Ampliar imagem | Tamanho original
Naturalmente associadas a características como simplicidade e clareza, mas também expressividade, vivacidade e energia, as três cores primárias, responsáveis por dar origem a outras cores, oferecem uma série de possibilidades de aplicação na arquitetura. Elementos cruciais das composições dos principais expoentes do movimento De Stijl, como Piet Mondrian, Theo van Doesburg e Gerrit Rietveld, o amarelo, azul e vermelho, quando usados em conjunto, tornaram-se uma espécie de ícone no design e na arquitetura, e para muitos profissionais da área, uma obsessão. Além das clássicas reproduções das cores primárias em conjunto com grids pretos e formas geométricas, o uso do amarelo, azul e vermelho pode ser encontrado na arquitetura de variadas formas — desde o mobiliário aos elementos construtivos — e em diferentes tipologias. É frequente, por exemplo, seu uso em escolas e edifícios ligados à educação ou ao público infantil, seja pela intenção de enfatizar o caráter educacional do edifício, como para estimular o aprendizado e a criatividade dos seus usuários. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar