi curador convidado do Museu de Arte Contemporânea de Denver no Energy Effects: Art and Artifacts from the Landscape of Glorious Excess em 2010 e trabalhou ao lado da Bienal das Américas como curador de Draft Urbanism em 2013.

Paul Preissner é arquiteto, co-diretor e professor associado da University of Illinois at Chicago School of Architecture. Ele lecionou na Columbia University GSAPP, na Syracuse University School of Architecture, na University of Pennsylvania School of Design, na University of Nebraska School of Architecture, na School of the Art Institute of Chicago, e na Southern California Institute of Architecture. Seu escritório de arquitetura, Paul Preissner Architects, é um estúdio premiado com sede em Chicago com foco em habitação, móveis, instalações e exposições arquitetônicas. Seu trabalho tem uma abordagem experimental de sobreposições formais e materiais modestos, e foi exibido globalmente em museus como o Museu de Arte Contemporânea de Chicago, a Bienal de Arquitetura de Chicago e faz parte da coleção permanente do Art Institute of Chicago.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Stouhi, Dima. "Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza explora a construção em madeira na arquitetura americana" [The US Pavilion at the 2021 Venice Biennale, Curated by Paul Andersen and Paul Preissner, Explores Wood-Framed Construction in American Architecture ] 10 Mai 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/961101/pavilhao-dos-eua-na-bienal-de-veneza-explora-a-construcao-em-madeira-na-arquitetura-americana> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.